Nutricionista Rita Lima
Nutricionista Rita Lima
08 Ago, 2022 - 11:55

8 grupos de alimentos que melhoram a imunidade das crianças

Nutricionista Rita Lima

Descubra os alimentos que ajudam a otimizar a imunidade das crianças, para dar um ajuda extra contra os agentes agressores do dia a dia.

Alimentos que ajudam a otimizar a imunidade das crianças

As crianças, pelo facto de possuírem um sistema imunitário ainda imaturo, estão mais propensas a infeções por agentes patogénicos. E, apesar de não haver alimentos protetores ou que fortaleçam o sistema imunitário, há alimentos que melhoram a imunidade das crianças, mantendo a normal função das células imunitárias – o resultado é a otimização da proteção contra infeções mais comuns, como as gripes e constipações.

Nutrientes importantes para otimizar o sistema imunitário das crianças

Antes de saber quais os alimentos que ajudam a manter o normal funcionamento do sistema imunitário das crianças, é importante saber quais os nutrientes que estão implicados na otimização do sistema imunitário pois, na sua ausência, este sistema pode ficar mais débil.

1

Vitamina C

vitamina c previne gripes e constipações: sumo de laranja natural

Apesar de não prevenir gripes nem constipações, a vitamina C pode ajudar na diminuição dos sintomas e da sua duração (embora este efeito não se manifeste em todas as pessoas e que dure apenas algumas horas), pois promove o normal funcionamento do sistema imunitário e promove a resposta contra o agente agressor.

Além disso, desempenha um papel antioxidante protetor das células do sistema imunitário da oxidação, o que também favorece a função.

Vitaminas de A a K: variedade de alimentos
Veja também Vitaminas de A a K: funções e principais fontes alimentares
2.

Ácidos Gordos ómega-3

Os ácidos gordos ómega-3 têm propriedades anti-inflamatórias que que atenuam o estado inflamatório inerente às infeções e promovem a ativação das células imunitárias, favorecendo uma resolução mais eficaz da situação de gripe ou constipação.

3

Aminoácidos glutamina, arginina e taurina

Taça com ovos

Existem aminoácidos, em particular a glutamina, arginina e a taurina que possuem evidência científica relevante e sustentada no que diz respeito às suas propriedades imunomoduladoras.

4

Vitaminas Complexo B (B6, B12 e ácido fólico em particular)

A maioria das vitaminas do complexo B atua como cofator para diversas reações essenciais ao metabolismo produtor de energia, ajudando o organismo a recuperar dos efeitos da gripe e/ou constipação.

5

Vitaminas A e E

palitos de cenoura com molho de iogurte

São vitaminas com ação antioxidante que ajudam a neutralizar os radicais livres envolvidos nos processos inflamatórios inerentes às gripes e constipações e a reforçar o sistema imunitário e, por isso, a otimizar o sistema imunitário (6).

Variedade de alimentos ricos em vitamina A
Veja também Alimentos ricos em vitamina A: conheça os seus benefícios para a saúde
6

Selénio e Zinco

O selénio e o zinco apoiam o funcionamento normal do sistema imunitário, sendo que perante baixas concentrações destes micronutrientes, a criança torna-se mais suscetível de apanhar gripes e constipações.

Por um lado, o zinco é um mineral que atua e regula a função das células imunitárias, contribuindo para a sua especialização celular. Já o selénio participa nas reações antioxidantes de combate aos radicais livres que oxidam as células, incluindo as células do sistema imunitário, qua são muito suscetíveis à ação destes compostos.

Almoço rico em vitaminas e minerais
Veja também Vitaminas e minerais na prática: diferenças e funções

Alimentos que melhoram a imunidade das crianças

Dietas para perder peso rapidamente: dieta paleo

No seguimento dos nutrientes abordados anteriormente, vejamos, então, alguns alimentos que podem ajudar a otimizar a imunidade das crianças.

  1. Hortícolas de cor verde escura (por ex. couve-galega, couve-bruxelas, brócolos, espinafres), consumidos no prato ou na sopa , derivado do seu teor de vitamina C;
  2. Hortícolas de cor verde alaranjada (por ex. cenoura, abóbora, beterraba), pelo elevado teor em vitamina A;
  3. Fruta variada (incluir frutas cítricas como por ex. laranja, toranja, limão, tangerina), pelo elevado teor de vitamina C;
  4. Frutos oleaginosos (por ex. nozes, avelãs, amêndoas), pela riqueza em ácidos gordos da família ómega-3 e zinco, que ajudam a atenuar o processo inflamatório associado à infeção e ajudam na recuperação;
  5. Peixe gordo (por ex. sardinha, salmão, cavala, atum, arenque), também pelo elevado teor de vitaminas e ómega-3;
  6. Marisco, pelo elevado teor de aminoácidos e selénio;
  7. Leguminosas (por ex. feijão, grão-de-bico, lentilhas), fornecem vitaminas do complexo B e vitamina C;
  8. Cereais e seus derivados integrais (por ex. pão escuro, arroz e massa integral), que fornecem vitaminas do complexo B e selénio.

Por último, importa referir que além do papel na manutenção do sistema imunitário, pela sua riqueza e densidade nutricional, todos os alimentos mencionados anteriormente devem fazer parte da alimentação diária das crianças.

Veja também