Farmacêutica Cátia Rocha
Farmacêutica Cátia Rocha
12 Set, 2017 - 17:43

Gripes e constipações: como distinguir os sintomas e como tratá-los

Farmacêutica Cátia Rocha

Gripes e Constipações têm sintomas semelhantes, por isso é muito fácil confundi-las, mas, na verdade, são doenças distintas.

Gripes e constipações: como distinguir os sintomas e como tratá-los
O artigo continua após o anúncio

A transmissão dos vírus que provocam gripes e constipações é sempre interpessoal, designadamente, através da tosse, dos espirros, das mãos ou do contacto direto com superfícies ou objetos partilhados com uma pessoa doente.

Conhecer as semelhanças e as diferenças entre ambas poderá permitir uma melhor prevenção e um adequado tratamento.

Para contrair gripe existe uma única causa: a infeção pelo vírus Influenza. É uma doença aguda viral e que afeta especialmente as vias respiratórias.

A constipação comum resulta também de infeção viral, mas pode cursar com diversos agentes – nomeadamente, rinovírus, adenovírus, coronavírus, entre outros – que podem coexistir ou agir isoladamente. Esta doença é, por norma, ligeira, causando infeção das vias respiratórias superiores.

O facto das gripes e constipações serem mais frequentes nas épocas de outono/inverno está relacionado com a maior predisposição para ficarmos em ambientes fechados, pouco arejados e em maior proximidade uns com os outros, facilitando, assim, o contágio.

SINTOMAS: DISTINÇÃO ENTRE GRIPES E CONSTIPAÇÕES

gripes e constipacoes e sintomas

Inicialmente, as gripes e constipações atingem sempre as vias aéreas superiores, ou seja, o nariz e a garganta.

Só em complicações da gripe é que poderão ser atingidas também as vias aéreas inferiores, isto é, os brônquios e pulmões.

Como perceber se está perante uma gripe ou constipação?

SINTOMASCONSTIPAÇÃOGRIPE
Dores de gargantaFrequentesOcasionais
Espirros, nariz congestionado e pingo nasalQueixas frequentes e acentuadasOcasionais
Tosse com ou sem expetoraçãoLigeiras a moderadasFrequentes e acentuadas
FebreRara. Caso ocorra é, geralmente, abaixo dos 38ºCAcima de 38ºC, durante 3 a 4 dias
Dores de cabeçaIncomuns, caso ocorram são ligeirasFrequentes e, por vezes intensas
Dores no corpoRaras, caso ocorram são ligeirasFrequentes e, por vezes intensas
Fadiga (falta de força)Rara, caso ocorra é ligeiraLigeira a intensa, durante 2 a 3 dias
Falta de arInexistenteCaso ocorra, é necessário excluir pneumonia ou outra complicação
Grau de gravidadeMuito baixaVariável. Em pessoas com o sistema imunitário fragilizado pode ser grave ou, em casos mais raros, fatal

COMO SÃO TRATADAS AS GRIPES E CONSTIPAÇÕES?

Medidas não-farmacológicas

gripes e constipacoes e medidas nao farmacologicas

A terapêutica inclui medidas não-farmacológicas direcionadas ao controlo dos sintomas (congestão nasal, tosse, garganta irritada, febre e dores de cabeça):

O artigo continua após o anúncio
  • Ingerir muitos líquidos;
  • Evitar bebidas alcoólicas, cafeína e tabaco;
  • Humidificar o ambiente (Tª 18-20oC; humidade 60-80%);
  • Fazer inalações e gargarejar com água salgada morna;
  • Beber chá de limão com mel;
  • Chupar rebuçados emolientes;
  • Evitar esforçar a voz;
  • Tomar banho com água tépida (morna) e aplicar compressas frias na cabeça;
  • Repousar.

Medidas farmacológicas

gripes e constipacoes e medidas farmacologicas

As medidas farmacológicas consistem na administração de substâncias direcionadas igualmente aos sintomas: anti-histamínicos, descongestionantes nasais, antitússicos, mucolíticos e expetorantes, broncodilatadores, anti-inflamatórios não-esteroides, analgésicos e antipiréticos.

QUANDO CONSULTAR O MÉDICO?

gripes e constipacoes e ir ao medico

Perante uma gripe ou constipação comum não se deve recorrer aos serviços de urgência, nem vale a pena ir imediatamente ao médico de família.

A atitude mais acertada é tentar contactar o médico de família pelo telefone, ir à farmácia ou ligar para a linha Saúde 24.

Para a esmagadora maioria dos casos, os cuidados aconselhados telefonicamente ou por um farmacêutico serão suficientes para debelar a doença em casa, sem necessidade de uma consulta médica presencial. Muitos dos medicamentos para tratar as gripes e constipações, como o paracetamol e o ibuprofeno, entre outros, são de venda livre, ou seja, não requerem prescrição médica e podem ser adquiridos mediante conselho farmacêutico. Deste modo, evita-se o frequente contágio de outras pessoas que se encontrem nas salas de espera dos hospitais e centros de saúde.

No entanto, caso verifique que os sintomas persistem por mais de 3 ou 4 dias, ou que agravam apesar da toma da medicação, nomeadamente, se a febre não baixar, então sim, deverá consultar um médico.

Veja também: