10 Alimentos de Outono para ajudar a ultrapassar os dias cinzentos

Os alimentos de Outono estão aí e trazem inúmeros benefícios para a saúde. Alimentos que aquecem o coração em dias mais frios são sempre bem-vindos.

10 Alimentos de Outono para ajudar a ultrapassar os dias cinzentos
Conheça os alimentos característicos deste outono no nosso artigo.

Dias chuvosos e escuros, árvores despidas e frio constante. O outono está aí, e associado a ele estão alterações de humor e sintomas de depressão e ansiedade. Mas não desespere, porque a sua chegada também é sinónimo dos alimentos de Outono.

De facto, esta é uma altura do ano característica pela abundância de frutas e hortícolas, carregados de enorme valor nutricional, que deverão fazer parte da sua alimentação do dia-a-dia.

Para comemorar o dia Mundial da Alimentação que decorreu no dia 16 de Outubro, apresentamos-lhe os melhores alimentos de outono para animar os seus dias e os benefícios para a saúde que apresentam.

Os 10 melhores alimentos de Outono


1. Uvas

alimentos de outono e uvas de diferentes castas

As uvas são uma das frutas mais características do Outono. Fáceis de transportar e de comer em qualquer lado, é nesta época que se realizam as tradicionais vindimas, sendo esta a altura em que elas estão mais saborosas.

Com grainha ou sem grainha, verdes ou roxas, não abdique de consumir este fruto, rico em fibra, que ajuda na regulação do trânsito intestinal, vitaminas do complexo B (incluindo ácido fólico) e antioxidantes, importantes para reforçar o sistema imunitário e depurar de compostos indesejáveis.

Além de comer as uvas, pode também usufruir delas através do vinho, sempre claro com moderação.

 

2. Abóbora

aboboras laranjas

Associado ao outono está também o Halloween e a abóbora. A abóbora é um hortícola muito rico do ponto de vista nutricional, rico em fibra, antioxidantes, vitamina A e betacarotenos, vitamina C, magnésio e ferro, nutrientes essenciais para a saúde da visão, para a pele e reforço do sistema imunitário.

Pode incluir este alimento de outono nas suas sopas (em substituição da batata, por exemplo), saladas e ainda fazer o tradicional doce de abóbora (evite adicionar muito açúcar) e acompanhar com requeijão para animar os seus dias de outono.

3. Espinafres

folhas de espinafres em fundo branco

Os espinafres têm sido um alimento em crescente ascensão nos últimos tempos, principalmente devido à moda das dietas detox. Podem ser consumidos crus ou cozinhados, sendo, todavia, importante que não os coza demasiado para que não percam parte dos seus nutrientes.

Os espinafres são ricos em vitaminas (A, ácido fólico, C e K), minerais (ferro, cálcio, magnésio, potássio), fibras e ácidos gordos polinsaturados. Além disso, apresentam um um baixo valor energético, sendo que uma porção de 100 g de espinafres possui apenas 22 kcal.

Além disso, são também muito ricos em antioxidantes que protegem o organismo da ação dos radicais livres, contribuindo para o aumento das defesas naturais do organismo e para retardar o envelhecimento celular.

É um alimento muito versátil que pode ser utilizado em sumos e batidos, misturados com fruta e sementes, na sopa, no conhecido esparregado, assim como ingrediente numa quiche para servir ao lanche.

4. Castanhas

castanhas em saco de sarapilheira

Assadas ou cozidas, servem como acompanhamento de refeição, como petisco e até como sobremesa, elas não podem faltar nesta estação do ano. Até porque são um dos verdadeiros alimentos de outono, quase exclusivo desta época do ano.

Apesar de a forma mais tradicional de consumo ser assadas e como snack em dias frios, as receitas com castanhas são muitas.

Do ponto de vista nutricional, são ricas em hidratos de carbono complexos (ao contrário da maioria das frutas), fibra, vitaminas A, C e E, potássio e ácido fólico. Como tal, ajudam a prevenir a obstipação, são saciantes e reforçam o sistema imunitário.

5. Romãs

romas cortadas

As romãs são outro dos alimentos de outono mais desejados. São também muito versáteis, podendo ser consumidas como apenas como sobremesa ou snack ou em saladas.

A nível nutricional são ricas em vitamina C, carotenos, taninos (compostos importantes para regular o aparelho digestivo) e fibra. Pelas suas propriedades depurativas são também um dos alimentos muito incluídos em dietas detox.

6. Diospiros

diospiro em fundo branco

Odiado por uns, amado por outros, o diospiro é também uma fruta característica desta época do ano.

À semelhança das anteriores, é também rico em fibra, vitamina C, taninos e carotenos, potenciando as defesas do organismo. Além disso, ajuda a prevenir caibras e problemas de pele.

Para quem deseja perder peso, pode não ser a melhor opção, pois o valor energético é já mais elevado. Como tal, recomenda-se alguma moderação no seu consumo.

7. Batata-doce

batata-doce em rodelas

Apesar de, atualmente, ser encontrada todo o ano, a batata-doce é um alimento mais característico do outono.

Este alimento é rico em betacarotenos, vitamina A e fibra, possuindo ainda hidratos de carbono complexos que ajudam a manter a saciedade durante mais tempo.

8. Repolho

cortar repolho

Tal como a maioria dos legumes verdes, o repolho é muito rico em fibra, ferro e vitaminas do complexo B e vitamina C. Inclua-o na sopa ou como acompanhamento do seu prato, de modo potenciar a saciedade (com poucas calorias) e a enriquecer o seu prato de outono.

9. Citrinos (Kiwi, laranja, tangerina)

diferentes citrinos

Apesar de serem frutas que também se encontram o ano todo no supermercado, esta é a melhor altura para os consumir, pois é quando estão mais saborosos.

São frutas com elevado valor nutricional, não só pela vitamina C, mas também pela fibra, antioxidantes e ácido fólico. Como tal, prepare-se para o tempo frio e chuvoso, consumindo estes frutos para fortalecer o seu sistema imunitário.

10. Marmelo

marmelos no chao de madeira

Mais uma dos frutos que o outono nos traz. Associado ao marmelo vem também um doce amplamente conhecido, a marmelada.

É também ele uma fonte de vitamina C, potássio e cobre, taninos com propriedades anti-inflamatórias, funciona como laxante natural e parece auxiliar em situações de fadiga mental e física. Devido ao conteúdo em potássio é um bom alimento para quem sofre de hipertensão ou para prevenir esta patologia.

Veja também:

Nutricionista Rita Lima Nutricionista Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.