Cães Pequenos: tudo o que precisa de saber sobre cães deste porte

Existe uma enorme variedade de cães pequenos, tendo por vezes em comum entre eles apenas o seu porte. Na sua origem desempenhavam diversas funções, como guardar, caçar ou simplesmente fazer companhia. Importa, portanto, apresentar o que os distingue e o que os caracteriza porque apesar de pequenos, não são só de colo.

Cães Pequenos: tudo o que precisa de saber sobre cães deste porte
As diferentes raças e o que carateriza os cães deste porte.

Os cães pequenos têm vindo a despertar cada vez mais o interesse de quem procura um cão, principalmente por serem considerados animais de companhia, por se darem bem em zonas urbanas, nomeadamente em apartamentos, devido ao facto de ocuparem pouco espaço e à facilidade com que são transportados.

No entanto, é importante referir que nem sempre os cães pequenos são apenas cães de colo – muitas das raças caracterizam-se por terem bastante energia e diversas aptidões que remontam ao tempo da sua domesticação. Importa ter essas características em consideração no momento da aquisição de um cão para a família.

Basenji

Basenji

Basset Hound

Basset Hound

Beagle

Beagle

Bichon Frisé

Bichon Frisé

Maltês

Maltês

Boston Terrier

Boston Terrier

Buldogue Francês

Buldogue Francês

Buldogue Inglês

Buldogue Inglês

Caniche

Caniche

Cão de Crista Chinês

Cão de Crista Chinês

Cavalier King Charles Spaniel

Cavalier King Charles Spaniel

Chihuahua

Chihuahua

Dachshund

Dachshund

Fox Terrier

Fox Terrier

Jack Russel Terrier

Jack Russel Terrier

Lhasa Apso

Lhasa Apso

Lulu da Pomerânia

Lulu da Pomerânia

Papillon

Papillon

Pequinês

Pequinês

Pinscher

Pinscher

Podengo Português

Podengo Português

Pug

Pug

Schnauzer

Schnauzer

Scottish Terrier

Scottish Terrier

Shih Tzu

Shih Tzu

Teckel

Teckel

Welsh Corgi Cardigan

Welsh Corgi Cardigan

West Highland White Terrier

West Highland White Terrier

Yorkshire Terrier

Yorkshire Terrier

Cães pequenos – como se caracterizam?


caes pequenos racas

Tamanho

Existe uma grande variedade de raças de pequeno porte: a maioria obedece a uma altura máxima de cerca de 40 cm, no entanto o peso corporal varia bastante consoante a constituição física de cada um. Têm uma esperança média de vida mais longa que as raças de grande porte de cerca de 10 a 14 anos.

Os cães pequenos demasiado pequenos e leves são impróprios para famílias com crianças pequenas devido à sua fragilidade, sendo companhia ideal para uma pessoa mais idosa.

Pela sua pequena dimensão, muitos donos habituam-nos ao colo, uma prática que deve ser evitada numa base diária. Como todos os cães, estes devem habituar-se a ter o seu espaço e a andar no chão.

Temperamento

Quanto ao seu temperamento, este varia de uma forma geral consoante o grupo ao qual a raça pertence, excluindo naturalmente as particularidades individuais de cada cão.

Nem sempre foram criados como animais de companhia: originalmente, devido ao seu pequeno tamanho, eram destinados a caçar em terra e entrar em tocas de raposas e ratazanas.

Alguns são destemidos, ativos e em permanente alerta, ladrando quando estranhos se aproximam, enquanto outros gostam de desfrutar do conforto de casa. No entanto, se deixados demasiado tempo sozinhos podem ficar entediados e tornarem-se destrutivos.

Exercício

Apesar de serem cães pequenos, alguns deles são muito enérgicos e têm a necessidade de brincar e correr. Como são pequenos, uma casa grande poderá ser suficiente para os cansar. No entanto, é sempre importante que se habituem a ir à rua, lidar com outras pessoas e cães e a lidar com o exterior.

 

Patologias mais comuns em cães pequenos


veterinaria

Problemas dentários

Devido ao tamanho dos seus dentes e mandíbula, os cães pequenos estão mais predispostos a problemas dentários, pelo que é recomendada a escovagem regular com pasta de dentes própria, sticks dentários para remoção do tártaro ou mesmo destartarizações.

Problemas cardíacos

Raças pequenas como Cavalier King Charles Spaniel têm predisposição para patologias cardíacas da válvula mitral, o que leva a uma perturbação do fluxo sanguíneo aquando a contração do coração.

Problemas de coluna

Os Dachshund, devido à desproporção do tronco, têm um maior risco de lesionar a coluna, pelo que é bom ajudá-los a entrar e sair do carro assim como evitar que saltem de e para o sofá e controlar o peso.

Síndrome de obstrução das vias aéreas dos braquicefálicos

A síndrome de obstrução das vias aéreas dos braquicefálicos, que é uma patologia obstrutiva das vias respiratórias, é um problema das raças de focinho achatado tais como o Bulldog francês ou os Pug.

É, portanto, crucial que sejam acompanhados desde cedo pelo médico veterinário de forma a haver uma deteção precoce e minimizar os impactos das eventuais patologias.

Veja também:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes