Mafalda Braga
Mafalda Braga
20 Mar, 2018 - 13:00

Lhasa Apso: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

Mafalda Braga

Pode ser pequeno em tamanho, mas o Lhasa Apso é, com toda a certeza, grande em coragem, autoconfiança e independência. Ainda hoje encarado como um amuleto da sorte em alguns países, a sua aparência delicada engana os mais distraídos, pois, quando se trata de proteger o seu território, este cão de pelagem longa não hesita.

Lhasa Apso: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
O artigo continua após o anúncio

O Lhasa Apso é frequentemente confundido com o Shih-Tzu. As semelhanças são claras, mas eles podem ser facilmente distinguidos, tanto no físico, como no temperamento. Enquanto o primeiro demora até criar confiança, o segundo é mais dado. Já o focinho do Lhasa Apso é mais fino e alongado que o do Shih-Tzu.

Características gerais do Lhasa Apso

Grupo: Grupo 9 – Cães de Companhia

Finalidade: cão de companhia

Ambiente ideal: apartamento

País de Origem: China (Tibete)

Porte: pequeno

Altura: de 25cm a 29cm

Peso ideal: de 4kg a 9kg

Cor: dourado, areia, mel, cinza escuro, ardósia, preto, branco, castanho, multicolor (várias cores diferentes: preto, branco e castanho)

Esperança Média de Vida: entre 12 a 18 anos

Preço médio: de 200€ a 500€

Características específicas do Lhasa Apso

O Lhasa Apso é considerado um excelente cão de companhia para quem vive num apartamento e pode ficar sozinho durante o dia sem causar problemas. Embora seja louco por brincadeiras e aprecie uma caminhada na companhia dos donos, também pode passar horas deitado no sofá a receber mimos.

Este cão lida melhor com crianças mais velhas, que saibam respeitar o seu espaço, pois tende a ser intolerante com alguns comportamentos infantis.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

Fases da vida do Lhasa Apso

Bebé

0 – 12 meses

Bebé

0 – 12 meses

Adulto

12 meses – 12 anos

Adulto

12 meses – 12 anos

Idoso

12 – 18 anos

Idoso

12 – 18 anos

Bebé

0 – 12 meses

Adulto

12 meses – 12 anos

Idoso

12 – 18 anos

Físico do Lhasa Apso

Lhasa Apso

Este cão tem uma cabeça redonda, ornamentada com uma cascata de pelos caídos sobre os olhos e que forma uma barbicha e um bigode igualmente majestosos. O corpo é longo e compacto, com as costelas bem estendidas para trás e pescoço forte, mais robusto nos machos que nas fêmeas. A cauda em forma de nó inclina-se imperfeitamente sobre as costas.

Temperamento do Lhasa Apso

Alegre, vivaço e bem seguro de si, o Lhasa Apso não esquece as funções dos seus antepassados: apesar do tamanho, a sua natureza protetora faz dele um guardião leal da casa e da família. Desconfiado com estranhos, possui um excelente ouvido e um latido agudo, por isso, mesmo que não seja capaz de impedir alguma intrusão, estará atento para avisar o dono de qualquer situação de perigo.

Deve receber uma educação firme, pois gosta de fazer as coisas à sua maneira e pode ser manipulador se tiver oportunidade para tal.

Problemas de Saúde do Lhasa Apso

Dentes

  • Prognatismo

Olhos

  • Atrofia progressiva da retina
  • Olho de Cereja (provoca inchaço na glândula da terceira pálpebra)

Cuidados a ter com o Lhasa Apso

Pelo

  • O pelo do Lhasa Apso requer um cuidado especial, devido ao seu comprimento. É aconselhável penteá-lo e escová-lo diariamente para o manter livre de nós e, sempre que necessário, fazer uma tosquia que possa livrar o animal de pelos em excesso nos olhos, ouvidos e patas.

Ouvidos

  • Quando der banho ao seu Lhasa Apso, verifique sempre os ouvidos, certificando-se de que não entrou água, pois a raça tem propensão a criar inflamações nesta zona

Olhos

  • Limpar diariamente com um algodão molhado pelos motivos acima mencionados.

Unhas

  • Cortar a cada 45 ou 90 dias, dependendo do tamanho da unha.

Origem do Lhasa Apso

Nascido no Tibete, deve a primeira parte do seu nome à capital dessa região chinesa (Lhasa). Já Apso deriva da palavra tibetana para cabra, por ter o pelo parecido ao daquele animal.

Diz-se que a raça foi criada para proteger os templos e mosteiros dos monges tibetanos, sendo considerada sagrada. Eles acreditavam na reencarnação das almas dos sacerdotes, lamas e homens virtuosos através do corpo do Lhasa Apso. Pelo seu caráter divino e beleza característica, era considerado tão valioso quanto uma jóia rara e, por isso, um presente muito especial, frequentemente oferecido a membros da família imperial chinesa.

O artigo continua após o anúncio

Uma vez que não podiam deixar o país, exceto quando presenteados pelo Dalai Lama, só chegariam ao Ocidente no século XX.

Curiosidades sobre o Lhasa Apso

A raça serviu de inspiração para a personagem Floquinho, o companheiro de Cebolinha nas histórias de banda-desenhada d’A Turma da Mónica, criada pelo brasileiro Maurício de Souza.

Devido à sua história e tradição, é considerado um cão que traz sorte. Da mesma forma que antes era oferecido aos monges e imperadores, acredita-se que quem recebe (e não compra) um Lhasa Apso tem um amuleto na sua posse.

Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes