Publicidade:

Nono mês de Gravidez: chegamos ao último mês de gravidez

A reta final da gravidez, das 36 às 40 semanas de gestação, corresponde ao nono mês de gravidez. Mas o que será que acontece durante esta última etapa?

 
Nono mês de Gravidez: chegamos ao último mês de gravidez
O que acontece durante o nono e último mês de gravidez?

Chegamos ao último mês da gravidez! Parece que estes meses em que o seu corpo passou por uma imensidão de alterações acabaram por passar num abrir e fechar de olhos e não tenha dúvidas de que ainda irá sentir saudades deste período.

O nono mês de gravidez engloba o período entre a 36ª e a 40ª semana de gestação, sendo que neste mês o trabalho de parto pode-se iniciar a qualquer momento, pelo que precisa de estar preparada para partir para o hospital ou maternidade rapidamente.

A data prevista do parto é apenas uma estimativa que os médicos fazem, porque na verdade o bebé pode ficar tranquilamente dentro da sua barriga até às 42 semanas de gravidez. No entanto, a maioria dos médicos preferem não arriscar e deixar que a gravidez se prolongue tanto, pelo que, caso o bebé não nasça até às 40 semanas, o habitual é ser marcada a indução do parto.

EXAMES A FAZER NO MÊS DE GRAVIDEZ


nono mes de gravidez ultima ecografia

Normalmente, por volta da 37ª semana é marcada uma última ecografia para ver o desenvolvimento fetal, a maturidade da placenta e posição do feto.

Outro exame realizado no último mês de gestação, ou antes se existir patologia materna ou fetal, é a cardiotocografia (CTG). É um exame complementar de diagnóstico simples e não invasivo, que tem como objetivo avaliar o bem-estar fetal, através da confirmação da existência de contrações uterinas e avaliação da frequência cardíaca do bebé.

ALTERAÇÕES HORMONAIS E FÍSICAS NONO MÊS DE GRAVIDEZ


nono mes de gravidez barriga de gravida proeminente

1. Mudanças hormonais

As mudanças hormonais que ocorrem nesta fase englobam todas as descritas nos meses anteriores. No entanto, as mais sentidas são ao nível das flutuações de humor e de ansiedade.

2. Mudanças físicas

As mudanças físicas do nono mês de gravidez são bastante semelhantes às do mês anterior, reforçando-se ou intensificando-se ainda mais as seguintes mudanças:

  • O cansaço, apesar da dificuldade para respirar melhorar um pouco com a descida do bebé na região pélvica, aliviando os órgãos que estavam pressionados, como os pulmões e o estômago;
  • O níveis de ansiedade poderão atingir picos elevados, devido à chegada do dia do parto e a todas as dúvidas que podem surgir sobre a forma como lidar com o bebé, os cuidados a ter com ele (especialmente nos pais de primeira viagem) ou a forma como o(s) irmão(s) mais velho(s) irá(ão) acolher o novo elemento da família, bem com a forma como irá gerir tudo com mais um bebé;
  • A barriga torna-se cada vez mais proeminente e os seios mais rígidos;
  • O colo do útero irá aumentar o diâmetro e tornar-se-á mais fino. Poderá sentir um desconforto na região pélvica devido à pressão do bebé nessa região. Evite passar muito tempo em pé e aproveite para descansar o máximo que conseguir;
  • Quando começar a sentir as contrações de parto significa que o seu bebé está quase nos seus braços;
  • Inchaço devido a retenção de líquidos;
  • Estrias;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Insónias.

 

EVOLUÇÃO DO BEBÉ NO NONO MÊS DE GRAVIDEZ


nono mes de gravidez bebe posicao fetal

A partir da 37ª semana o seu bebé passa a ser considerado um bebé de termo, ou seja, já apresenta todos os órgãos desenvolvidos e amadurecidos, que o ajudam a sobreviver ao meio exterior à mãe.

No entanto, este mês serve essencialmente para o bebé crescer e engordar. Ganha cerca de 250 gramas e 1,5 centímetros por semana e, no caso da placenta estar em pleno, quanto mais tempo ele ficar dentro do útero, mais ganhará com isso, pois apresenta ainda um sistema imunológico muito sensível, que necessita dos anticorpos da mãe para se proteger de vírus, bactérias e possíveis infeções.

O bebé começa a descer até se encaixar na cavidade pélvica, aumentando a pressão nesta zona, o que lhe permite nascer a qualquer momento.

Os movimentos do feto estão cada vez menores e mais apertados devido ao seu tamanho dentro do útero, mas ainda é normal a mãe senti-lo mexer à volta de 10 vezes ao longo do dia.

Durante este período, o bebé irá engolir o lanugo (penugem que cobre o corpo) juntamente com outras secreções que estão no líquido amniótico, que ficarão armazenadas no seu intestino, formando as primeiras fezes do bebé (mecónio).

Uma curiosidade é que a grande maioria dos bebés nasce com os olhos azuis escuros, mas a cor verdadeira só será definida meses depois. A cor que vê logo após o parto vai durar pouco tempo, pois a exposição à luz muda imediatamente a cor dos olhos do bebé.

No final do 9º mês o bebé mede aproximadamente entre 48 a 52 centímetros e pesa à volta de 3,250 kg.

DICAS E CUIDADOS A TER NO NONO MÊS DE GRAVIDEZ


nono mes de gravidez mulher na bola de pilates

Neste mês poderá ter em conta as seguintes sugestões:

1. Mexer-se bastante

De forma a ajudar a preparar o corpo para o trabalho de parto mexa-se, caminhe bastante, idealmente na areia, tenha relações sexuais se sentir vontade, limpe e arrume a casa, prepare o ninho para receber o seu bebé,

2. Ter tudo o que precisa de levar para a maternidade à mão

Tenha a mala da maternidade, exames pré-natais, kit de células estaminais (se for o caso) e cadeira auto adequada a um recém-nascido num local de fácil acesso.

3. Procurar ajuda de amigos e familiares para o pós-parto

Organize um grupo de pessoas que a ajude no período imediato do pós-parto entre familiares ou amigos. Acredite que toda a ajuda nestes dias é bem-vinda.

4. Estar atenta aos sinais do seu corpo

Fique atenta aos sinais do seu corpo que lhe podem indicar que está a entrar em trabalho de parto:

  • Perda do rolhão mucoso;
  • Contrações rítmicas (a região abdominal fica muito dura durante uns segundos), dolorosas e com uma intensidade e frequência cada vez mais crescentes. Quando sentir contrações de 5 em 5 minutos e com a duração aproximada de 1 minuto, está na hora de se deslocar para o hospital/maternidade;
  • Rotura das membranas – se isto acontecer não deve esperar mais do que 12 horas para se dirigir ao hospital, devido ao risco de infeção;
  • Dores na região abdominal e lombar;
  • Hemorragia vaginal.

Ao iniciar o trabalho de parto ligue para o seu médico e vá para a maternidade.

POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES NO NONO MÊS DE GRAVIDEZ


nono mes de gravidez administracao da epidural

1. Risco de pré-eclâmpsia

Prevenida pela medição da pressão arterial rigorosamente em todas as consultas. No entanto, fique atenta ao aparecimento de sinais como cefaleias persistentes, aumento excessivo do peso, edema do rosto e mãos, pressão arterial elevada e presença de proteínas na urina materna.

2. Riscos associados à anestesia epidural

É uma das preocupações mais frequentes das grávidas, considerando que é administrada no sentido amenizar as dores do trabalho de parto.

Esta é um tipo de anestesia onde a pessoa fica acordada durante o trabalho de parto, apesar de bloquear a dor e as sensações de uma região do corpo, geralmente da cintura para baixo. É considerada um procedimento seguro para a mãe e para o bebé e permite à grávida ser uma participante ativa em todo o processo.

Nesta anestesia é aplicado o medicamento anestésico no espaço vertebral para atingir os nervos da região, tendo uma ação temporária, controlada pelo médico.

Durante a anestesia, a mãe permanece sentada e inclinada para a frente ou deitada de lado, com os joelhos e o queixo dobrado. Em seguida, o anestesista abre os espaços entre as vértebras da coluna com a mão, aplica um anestésico local para reduzir o desconforto e insere um cateter, através do qual o médico injeta o medicamento anestésico.

Os riscos associados a uma anestesia epidural são raros, no entanto podem ocorrer, tais como:

  • Hipotensão severa;
  • Cefaleia intensa;
  • Calafrios e febre;
  • Infeção;
  • Danos nos nervos do local de punção.

 

ALIMENTAÇÃO NO NONO MÊS DE GRAVIDEZ


nono mes de gravidez gravida a comer salada de fruta

No final da gravidez, os cuidados alimentares devem ser idênticos aos do oitavo mês. Continua a ser importante consumir alimentos ricos em ferro e vitamina C, visto que as noites serão difíceis e a exigência para o organismo da mulher está no ponto máximo.

Alimentos que ajudem a minimizar a azia são também seus aliados. Procure fracionar ao máximo suas refeições, comendo várias vezes ao dia em pouca quantidade. Evite alimentos muito condimentados e gordurosos.

Para além destes, também os alimentos ricos em vitamina K devem continuar a ser consumidos de modo a promover uma adequada coagulação para o momento do parto e evitar hemorragias. Legumes de folha verde escuro, melão e meloa, couve-flor, alimentos fermentados e cereais integrais são excelentes opções.

Mesmo depois do parto, deve manter uma alimentação rica nesta vitamina, especialmente durante a fase de amamentação. O colostro, o primeiro líquido que é libertado antes do leite materno, contém bastante teor da vitamina K que a grávida ingere.

Exemplo de dia alimentar

  • Pequeno-almoço: 1 fatia de pão integral + 1 ovo cozido
  • Meio da manhã: 1 sumo de laranja natural sem açúcar + 3 tostas integrais
  • Almoço: Sopa de legumes + robalo grelhado com batata cozida e brócolos + 2 fatias de meloa
  • Meio da tarde: 1 iogurte natural ou de aromas + 1 mão de cereais integrais + 1 banana
  • Jantar: Sopa de legumes + frango estufado com esparguete e abóbora

 

DICAS ESSENCIAIS PARA A ALIMENTAÇÃO DURANTE A GRAVIDEZ


nono mes de gravidez gravida com compras saudaveis

  • Garantir a ingestão diária de cereais complexos, vegetais, fruta e consumir diferentes fontes de proteína, nomeadamente carne, peixe, ovos, soja e outras leguminosas;
  • Optar por laticínios ultrapasteurizados para evitar toxinfeções alimentares;
  • A alimentação deve ser distribuída por várias refeições ao longo do dia e deve evitar estar mais de 3 horas sem comer;
  • Evitar o consumo de alimentos com grande quantidade de gordura e fazer confeções simples como cozidos, grelhados, assados e estufados;
  • Manter-se hidratada: beba entre 2-3 litros de água por dia;
  • Optar por alimentos da época, com o menor grau de processamento possível;
  • Evitar ao máximo o consumo de lacticínios não pasteurizados, enchidos e e fumados, queijos frescos e mal curados, marisco e peixe cru, peixes como espadarte, tamboril ou tintureira, e patês;
  • Garantir sempre que os legumes e frutas são muito bem lavados;
  • Evitar o consumo de salgados e adição de sal às refeições.

 

GESTÃO DE PESO NO NONO MÊS DE GRAVIDEZ E NECESSIDADES NUTRICIONAIS


nono mes de gravidez peso da gravida

Como já referido anteriormente, inerente ao aumento das necessidades energéticas na gravidez está o ganho de peso durante a gravidez, o qual influencia o peso da criança ao nascer, bem como a saúde e o retorno ao peso normal após este período.

As recomendações do ganho de peso materno são estipuladas de acordo com o IMC pré-gravídico, na medida em que se o peso da mãe antes da gravidez for já excessivo, a margem de aumento será muito menor, de modo a não prejudicar o desenvolvimento da criança nem a saúde da mãe.

Assim sendo, para mulheres normoponderais (IMC entre 18,5 e 25 Kg/m2) o ganho médio de peso total deverá ser cerca de 12,5 kg.

Caso a grávida apresente baixo peso antes da gravidez (IMC inferior a 18,5 Kg/m2), poderá aumentar até 18 Kg durante a gravidez. Por outro lado, se for uma mulher que, antes de engravidar já apresenta excesso de peso ou obesidade (IMC superior a 25 Kg/m2), não deverá ganhar mais do que 9-10 Kg durante a gestação.

No caso de uma gravidez de gémeos, o ganho ponderal poderá ascender aos 20,4 kg.

No que respeita ao último mês de gestação, uma mulher normoponderal deverá aumentar cerca de 0,4 kg/semana, enquanto que uma mulher com baixo peso aproximadamente 0,5 kg/semana e uma mulher com excesso de peso cerca de 0,3 kg / semana.

No caso de uma gravidez de gémeos, o aumento de peso neste mês deverá rondar os 0,7 kg / semana.

Ainda que as necessidades energéticas diárias possam variar muito entre mulheres grávidas, preconiza-se um aumento da ingestão energética em cerca de 450 kcal, além das 2000 kcal recomendadas diariamente.

O EXERCÍCIO FÍSICO DURANTE A GRAVIDEZ


nono mes de gravidez gravida deitada com bola de pilates

Cada fase da gravidez obriga a cuidados especiais, havendo, por conseguinte, exercícios que poderão ser realizados no primeiro trimestre e não no segundo ou terceiro. Linhas gerais, à medida que vai avançando do primeiro, para o segundo e finalmente para o terceiro trimestre, os cuidados terão de ser redobrados, e deverá ser dada atenção a outros grupos musculares mais específicos e por vezes negligenciados.

Serão aqui apresentados guidelines gerais, que deverão ser avaliados caso a caso, consoante a experiência de treino da grávida, bem como a existência (ou não) de alguma limitação física prévia.

Relativamente a contraindicações, estas dividem-se em 2 categorias principais: relativas e absolutas.

CONTRAINDICAÇÕES RELATIVAS:

  • Gestação múltipla após 28 semanas;
  • Anemia (Hemoglobina menor que 100g/l);
  • Doença da Tiroide;
  • Fadiga extrema;
  • Dores musculares extremas;
  • Tonturas e dores de cabeça;
  • Contractilidade uterina que dure várias horas após o exercício;
  • Obesidade excessiva ou baixo peso extremo;
  • História Clínica Anterior de aborto espontâneo.

CONTRAINDICAÇÕES ABSOLUTAS:

  • Incompetência cervico-ístmica;
  • Placenta prévia após as 28s de gestação;
  • Sangramento vaginal persistente ao longo do segundo/terceiro trimestre;
  • Rutura de bolsa / bolsa rota;
  • Crescimento intrauterino retardado ou macrossomia;
  • Gravidezes múltiplas (maior ou igual a 3);
  • Doença cardíaca (conhecida geralmente antes da gravidez:
    miocardiopatia ativa, insuficiência cardíaca, arritmias);
  • Doença Pulmonar (conhecida antes da gravidez), Embolia pulmonar recente;
  • Hipertensão gestacional, pré-eclampsia;
  • Tromboflebite;
  • Doença infeciosa aguda;
  • Realização recente de amniocentese;
  • História de abortos de repetição;
  • Gestante sem assistência pré-natal.

 

O EXERCÍCIO FÍSICO DURANTE O NONO MÊS DE GRAVIDEZ


Atividade competitiva com movimentos repentinos e saltos, artes marciais, levantamento de peso, flexão ou extensão profunda, mergulho são contraindicados durante o período gestacional.

Jogos com bolas ou que possam causar traumas abdominais, atividades aeróbicas em alta altitude e exercícios na posição supino são também proibidas.

1. Caminhada

nono mes de gravidez gravida a caminhar no jardim

Ideal para mulheres que eram sedentárias antes de engravidar. Devem-se utilizar roupas leves e elásticas e ténis com bom amortecimento para prevenir lesões, assim como beber bastante água para não ficar desidratada.

2. Pilates para gestantes

nono mes de gravidez gravida a fazer pilates

Melhora a respiração, a frequência cardíaca, alonga e fortalece os músculos, para além de ser ótimo para a postura. Pode ser praticado 2 ou 3 vezes por semana.

3. Hidroginástica para gestantes

nono mes de gravidez gravida em hidroginastica

As aulas de hidroginástica para gestantes têm como intenção a fomentação do equilíbrio e da rotina saudável da mulher, sem descurar o seu conforto e bem-estar.

Alongamentos, exercícios respiratórios, aquecimento muscular: tudo isto fará parte da rotina e irá garantir que trabalha o seu corpo, de forma segura e completa.

Estes exercícios serão voltados para um trabalho completo do seu corpo, mantendo como preocupação o estado da gestante e garantindo, também, a sua saúde emocional.

É indicada até mesmo para mulheres que eram sedentárias antes de engravidar e pode ser realizada durante os nove meses de gestação. Esta atividade reduz as dores nos pés e no fundo das costas, assim como o inchaço das pernas. Pode ser realizada de 2 a 4 vezes por semana.

4. Alongamentos

nono mes de gravidez gravida em alongamentos

Devem ser realizados diariamente até ao nascimento. Pode começar com alongamentos mais leves e, à medida que a mulher for desenvolvendo elasticidade, ir aumentando a dificuldade dos alongamentos.

Deverá ser dada especial atenção à amplitude do alongamento, não se devendo forçar em demasia devido a um fator previamente mencionado: a presença da hormona relaxina, que irá aumentar a flexibilidade das estruturas articulares da mulher grávida.

Veja também:

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].