Doenças Cardiovasculares: conheça os riscos

As doenças cardiovasculares são um conjunto de problemas que atingem o coração e os vasos sanguíneos afetando, principalmente, idades acima dos 50 anos.

Doenças Cardiovasculares: conheça os riscos
As doenças cardiovasculares matam 35 mil portugueses por ano.

As doenças cardiovasculares estão associadas a um conjunto de fatores, que se designam habitualmente por fatores de risco.

Alguns não podem ser modificados, como a hereditariedade, o sexo e a idade. Contudo outros, podem e devem ser modificados com estilos de vida e medicamentos.

QUAIS OS FATORES DE RISCO DAS DOENÇAS CARDIOVASCULARES?


1. Fatores de risco não modificáveis

obesidade e doencas cardiovasculares

É sabido que ser-se do sexo masculino é um fator de risco para as doenças cardiovasculares, que se agrava com o envelhecimento.

As mulheres, até à menopausa, estão mais protegidas, pois as hormonas femininas defendem-nas. No entanto, antes da menopausa, as mulheres também se devem preocupar com os seus níveis de colesterol e outros fatores de risco cardiovascular, especialmente com o hábito de fumar e a má alimentação, pois a doença cardiovascular está a aumentar no sexo feminino, e desde idades cada vez mais jovens.

Além disso, vários fatores de risco genético predispõem para a doença cardiovascular.

Podem, assim, ocorrer alterações em genes envolvidos na coagulação, genes esses que são importantes para o bom funcionamento do coração e dos vasos sanguíneos.

Alterações nestes genes podem levar à formação de coágulos e trombos (fatores de risco trombogénicos), que predispõem à ocorrência de um AVC em idade jovem. Esta condição pode ainda ser agravada se fumar e/ou tomar a pílula anticoncecional.

Os principais fatores de risco, sobre os quais pode agir e deve controlar são:

  • Sedentarismo;
  • Má alimentação;
  • Excesso de peso e obesidade;
  • Tabagismo;
  • Stress;
  • Obesidade;
  • Pressão arterial elevada (hipertensão arterial);
  • Diabetes;
  • Colesterol elevado (Dislipidemia);
  • Triglicerídeos elevados (hipertrigliceridemia).

 

QUAIS SÃO AS DOENÇAS CARDIOVASCULARES?


doencas cardiovasculares

Existem doenças cardiovasculares que apresentam sintomas, como angina ou arritmias cardíacas e outras como aterosclerose ou hipertensão, que, em geral, não apresentam sintomas.

Ainda, segundo a Organização Mundial de Saúde, o enfarte agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral (AVC) são as condições mais representativas de mortalidade cardiovascular.

As doenças do coração mais comuns são:

  • Hipertensão arterial;
  • Enfarte agudo do miocárdio;
  • Angina de peito;
  • Doenças nas válvulas cardíacas;
  • Doenças cardíacas congénitas;
  • Endocardite;
  • Arritmias cardíacas;
  • Miocardite;
  • Tumores no coração.

 

6 DICAS PARA MANTER O SEU CORAÇÃO SAUDÁVEL


1. Faça uma alimentação saudável

alimentacao saudavel

Coma mais legumes e frutas, reduza a ingestão de gorduras, e diminua o consumo de sal, que contribui para o aumento da pressão arterial.

Na farmácia pode encontrar substitutos do sal, sem sódio.

2. Limite o consumo de álcool e café

chavena de cafe

O álcool e o café aumentam a pressão arterial.

3. Pratique atividade física com regularidade

exercicio fisico na praia

Sabe que a prática de exercício físico aumenta a qualidade de vida? Se fizer pelo menos 30 minutos de atividade física moderada por dia, 5 dias por semana (por exemplo uma caminhada em ritmo rápido), irá sentir-se melhor e, ao mesmo tempo, diminuir o risco de vir a ter doenças cardiovasculares ou diabetes.

4. Não fume

deixar de fumar

Os fumadores têm um maior risco cardiovascular. Fumar danifica todo o seu sistema circulatório e aumenta o risco de ter uma doença cardiovascular, pois contribui para o endurecimento das artérias e a formação de coágulos. Fumar também pode diminuir os valores do colesterol bom (HDL) e a sua capacidade respiratória.

5. Meça regularmente a pressão arterial

pressao alteral

Conhecer os valores permite adotar medidas corretivas, se necessário. Caso esteja a tomar medicamentos para a pressão arterial, cumpra a terapêutica: as doses e horários devem ser respeitados e a toma não deve ser interrompida por iniciativa própria.

6. Diminua o seu stress

mulher stressada

A ansiedade ou tensão emocional exagerada (stress) pode levar à adoção de maus hábitos, como fumar, comer mal ou ser sedentário, que são, por sua vez, fatores de risco para a doença cardiovascular.

Vários estudos demostram que o stress agudo provoca uma redução do fluxo sanguíneo para o coração e arritmias (batimento cardíaco irregular), aumentando ainda a probabilidade de formação de coágulos no sangue.

Veja também:

Farmacêutica Cátia Rocha Farmacêutica Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.

Cofidis