Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
18 Fev, 2021 - 08:55

Desmame noturno sem dramas! Como conseguir?

Psicóloga Ana Graça

O desmame noturno tende a deixar as mães inseguras e preocupadas. Quando fazê-lo? Como fazê-lo? Vamos tentar ajudar.

Desmame noturno

Todos os bebés são diferentes e não há fórmulas mágicas que resultem de igual forma em todos. O desmame noturno pode causar alguma preocupação às mães, pelo que, acima de tudo, importa que este momento seja respeitado e que as pressões externas à família sejam evitadas.

A amamentação é importante, mas até quando?          

Mãe a amamentar filho bebé

Os benefícios da amamentação são sobejamente conhecidos, pelo que é natural que os diferentes organismos mundiais de saúde defendam que, sempre que possível, o bebé seja alimentado com leite materno. Mais ainda, o leite materno não é apenas alimento. É conforto e reforçador da imunidade do bebé.

Mas, à medida que os bebés vão crescendo, vão sendo introduzidos novos alimentos complementares ao leite materno e as mães tendem a começar a questionar quando irá o leite materno ser completamente substituído por outros alimentos e bebidas.

Assim sendo, com a introdução de novos alimentos, é comum que as mães comecem a considerar e a informar-se acerca do desmame, sobretudo o desmame noturno. Todavia, não há um momento certo para que tal aconteça.

O desmame é um processo em que as vontades da mãe e do bebé devem ser atendidas, pelo que pode demorar o tempo que estes quiserem (1).

Diversificação alimentar: quando e como começar segundo as novas recomendações
Veja também Diversificação alimentar: quando e como começar segundo as novas recomendações

O desmame noturno

Mulher a amamentar bebé à noite

O desmame noturno refere-se ao abandono da amamentação durante o período noturno. É uma etapa geralmente encarada pelas mães como importante mas também, por vezes, um pouco dramática.

Pode acontecer por iniciativa da mãe, do bebé, ou de forma natural, já que é comum que, com o passar dos meses, as sessões de amamentação fiquem mais curtas e menos frequentes.

Não existe altura ideal para o desmame noturno, mas a maioria dos bebés revela aptidão para tal durante a segunda metade do primeiro ano de vida, já que é também por volta desta altura que tendem a manifestar:

  • Maior desejo de liberdade e movimento
  • Menos vontade de ficar ao colo para serem alimentados
  • Maior controlo das suas ações

Importa ter em conta que o desmame noturno faz parte do processo de desenvolvimento do bebé e que é apenas mais uma etapa do processo de amamentação. Não há limites nem datas rígidas. Importa, antes, atentar aos sinais que o bebé vai dando e ao bem-estar não só do bebé, mas também da mãe (1, 2, 3).

Desmame noturno sem dramas! Como conseguir?

Não consigo amamentar

O desmame noturno deve ser feito de forma gradual e progressiva, tendo em conta o desenvolvimento do bebé. Não deve ser abrupto e quer o tempo do bebé, quer o tempo da mãe, devem ser respeitados. Eis algumas dicas que podem facilitar o desmame noturno sem dramas:

1

Procurar ajuda

O desmame noturno pode ocorrer com maiores ou menores dificuldades. Todos os bebés e todas as mães são diferentes, pelo que é aconselhável procurar apoio junto dos profissionais de saúde que acompanham a família.

2

Atender à idade

Com crianças maiores, o planeamento do desmame noturno pode ser feito em conjunto e as explicações podem ser dadas através de canções e histórias.

3

Garantir outras formas de conforto

Como vimos a amamentação não é apenas alimentação. É conforto, mimo, segurança. Uma boa estratégia pode ser substituir a amamentação por outras formas de conforto (por exemplo, uma música agradável ou um boneco de transição).

4

Chamar o pai

O bebé acorda e procura conforto? O conforto pode ser dado sem recorrer à amamentação e, por vezes, acaba por ser mais fácil ser o pai a confortar o bebé! Pode fazê-lo de diferentes formas (por exemplo, abraçá-lo ou deitar-se ao seu lado). À mãe cabe permitir que o pai desempenhe este importante papel.

5

Aumentar, gradualmente, o tempo

Assim que o bebé se mostra capaz de se acalmar e confortar através de outras fontes que não a amamentação, os espaços temporais sem mama podem ser aumentados. Não há problema em começar com pequenos passos, com períodos de tempo mais curto e, posteriormente, estendê-los.

6

Muito mimo diário

O mimo, o conforto e o carinho nunca são demais. O reajuste de hábitos e rotinas que o desmame noturno implica pode levar o bebé a sentir maior necessidade de mimo e proximidade com a mãe. Estes podem e devem ser reforçados durante o dia.

7

Calma e paciência

O desmame noturno pode ser um período noturno para os bebés, mas também para as mães. As estratégias e as expectativas podem ser ajustadas a todo o momento. Importa, acima de tudo, evitar a ansiedade, a exaustão e a frustração (1, 3).

Fontes

  1. Medela. Desmame: Quando e como parar de amamentar. Disponível em: https://www.medela.pt/amamentacao/jornada-da-mae/desmame
  2. Correia, M. (2011). ALIMENTAÇÃO INFANTIL: INTERVENÇÕES DO ENFERMEIRO ESPECIALISTA EM SAÚDE INFANTIL E PEDIATRIA.
  3. Sociedade Brasileia de Pediatria. Quando e como iniciar o desmame. Disponível em: https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/nutricao/quando-e-como-iniciar-o-desmame/
Veja também