Revisão Vida Ativa
Revisão Vida Ativa Desenvolvido por Teresa Santos
30 Abr, 2020 - 09:07

COVID-19: guia essencial sobre a doença

Revisão Vida Ativa Desenvolvido por Teresa Santos

Elaboramos um guia essencial sobre a COVID-19 onde vai poder ver esclarecidas todas as suas dúvidas sobre esta doença que mudou as nossas vidas.

COVID-19: guia informativo

Há semanas que a COVID-19 domina os noticiários e as conversas do país e há meses que ela é conhecida um pouco por todo o mundo. Desde que a Organização Mundial da Saúde considerou esta doença uma pandemia, o seu impacto planetário estava mais do que confirmado.

Porém, como vírus novo que é, todos os dias se fica a saber um pouco mais sobre ele e, também, muitas vezes, há teses que “caem por terra” em relação às caraterísticas do novo coronavírus.

Se, atualmente, esta designação despensa quaisquer apresentações, houve tempos em que se julgou que, na verdade, este agente infecioso não passava de uma simples gripe. Fique, agora, a perceber o que se sabe sobre a doença do momento: a COVID-19.

Mulher a fazer chamada através do seu smartphone
Veja também Covidografia: a app que mostra quantos infetados há em cada zona do país

COVID-19: tudo o que precisa saber até agora

1.

Origem e características

COVID-19: ilustração do coronavírus

O SARS-CoV-2 ou o novo coronavírus foi identificado pela primeira vez em dezembro de 2019, em Wuhan, na China. Este vírus pertence a uma família de vírus, causadora de infeções respiratórias. Após alguns casos de infeção por este agente, decidiu atribuir-se um nome à doença causada por este vírus e que é, então, a COVID-19.

2.

Sintomas da COVID-19

Sintomas da COVID-19: mulher com febre

A par dos casos de pessoas com COVID-19 que permanecem assintomáticas, o aumento do número de casos de infeção pelo novo coronavírus tornou possível falar em sintomas mais comuns e menos comuns, associados a esta doença.

Entre os mais prevalentes, indicados pelo Serviço Nacional de Saúde estão (1):

  • Febre (temperatura ≥ 38.0ºC)
  • Tosse (normalmente seca)
  • Dificuldade respiratória (falta de ar)

A Organização Mundial de Saúde adianta, ainda, outros sinais de alerta como: (2)

  • Tosse, normalmente seca e persistente
  • Congestão nasal
  • Garganta inflamada
  • Diarreia

Finalmente, há outras manifestações mais graves que já têm sido registadas, nomeadamente (1):

  • Pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda
  • Falência renal ou de outros órgãos, com possibilidade de desfecho mortal

Por outro lado, a amostra clínica já permite avançar com alguma sintomatologia mais rara, ou seja, menos comum, mas que pode, efetivamente, estar relacionada com esta infeção pelo novo coronavírus. Alguns exemplos são:

  • Encefalopatias (3), as quais são provocadas por uma infeção viral responsável por um descontrolo nas citocinas, as quais afetam o tecido infetado, inflamam-no e causam hemorragias graves (4)
  • Conjuntivite, um sinal mais frequente em situações mais críticas e evoluídas da doença (5)

Outros possíveis sintomas raros, associados à COVID-19

  • Perda de paladar e de olfato, uma reação ainda sob investigação, nomeadamente na Universidade de Mons, na Bélgica (6)
Ausência de sintomas da COVID-19: família em casa
Veja também A ausência de sintomas da COVID-19 é uma preocupação?
3.

Grupos de maior risco

Glicemia: mulher a fazer picada no dedo em casa

De acordo com o Serviço Nacional de Saúde, os grupos de maior risco para a COVID-19 são: (7)

  • Idosos (com mais de 70 anos)
  • Doentes crónicos (imunocomprometidos, pessoas com doenças cardíacas e pulmonares, diabetes, hipertensão arterial,…)
  • Profissionais de saúde, devido ao risco de exposição constante ao vírus, ainda que usando proteção

Todos os indivíduos que fazem parte dos grupos de maior risco devem seguir ainda mais à risca as recomendações da Direção-Geral da Saúde, como: (7)

  • Permanecer no domicílio, sempre que possível
  • Cumprir o distanciamento social
  • Respeitar as normas de higiene e de etiqueta respiratória
Idosa a tomar chá
Veja também COVID-19 e idosos: os cuidados de um dos maiores grupos de risco

Além disso, no caso de muitas pessoas de risco é ainda importante reforçar medidas como:

  • Cumprir a toma rigorosa da medicação habitual (8)
  • Reduzir a concentração de alergénios e de poluentes na habitação (especialmente no caso dos doentes asmáticos, por exemplo)
  • Fazer uma alimentação variada, rica e equilibrada
  • Evitar as bebidas açucaradas
  • Controlar a temperatura corporal de manhã e à noite
Alimentos que deve e não deve comprar: proteínas, leguminosas, fruta, legumes
Veja também Os alimentos que deve e não deve comprar para uma alimentação saudável durante a quarentena
4.

Medidas de prevenção do contágio

Parasitas intestinais: sintomas, prevenção e tratamento

Enquanto não é descoberta uma vacina, medicamento ou terapêutica para travar a COVID-19, a maneira mais eficaz de combater este vírus é mesmo pôr em prática as medidas de prevenção do contágio, recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e pela Direção-Geral da Saúde, tais como:

  • Lavar frequentemente as mãos com uma solução de álcool-gel ou com água e sabão;
  • Manter a distância social
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca
  • Praticar uma boa etiqueta respiratória, ou seja, tapar o nariz e a boca quando espirrar e tossir, usando um lenço de papel descartável ou a prega interna do cotovelo
Perguntas e respostas sobre a COVID-19: esclarecimento de dúvidas
Veja também 20 perguntas e respostas sobre a COVID-19
5.

Máscaras

COVID-19: rapaz com máscara protetora

Após muito se ter debatido a pertinência ou não do uso de máscaras por todas as pessoas, a Direção-Geral da Saúde definiu normas bem claras, acerca do uso de máscaras, subdividindo-as em dois grandes grupos: as máscaras cirúrgicas e as máscaras comunitárias (têxteis/reutilizáveis) (9).

As máscaras cirúrgicas são aconselhadas:

  • A profissionais de saúde, a pessoas com sintomas respiratórios ou àqueles que entrem e circulem em instituições de saúde
  • A indivíduos mais vulneráveis, como idosos (com mais de 70 anos de idade), e indivíduos com doenças crónicas e em estados de imunossupressão, sempre que saiam de casa
  • A alguns grupos profissionais, como forças de segurança e militares, bombeiros, distribuidores de bens essenciais ao domicílio, trabalhadores nas instituições de solidariedade social, lares e rede de cuidados continuados integrados, agentes funerários e profissionais que façam atendimento ao público, onde não esteja garantido o distanciamento social

Já à restante população e nas restantes situações, a Direção-Geral da Saúde aconselha o uso das máscaras comunitárias (têxteis/reutilizáveis) que devem seguir algumas especificações técnicas, como garantir um desempenho de filtração entre os 70% e os 90% e resistir ao desgaste, fruto das próprias lavagens. (10).

Uso de máscaras: homem a trabalhar com máscara
Veja também Covid-19: justifica-se o uso de máscaras? Saiba o que diz a OMS

Fontes

  1. Serviço Nacional de Saúde. COVID-19. Disponível em: https://www.sns24.gov.pt/tema/doencas-infecciosas/covid-19/#sec-4
  2. World Health Organization. Q&A on coronaviruses (COVID-19). Disponível em: https://www.who.int/news-room/q-a-detail/q-a-coronaviruses
  3. Neurological Complications of Coronavirus Disease (COVID-19): Encephalopathy. Disponível: https://www.cureus.com/articles/29414-neurological-complications-of-coronavirus-disease-covid-19-encephalopathy
  4. COVID-19: consider cytokine storm syndromes and immunosuppression. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)30628-0/fulltext
  5. Evaluation of coronavirus in tears and conjunctival secretions of patients with SARS‐CoV‐2 infection. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/jmv.25725
  6. Olfactory and Gustatory Dysfunctions as a Clinical Presentation of Mild to Moderate forms of the Coronavirus Disease (COVID-19): A Multicenter European Study. Disponível em: https://www.entnet.org/sites/default/files/uploads/lechien_et_al._-_covid19_-_eur_arch_otorhinolaryngol_.pdf
  7. Serviço Nacional de Saúde. Grupos de risco. Disponível em: https://www.sns24.gov.pt/tema/doencas-infecciosas/covid-19/grupos-de-risco/#sec-0
  8. Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal. Coronavírus e Diabetes. Disponível em: https://apdp.pt/coronavirus-e-diabetes/
  9. Direção-Geral da Saúde. COVID-19: FASE DE MITIGAÇÃO. Uso de Máscaras na Comunidade. Disponível em: https://www.dgs.pt/normas-orientacoes-e-informacoes/informacoes/informacao-n-0092020-de-13042020-pdf.aspx
  10. Máscaras destinadas à utilização no âmbito da COVID-19 Especificações Técnicas. Disponível em: https://www.infarmed.pt/documents/15786/3584301/M%C3%A1scaras+destinadas+%C3%A0+utiliza%C3%A7%C3%A3o+no+%C3%A2mbito+da+COVID-19/a7b79801-f025-7062-8842-ca398f605d04
Veja também