Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
06 Set, 2022 - 20:26

Consultas de nutrição: como funcionam e para quem

Catarina Milheiro

Sabe o que significa alimentar-se bem? As consultas de nutrição podem ajudá-lo em vários aspetos relacionados com a sua saúde.

Como todos nós sabemos, a forma como nos alimentamos influencia não só o nosso estado de saúde, como todas as nossas atividades (intelectuais ou físicas) ao longo do dia-a-dia. E se. de vez em quando, procuramos especialistas das mais diversas áreas – como ginecologia, oftalmologia ou medicina dentária -, por que motivo nos esquecemos de marcar uma consulta de nutrição?

Muito provavelmente só se lembra de consultar um profissional desta área quando o objetivo é emagrecer. No entanto, a consulta de nutrição não tem de acontecer apenas nestas situações ou quando sentimos que temos um problema relativamente a um determinado alimento.

Um nutricionista vai ajudá-lo a promover a saúde e o bem-estar, prevenindo uma variedade de doenças. Fique connosco e saiba tudo sobre o assunto.

Consultas de nutrição: o que precisa de saber

Sabe o que significa alimentar-se bem? Por muito que seja possível fazer uma alimentação saudável no dia-a-dia, as consultas de nutrição são indispensáveis para perceber o que poderemos estar a fazer mal, sem nos apercebermos.

Estamos certos de que uma alimentação saudável e devidamente equilibrada nos permite viver mais tempo e com qualidade. Além disto, pode prevenir, tratar ou atenuar ainda algumas doenças. Então porque não entender mais sobre o assunto?

Não há ninguém melhor do que um nutricionista para nos responder a todas as questões relacionadas com a nossa dieta.

O que faz um nutricionista?

Segundo a Associação Portuguesa de Nutrição (APN), um nutricionista é um profissional de saúde que “desenvolve funções de estudo, orientação e vigilância da alimentação e nutrição, quanto à sua adequação, qualidade e segurança, em indivíduos ou grupos, na comunidade ou em instituições”.

O objetivo destes especialistas é adequar a alimentação a cada organismo, permitindo que a pessoa se sinta mais energética e evitando que algumas doenças possam aparecer ou piorar devido à falta de nutrientes essenciais.

Como funcionam as consultas de nutrição?

Se nunca foi a uma consulta de nutrição, provavelmente deve questionar-se sobre como funciona e se valerá mesmo a pena marcar uma.

Normalmente, numa primeira consulta de nutrição é feita uma recolha de todas as informações relevantes sobre o paciente. Ou seja, histórico de doenças na família, existência de patologias, alergias, intolerâncias alimentares ou até mesmo cirurgias já feitas ou por realizar.

Para além disto, o nutricionista também irá fazer uma avaliação que engloba a determinação de:

  • Percentagem de massa gorda;
  • Peso;
  • Percentagem de massa isenta de gordura;
  • Medidas corporais.

Depois, podem surgir algumas questões para entender melhor as suas rotinas diárias, prática de exercício físico e hábitos alimentares. Por fim, é feito um plano alimentar ajustado às suas necessidades nutricionais e aos seus gostos, tolerâncias e rotinas.

Nas próximas consultas, os parâmetros acima descritos voltam a ser reavaliados e juntamente com o paciente, o nutricionista avalia se houve uma evolução positiva ou negativa relativamente ao plano alimentar colocado em prática.

Por isso mesmo, é importante referir que ao contrário do que muitas pessoas pensam, os nutricionistas tentam readaptar os planos alimentares da melhor forma possível a cada paciente. O que significa que não são planos pré-estabelecidos que servem para todos.

E quanto podem custar?

Segundo uma avaliação feita pela DECO, os preços para uma consulta de nutrição no setor privado podem ir de 15 a 100 euros (sendo que o preço médio ronda os 35 a 55 euros).

Tudo depende do local, da experiência do nutricionista e claro se se trata da primeira consulta ou não. Por norma, a primeira consulta é um pouco mais cara do que as seguintes.

Contudo, também existem consultas de nutrição nas Unidades de Cuidados de Saúde Primários, dependendo das localidades e dos Centros de Saúde.

Para ter a certeza se no seu tem estas consultas disponíveis, envie um e-mail a questionar ou dirija-se ao local para saber mais informações. Nestes casos, as consultas são 100% gratuitas.

7 motivos que o devem fazer consultar um nutricionista

Alimentação e doenças cardiovasculares
1.

Ganhar peso

Tal como existem pessoas que pretendem perder peso, há outras cujo objetivo é aumentar. E as consultas de nutrição são essenciais para que não coloque em jogo a sua saúde.

É importante saber que tipo de alimentos comer e de que forma, evitando comidas processadas, açúcares e outras gorduras menos saudáveis.

2.

Perder peso

Um dos motivos mais comuns é efetivamente a perda de peso. Através destas consultas é possível seguir um plano feito à sua medida e principalmente para o seu metabolismo.

Sim, porque o plano do seu amigo pode não servir para si!

3.

Obstipação

Quando os intestinos não funcionam de forma correta, o motivo pode ser a alimentação que fazemos. Por isso mesmo, se sofre de obstipação talvez tenha chegado o momento de consultar um nutricionista.

4.

Intolerância alimentar

Se desconfia que tem alguma intolerância alimentar deve consultar um nutricionista antes de riscar qualquer alimento da sua dieta. Através de um estudo e de uma conversa natural consigo, ele vai perceber se poderá efetivamente existir alguma intolerância.

Se for necessário, pode ainda orientá-lo para outro profissional de saúde.

5.

Melhorar a alimentação

A fim de ingerir menos comidas processadas, menos corantes e conservantes, uma consulta de nutrição pode fazer toda a diferença na sua rotina diária. Pode até aprender alguns truques e dicas para preparar refeições de forma rápida e saudável.

Além disto, é crucial para evitar o aparecimento de doenças como a diabetes, hipertensão, obesidade e outras carências nutricionais).

6.

Azia ou refluxo gástrico

Sofre de azia ou refluxo gástrico? Visite um nutricionista e descubra o que poderá estar na origem do seu mal-estar.

7.

Melhorar o rendimento no desporto

Para todos os praticantes de desporto é essencial manter a energia, sobretudo durante os treinos. Para que consiga adequar a alimentação ao gasto energético é importante conversar com um nutricionista e adequar um plano alimentar.

Veja também