Bloqueadores de gordura: será que resultam mesmo?

Os bloqueadores de gordura são suplementos que têm como objetivo diminuir a quantidade de gordura assimilada pelo organismo. Mas será que funcionam?

Bloqueadores de gordura: será que resultam mesmo?
Há maneiras de reduzir a gordura que absorvemos. Descubra-as!

Os bloqueadores de gordura entram na categoria dos suplementos para emagrecimento. O seu principal objetivo é reduzir a quantidade de gordura assimilada pelo organismo, que é ingerida através da alimentação e que depois é acumulada no nosso corpo, no tecido adiposo.

Este tipo de suplemento não promove o aumento do metabolismo, não funcionando como termogénico.

Reduz, então, a quantidade de calorias assimiladas na refeição. Pode, ainda, reduzir o apetite, pela redução do apetite/aumento da saciedade.

Porquê bloquear a gordura?


bloqueadores de gordura comida fast food

Do ponto de vista da perda de peso, pode fazer sentido querer bloquear a absorção de gorduras, uma vez que é o macronutriente com maior quantidade de calorias por grama.

Se o objetivo do indivíduo é perder peso, deve controlar a ingestão calórica total.

A forma mais fácil de reduzir o valor energético total final é reduzir os alimentos ricos em gordura, uma vez que são os mais energeticamente densos: com mais quilocalorias por grama.

Contudo, se já se sabe que vai ser ingerida uma quantidade anormal de gordura, a utilização de bloqueadores de gordura pode ser uma opção, sempre inserida num contexto de alimentação saudável geral.

Como é que os bloqueadores de gordura funcionam?


bloqueadores de gordura capsula mole na boca

Os bloqueadores de gordura são formados, principalmente por fibras (solúveis ou insolúveis) ou por alguma substância que imita o efeito que as fibras têm no organismo humano.

Importa perceber que organismo não tem a capacidade de digerir nem assimilar as fibras. Por esse motivo, e quando na presença de gordura, tornam a tarefa de absorção dessa mesma gordura, que ocorre no intestino, mais difícil.

Mecanismo de funcionamento

As fibras e os constituintes dos bloqueadores têm propriedades que lhes permitem atrair as partículas de gordura com relativa facilidade, formando um composto que depois vem a ser excretado, através das fezes.

E quanto à saciedade?

Por outro lado, os bloqueadores de gordura atuam na saciedade. Como são formados essencialmente por fibra e a fibra aumenta a saciedade, ao tomar este tipo de suplemento, está a trabalhar na redução do apetite e no controlo da fome.

Desta forma consegue-se mais facilmente reduzir a ingestão alimentar e controlar as porções alimentares. Ao ingerir menos quantidade de alimentos, também se diminuiu as calorias totais.

Quando é que os bloqueadores de gordura devem ser ingeridos?


bloqueadores de gordura mulher a tomar suplemento

Uma vez que o objetivo é que os bloqueadores de gordura atuem nas refeições, e sendo que são fibras, devem ser ingeridos antes das refeições, juntamente com um ou dois copos de água. Desta forma, haverá tempo para a formação do gel que permitirá a não absorção total da gordura que foi ingerida.

Quais os principais bloqueadores de gordura?


bloqueadores de gordura suplementos diferentes

Existem vários tipos de bloqueadores de gordura no mercado. Descubra os mais conhecidos e com mais evidência científica.

1. Chitosan ou quitosano

O chitosan ou quitosano ou quitosana é um dos bloqueadores de gorduras mais comercialmente conhecidos.

Trata-se de um suplemento que deriva da casca de alguns moluscos, mais precisamente, deriva da quitina, que é um composto presente no exoesqueleto de crustáceos e insetos. Este composto tem a propriedade de, quando no estômago, conseguir “reunir” as moléculas de gordura dos alimentos para formar um composto que o corpo humano não consegue digerir nem absorver. Atua como uma espécie de fibra, e, por isso, não existe assimilação pelo organismo.

São utilizados os esqueletos de animais como camarão, a lagosta e o caranguejo.

Este suplemento consegue atrair parte das gorduras ingeridas e, também, parte do colesterol. O composto que se assemelha a uma fibra será, posteriormente, expelido através das fezes.

O quitosano não tem valor calórico e consegue absorver, teoricamente até 10 vezes do seu peso.

Importa referir, contudo, que como se trata de um suplemento feito à base de crustáceos e mariscos, pessoas com alergias alimentares a estes animais não o devem incluir na alimentação.

2. Feno-grego

Este suplemento alimentar está associado a inúmeros benefícios (por exemplo, atua na redução dos níveis de glicose em diabéticos e possui funções antioxidantes).

Contudo, também é muito conhecido pelas suas propriedades ao nível do emagrecimento: é uma fibra solúvel. Como tal, quando ingerido ao mesmo tempo que grandes quantidades de gordura e alimentos ricos em colesterol, dificulta a sua absorção.

3. Fibra de feijão branco

A fibra ou farinha de feijão branco estão mais associadas à diminuição da absorção de hidratos de carbono do que de gordura, mas, ainda assim, podem contribuir para a redução da absorção de gordura.

Este suplemento baseia-se na propriedade de uma proteína (denominada faseolamina) que diminui a digestão e absorção de hidratos de carbono e gorduras no intestino. Por outro lado, como é rica em fibras, também reduz a absorção do colesterol e de gorduras pelo organismo.

4. Xenical e Orlistat

Estes dois fármacos já não entram na categoria dos suplementos alimentares. Atuam na redução do peso corporal uma vez que têm a capacidade de inibir a ação da enzima lipase. Esta enzima é responsável pela digestão e absorção das gorduras. Se não passarem por este processo, não conseguem ser assimiladas, logo, não podem ser acumuladas.

Ao ingerir estes medicamentos, pode reduzir-se a assimilação, até, 30% da gordura que foi ingerida. Ao não ser absorvida, a gordura, é eliminada pelas fezes.

Quais as desvantagens dos bloqueadores de gordura ?


bloqueadores de gordura colicas

Quando são consumidos em excesso, este tipo de suplemento tem alguns efeitos secundários como:

  • Cólicas abdominais;
  • Flatulência;
  • Gases;
  • Esteatorreia (formação de fezes com muita gordura);
  • Prisão de ventre.

 

Existem bloqueadores de gordura “naturais”?


bloqueadores de gordura naturais

Uma forma interessante de “bloquear” a gordura ingerida de forma natural e sem recorrer a suplementos é através da ingestão de fibra alimentar sob a forma de legumes e fruta.

Por exemplo, numa refeição com muitos fritos, ingira uma boa salada de folhas (por exemplo uma salada de alface e espinafres) ou legumes cozidos (por exemplo: brócolos ou grelos, sem azeite!). Deste modo está a aumentar a quantidade de fibra da sua refeição e a dificultar a absorção de gordura total.

Concluindo… os bloqueadores de gordura resultam mesmo?


Importa referir e perceber, que nem toda a gordura que é ingerida é associada à fibra e impedida de ser absorvida. Por isso, é contraproducente inserir bloqueadores de gordura e aumentar a ingestão de gordura.

Posto isto, quando associado a um estilo de vida saudável, que inclua a atividade física e alimentação adequada à pessoa, a utilização de bloqueadores de gordura pode ser vantajosa. Deve, no entanto, consultar sempre um profissional da área antes de tomar qualquer decisão.

Veja também:

Nutricionista Maria Canha Nutricionista Maria Canha

Apaixonada pelas Ciências da Nutrição, em particular pela Nutrição Clínica e Desportiva. Licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade Católica Portuguesa e Mestre em Biotecnologia e Inovação pela mesma Universidade. Concilia o trabalho de Nutricionista com outras duas paixões/trabalhos a tempo inteiro – Atleta de Bikini Fitness e inventar receitas saudáveis.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].