Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
28 Dez, 2020 - 17:05

Privação do sono: o que fazer quando o bebé não deixa dormir?

Psicóloga Ana Graça

A chegada de um bebé é uma enorme felicidade, mas com ela chega também a privação do sono. O que podem os pais fazer quando o bebé não deixa dormir?

Mãe com sintomas de privação do sono por causa de bebé

A privação do sono, provocada pela constante necessidade de estar vigilante à noite e cuidar do bebé, pode ser implacável, exaustiva e afetar de forma negativa os pais e as suas relações interpessoais.

É fundamental que os pais se mantenham mentalmente bem e fisicamente saudáveis, para que continuem a sentir-se capazes de prestar ao bebé os cuidados de que este necessita.

O sono é assim tão importante?

Apps para dormir

Sim! O sono é uma necessidade fisiológica, que desempenha funções importantes, tais como a restauração do organismo e a conservação da energia, de forma a garantir o equilíbrio físico e emocional.

Os benefícios de um sono de qualidade são inúmeros e manifestam-se ao nível da saúde física, psicológica, emocional, intelectual e social, com repercussões na satisfação e melhorias no rendimento no trabalho e nas atividades de lazer.

Por outro lado, o sono insuficiente ou a má qualidade de sono pode levar a vários distúrbios, tais como problemas de coordenação e concentração durante o dia, diminuição do desempenho diário, aumento do risco de acidentes, mau humor, fadiga e irritabilidade (1).

Quais os efeitos negativos da privação do sono?

Mãe com bebé ao colo

A repetida vigilância noturna a que um bebé obriga, leva a que mães e pais fiquem permanente acordados durante a noite, dando origem a um quadro de privação do sono.

Como vimos acima, a qualidade do sono é determinante para o bem-estar durante o dia e para otimizar o desempenho nas atividades diárias, pelo que é compreensível que a privação do sono acarrete efeitos e consequências negativas ao nível da saúde e bem-estar de mães e pais.

A investigação neste campo tem encontrado diversos efeitos negativos da privação do sono em mães e pais, nomeadamente

  • Exaustão
  • Lentificação dos processos mentais
  • Menor capacidade para manter a calma perante estímulos negativos (o sono contribui para uma postura mais calma e pacífica)
  • Maior dificuldade em controlar as emoções (estar cansado/com sono pode interferir na capacidade dos pais expressarem as suas emoções de forma adequada)
  • Maiores dificuldades em expressar afeto positivo (após uma noite de privação do sono, mães e pais tendem a expressar verbalmente menos afeto positivo e mais afeto negativo) (2)
  • Prejuízos ao nível da saúde mental dos pais (nomeadamente sinais e sintomas depressivos nas mães) (3)

Privação do sono: o que fazer quando o bebé não deixa dormir?

Mãe e bebé a dormir numa cama

Dar de mamar, pôr a arrotar, mudar fraldas, embalar o bebé dia e noite. É uma rotina extenuante. Se a isto somarmos, na mulher, o facto de o corpo estar ainda a recuperar do parto, o estado de fadiga torna-se ainda mais exigente. Até que o bebé comece a dormir melhor, mães e pais devem fazer os possíveis para recuperar energias.

Mães e pais compreendem o quão importante é o sono, quer para o seu bebé, quer para si mesmos. No entanto, muitas vezes, encontram-se de tal forma exaustos que não sabem como podem enfrentar a privação do sono. Eis algumas dicas:

1

Procurar ajuda

A ajuda é sempre bem-vinda e pode assumir diferentes formas. Pode ser através da contratação de alguém para ajudar em casa, através das entregas ao domicílio, ou através do apoio de familiares amigos, que podem levar o bebé a passear enquanto os pais dormem uma sesta.

Quando as dificuldades com o sono dos bebés se prolongam no tempo e os pais não sabem mais o que fazer, pode ser importante procurar ajuda de um profissional de saúde especializado na área do sono infantil. Pequenas mudanças na rotina de sono do bebé podem ajudar.

2

Partilhar tarefas e ignorar as pequenas coisas

As tarefas implicadas no cuidado ao bebé são infindáveis e extenuantes e, por isso, devem ser partilhadas. O mesmo se aplica ao cuidado da casa, das roupas, à ida às compras. Juntos, os adultos que cuidam do bebé, devem dividir as responsabilidades.

Devem também ter em mente que a única pequena coisa que importa é o bebé. Tudo o resto só deve ganhar importância quando a energia voltar a privação do sono for embora.

3

Dormir quando o bebé dormir

Já todos os pais ouviram esta dica e sentiram o quão difícil é colocá-la em prática. A sesta do bebé parece ser o único momento em que é possível todas as tarefas acumuladas. Mas dormir é prioritário e uma pequena sesta vai ajudar a ganhar mais energia para o momento em que o bebé acordar a chorar.

4

Cuidar de si

Mães e pais estão ocupados a cuidar do bebé, mas não devem esquecer-se de cuidar de si mesmos.

Devem alimentar-se de forma saudável e frequente, hidratar-se, praticar alguma atividade física (por exemplo, aulas de ginástica pós-parto ou pequenas caminhadas enquanto passeiam o bebé), sair de casa pelo menos uma vez por dia, ainda que por breves momentos, cuidar da higiene e aparência, socializar e procurar desfrutar de momentos a dois (4).

Fontes

  1. Silva, E. et al. (2018). Perceção parental sobre hábitos e qualidade do sono das crianças em idade pré-escolar. Revista de Enfermagem Referência Série IV – n.º 17 – ABR./MAI./JUN. 2018. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIVn17/serIVn17a07.pdf
  2. Leyba, E. (2017). The Surprising Effects of Parents’ Sleep Deprivation. Psychology Today.Disponível em: https://www.psychologytoday.com/intl/blog/joyful-parenting/201702/the-surprising-effects-parents-sleep-deprivation
  3. Tenenbojm, E. et al. (2009).Causas de insônia nos primeiros anos de vida e repercussão nas mães: atualização. Rev Paul Pediatr 2010;28(2):221-6. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rpp/v28n2/v28n2a15.pdf
  4. Murkoff, H., Mazel, S. (2017). O que esperar quando está à espera de bebé. 1ª Edição. Casa das Letras.
Veja também