Enfermeira Bárbara Andrade
Enfermeira Bárbara Andrade
28 Out, 2022 - 11:34

Primeiro trimestre da gravidez: tudo sobre esta fase

Enfermeira Bárbara Andrade

Poderá surpreender-se com a forma como o seu corpo altera enquanto se desenrola o primeiro trimestre da gravidez.

A maioria das mulheres descobre que está grávida no primeiro trimestre da gravidez e, quando se confirma o tão desejado positivo, verifica-se que esta noticia é marcada por uma intensa carga emocional, onde a felicidade, ansiedade, medo e por vezes, até o pânico, se misturam, podendo a grávida mostrar alguma labilidade emocional.

A maioria das grávidas e os seus companheiros preferem manter esta notícia maravilhosa em segredo ou só compartilham com os seus familiares mais chegados, até ao final do primeiro trimestre pois é considerado o trimestre mais crítico da gestação, por elevado risco de aborto espontâneo e mal-formações fetais.

O primeiro trimestre da gravidez corresponde desde o dia da fecundação, ou seja, o dia em que engravidou, até ao final da 13ª semana da gravidez.

Após ocorrer a união do espermatozoide com o óvulo, o embrião inicia o seu trajeto, de cerca de 7 dias, das Trompas de Falópio (local onde ocorre a fecundação) e desce até ao seu destino final, o útero, onde fica alojado aproximadamente entre 38 a 42 semanas, se ocorrer um parto antes das 38 semanas considera-se que é um parto prematuro e provavelmente o bebé terá de ser internado no serviço de Neonatologia.

Em seguida, inicia-se o processo de desenvolvimento fetal, onde se verifica uma intensa divisão celular, onde um pequeno amontoado de células (blastócito) dá origem a um feto, cada dia que passa fica mais semelhante à imagem final do bebé.

Primeiro trimestre da gravidez

Marcos importantes no desenvolvimento fetal

primeiro trimestre da gravidez coracao barriga de gravida

Durante o primeiro trimestre de gravidez é habitual ocorrem uma série de acontecimentos e modificações no corpo e organismo da mulher e do bebé.

  • Na 2ª semana as células dividem-se em dois grupos: as exteriores, responsáveis pela formação da placenta; e as interiores, que vão fazer desenvolver o embrião.
  • Na 8ª semana a placenta, já mais desenvolvida, leva oxigénio e alimentos até ao bebé. Os dentes começam a formar-se dentro das gengivas.
  • A partir da 9ª semana o feto inicia os seus movimentos, no entanto nesta fase ainda são imperceptíveis.
  • Até ao final da 12ª semana surgem todos os órgãos vitais, no entanto num tamanho muito pequeno. A partir desta semana, os órgãos estão em constante aperfeiçoamento e crescimento. O coração já apresenta uma circulação própria e já se consegue ouvir o batimento cardíaco na ecografia.

No final do primeiro trimestre o feto apresenta um comprimento aproximado de até 10 cm e pesa à volta de 20 gramas.

Sintomas comuns no primeiro trimestre de gravidez

Logo após a concepção, o seu corpo inicia uma série de alterações que o preparam para acolher e nutrir o bebé em formação, tais como:

  • menstruação ou período menstrual atrasado;
  • seios inchados e sensíveis, podendo não tolerar o simples toque do roçar dos tecidos. As auréolas ficam com uma tonalidade mais escura e podem aumentar de tamanho;
  • dores no baixo ventre (devido ao útero se estar a distender);
  • cólicas abdominais;
  • obstipação (prisão de ventre);
  • cansaço fácil;
  • sonolência constante;
  • aumento da vontade de urinar;
  • náuseas ou enjoos;
  • vómitos, se estes se tornarem num fator impeditivo no seu dia-a-dia, deve de consultar um médico pois pode estar com hiperemese gravídica e necessitar de medicação para atenuar este sintoma;
  • desejos por determinados alimentos ou combinações estranhas de alimentos;
  • algumas mulheres podem sentir uma elevada sensibilidade olfativa.

Exames e consultas a fazer no primeiro trimestre de gravidez

Teste de gravidez

primeiro trimestre da gravidez teste de gravidez

O primeiro teste a ser feito é o teste de gravidez, que pode ser feito através de análises sanguíneas ou através de um teste rápido de urina, que irá avaliar a concentração da hormona gonadotropina coriónica humana (Beta HCG) e determinar se está ou não grávida.

Primeira consulta de Obstetrícia e ecografia de datação

primeiro trimestre da gravidez casal no medico

Após a confirmação é necessário marcar a sua primeira consulta de Obstetrícia, ou no seu médico de medicina geral e familiar. Caso saiba a data do primeiro dia da última menstruação, os profissionais de saúde conseguem fazer contas e estabelecer a data provável do parto (DPP).

No caso de não se lembrar ou de apresentar ciclos menstruais irregulares, o seu médico poderá pedir uma ecografia de datação, para estabelecer (através de medições do embrião) a DPP.

Ecografia do primeiro trimestre

primeiro trimestre da gravidez ecografia bebe

Entre a 11ª e a 14ª semana de gravidez deve agendar a ecografia do primeiro trimestre, ou ecografia obstétrica, que permite obter a seguinte informação:

  1. localização do feto, se está dentro do útero ou está nas trompas de falópio (gravidez ectópica);
  2. número de fetos presentes;
  3. medição do feto, inclusive a translucência da nuca, que juntamente com o rastreio bioquímico, permite determinar o risco de desenvolver determinadas doenças cromossómicas, como por exemplo Síndrome de Down ou Trissomia 21 e algumas doenças cardíacas.

Caso haja alguma alteração, o médico irá prescrever mais exames para examinar corretamente a alteração detetada.

Cuidados a ter no primeiro trimestre de gravidez

primeiro trimestre da gravidez alimentacao saudavel da gravida

Manter uma alimentação saudável e equilibrada

É muito importante manter uma alimentação diversificada e saudável e uma hidratação com água adequada. Evite um aumento de peso corporal excessivo.

Ter cuidado com a toxoplasmose

Se não for imune à toxoplasmose terá de ter cuidados adicionais na alimentação, como por exemplo, evitar comer carne mal passada ou bem como lacticínios à base de leite não pasteurizado, evitar comer legumes ou frutas com casca fora de casa, pelo risco de não estarem devidamente lavadas.

Aconselha-se evitar também o contato com terra ou fezes de animais (principalmente as dos gatos) sem o uso de luvas adequeadas. No último caso, e se possível, aconselha-se que seja um familiar ou amigo próximo a fazer a higienização da caixa de areia do gato.

Tomar suplementos vitamínicos indicados

Iniciar a toma de suplementos vitamínicos (como por exemplo: ácido fólico, iodo, entre outros) recomendados pelo seu obstetra, que contribuem para um óptimo desenvolvimento fetal.

Limitar o consumo de cafeína

Deve de limitar a ingestão de cafeína a 200 miligramas por dia.

Evitar ou mesmo cessar o consumo de álcool e tabaco

Evite consumir álcool ou tabaco, pois o consumo de nicotina pode elevar o risco de descolamento da placenta, provocar hemorragias e dificultar a chegada de oxigénio ao bebé, podendo ter como última consequência o aborto.

Se não conseguir parar, o que seria o ideal, reduza o máximo que conseguir, sempre com aconselhamento médico.

Descansar o máximo possível

Descanse muito, pois dentro de si está a ser gerado um bebé e ele requer muita energia para se desenvolver em pleno.

Hidratar o corpo para evitar o aparecimento de estrias

Inicie a aplicação de um bom creme hidratante por todo o corpo, principalmente na zona abdominal, seios e glúteos, ajudando a combater o aparecimento de estrias.

Praticar exercício físico com acompanhamento profissional

Se estiver habituada à prática de exercício físico pode manter esse hábito, no entanto atenção à carga dos exercícios. São aconselhados os exercícios em solo com e sem impacto.

Aconselhe-se sempre com um profissional da área para perceber quais são os melhores exercícios para si, sem cair em exageros e colocar assim a vida do seu bebé em perigo.

Veja também