Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
26 Jun, 2020 - 09:05

Quantas vezes deve passear o cão e quais os benefícios?

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária

Passear o cão é essencial para a sua saúde física e psicológica, mas também para manter a higiene em casa. Mas sabe quantas vezes por dia o deve fazer?

Passear o cão: Labrador com trela na boca

Os cães adoram passear e o passeio é muito importante para os nossos patudos em vários aspetos, tais como: a socialização com outros animais, pessoas e ambiente, fazer as necessidades no exterior, descontrair e diminuir a ansiedade. Por estas razões é muito importante passear o cão e ter em conta as suas necessidades diárias de desgaste de energia.

Quantas vezes deve passear o cão? Fatores a ter em conta

Todos os cães necessitam de passear, no entanto, para percebermos melhor as suas necessidades diárias de desgaste de energia devemos antes perceber quais os fatores que podem influenciar essas mesmas necessidades.

1.

Idade

Cão idoso deitado no chão

Passear o cão deve ser feito em todas as idades, mas, consoante a idade do cão este pode precisar de mais ou menos tempo de passeio e também a quantidade de vezes que tem de ir à rua é variável.

Os cachorros por exemplo, quando ainda estão a aprender a aguentar as suas necessidades e não têm grande controlo, podem necessitar de ir mais vezes à rua. Nesta fase, têm muita energia e os passeios para desgastar a sua energia são óptimos para evitar “asneiras” em casa.

Passear também é muito importante para os cachorros, pois é durante os passeios que os cachorros acabam por ter contacto com o mundo exterior, sendo um passo importante na sua socialização.

Já os cães mais velhos, necessitam de passear muito menos tempo, devido aos problemas osteoarticulares decorrentes da idade que podem provocar dor e o cão pode também ter menos energia.

O número de passeios que necessitam pode também ser inferior, excepto quando perdem a capacidade de controlarem as suas necessidades.

Se o seu cão tiver algum problema de saúde ou for idoso deve ter em consideração e questionar o seu médico veterinário acerca dos passeios, nomeadamente em termos de tempo e frequência, bem como outros cuidados que deve ter em consideração em determinados casos.

2.

Porte

Tutora a passear com o cão na rua

O porte também é importante para saber quantas vezes e quanto tempo deve passear o cão. Geralmente, um cão de maior porte necessita de passeios diários mais longos e em maior número do que um cão de porte mais pequeno.

Cães de grande porte, necessitam, em média, de 3 a 5 passeios diários, com duração entre 20 a 40 minutos. Enquanto os cães de pequeno porte necessitam de cerca de 2 a 3 passeios diários entre os 15 a 30 minutos.

3.

Raça

Dois cães a correr no parque

Para além dos portes, algumas raças têm necessidade energéticas diferentes. Por exemplo, raças como os Labrador Retrivier e Jack Russel Terrier são muito energéticas e podem necessitar de um desgaste maior, ou mais tempo de passeio, para desgastar toda a sua energia.

4.

Local onde vivem

Cão a olhar pela janela

Um cão que tem acesso ao exterior e a um grande terreno em casa não necessita de tantos passeios como um cão que vive num apartamento.

Cães que durante o dia passam o tempo num espaço restrito vão ter necessidade de desgastar mais energia, e portanto, deve ter isso em consideração. Claro, que apesar desse fator, todos os outros, especialmente o porte, devem ser tidos em conta.

Passear o cão: A importância dos passeios para o SEU PATUDO

Passear o cão é muito importante para o seu melhor amigo, tanto em termos físicos como psicológicos. A nível psicológico, o passeio é muito importante para diminuir o tédio dos cães, especialmente aqueles que passam grande parte do dia sozinhos.

Passear põe-nos em contacto com o mundo exterior, com diversos cheiros, outros animais e pessoas, por isso é que os cães adoram cheirar tudo enquanto passeiam, e é importante que os tutores compreendam a importância dessa situação e permitam ao cão fazê-lo. Só assim eles conseguem estimular os seus sentidos.

Para os cachorros, e mesmo durante a sua idade já adulta, é muito importante que os cães convivam com o mundo exterior para que se tornem sociáveis tanto com outros cães como com outras pessoas. Aliás, passear os cachorros contribui para que este seja um cão adulto saudável, além de diminuir a probabilidade do cão sofrer de problemas de agressividade.

Os passeios, em qualquer idade, também contribuem para o gasto de energia, diminuindo assim o risco dos cães desenvolverem obesidade canina, que é um problema cada vez mais comum em animais de companhia.

Fontes

  1. Howell TJ, King T, Bennett PC. Puppy parties and beyond: the role of early age socialization practices on adult dog behavior. Vet Med (Auckl). 2015;6:143-153. Published 2015 Apr 29. doi:10.2147/VMRR.S62081. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6067676/
Veja também