Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
02 Abr, 2020 - 06:30

8 jogos caseiros para crianças: brincar em tempo de pandemia

Psicóloga Ana Graça

Durante este período em que nos devemos manter em casa é necessário entreter os mais novos. Atente nestes 8 jogos caseiros para crianças.

Jogos caseiros para crianças: menino a jogar ao berlinde

O brincar e o jogar são uma ferramenta indispensável na formação das crianças, na medida em que contribuem fortemente para o seu desenvolvimento global (1). Quando a brincadeira e o jogo acontecem em família, maiores são as vantagens. Porque não aproveitar a situação de isolamento social para dinamizar uns divertidos jogos caseiros para crianças?

8 jogos caseiros para crianças: brincar em tempo de pandemia

Nos dias de hoje, a correria é uma constante e sobra pouco tempo para pais e filhos jogarem e brincarem. A situação de isolamento social, apesar de muito difícil e desafiante para todos nós, deve ser desfrutada da melhor forma possível, a bem da saúde mental e felicidade de toda a família, sobretudo das crianças (2).

Se é certo que o isolamento social limita muito as atividades em família, não deixa de ser possível realizar alguns jogos e brincadeiras. Experimente estes 8 jogos caseiros para crianças:

1. Jogos Tradicionais

jogos caseiros para crianças: jogos tradicionais

Os jogos tradicionais podem ser excelentes jogos caseiros para crianças. Fazem parte da cultura popular e são transmitidos de geração em geração de forma espontânea. Dão-nos a conhecer costumes, valores, formas de pensamento e ensinamentos de uma sociedade. Transmitir às crianças de hoje os jogos de outrora pode ser uma divertida lição de história (3).

Eis alguns exemplos de jogos caseiros para crianças que têm sido transmitidos de geração em geração:

  • Cabra cega
  • Escondidas
  • Berlinde
  • Pião
  • Macaquinho chinês
  • Macaca
  • Corrida de sacos
  • Jogo do lenço
  • Saltar à corda
  • Jogo das cadeiras
  • Corda humana
  • Corrida do ovo da colher

2. Jogos que promovam a atividade física de toda a família

Atividades para fazer em casa em família: mãe e filha a fazer exercício

Porque não criar um percurso de obstáculos? Por exemplo, desafie a criança a correr, a saltar um pedaço de papel, a contornar um móvel, a passar por baixo de uma cadeira ou por dentro de um túnel.

Outras opções de jogos caseiros para crianças que podem facilmente ser dinamizados em casa são o bowling (improvisado com garrafas de plástico e uma bola), o jogo da bola ao cesto (tentar acertar com uma bola num cesto ou num balde a uma distância cada vez maior), ou uma incrível caça ao tesouro (esconder objetos e espalhar pistas pela casa para que as crianças os encontrem).

Canais do youtube para fazer exercício em casa: as nossas sugestões
Veja também 10 canais do Youtube para fazer exercício em casa

3. Estimular a criatividade e brincar aos inventores

Jogos caseiros para crianças: menino a brincar aos inventores

A brincar também se pode aprender. Toda a família pode transformar-se num inventor e realizar fantásticas experiências, de forma gratuita. A plataforma The Inventors Digital lança experiências novas todas as semanas, que recorrem a objetos e coisas que à partida todos temos em casa.

4. Bingo para toda a família

Jogos caseiros para crianças: crianças a jogar bingo

Se não têm o jogo do Bingo em casa não há problema. Podem criar juntos os cartões do jogo do Bingo e usar feijões ou botões para marcar os números que vão saindo. Há outros jogos divertidos e fáceis de criar em casa, como por exemplo, o jogo do galo ou o jogo da batalha naval. Sejam criativos.

5. Jogos sensoriais

Jogos caseiros para crianças: fazer salada de frutas

A estimulação sensorial, realizada através da exploração dos cinco sentidos, pode ser feita com recurso a vários jogos caseiros para crianças. Alguns exemplos, que devem ser adaptados à idade de cada criança:

  • Encher os recipientes disponíveis em casa com diferentes objetos e materiais para que as crianças, de olhos fechados, os sacudam e tentem identificar e diferenciar o som que estes produzem
  • Não devem faltar botões coloridos em casa, certo? Crie um jogo que estimule a criança a classifica-los por cor, forma e tamanho
  • Reúna tecidos, velcros, sementes e outros materiais de textura variada que tenha em casa. Peça às crianças para que, de olhos fechados, tentem combinar os objetos/materiais que apresentam a mesma textura
  • Preparem uma salada de frutas em família. Vai permitir aprimorar o paladar, o tato e o olfato das crianças

6. Quem é o melhor cozinheiro?

Jogos caseiros para crianças: mãe e filha a fazer bolachas

Cozinhar não precisa ser uma tarefa aborrecida, rotineira e exclusiva dos adultos. Lancem desafios e descubram quem é o melhor cozinheiro. As crianças podem ajudar na escolha dos menus e respetiva confeção, sempre que possível. Posteriormente, porque não preparar um piquenique, no jardim, na varanda ou até dentro de casa?

Receitas de bolos saudáveis para fazer com as crianças: menina a fazer bolo com a mãe
Veja também 8 receitas de bolos saudáveis para fazer com as crianças

7. Lançar desafios a toda a família

Jogos caseiros para crianças: falar online com a família

O isolamento social afasta as crianças dos amigos e do resto da família. As saudades são muitas, nomeadamente dos avós. Porque não utilizar os meios digitais de que dispomos e lançar desafios à família mais alargada?

  • Partilha de receitas entre a família e partilha do resultado final da confeção das mesmas
  • Netos e avós podem elaborar cartas e envia-las de forma digital
  • Selecionar as melhores fotografias de família e, em conjunto, criar álbuns memoráveis;
  • Ler histórias à distância
  • Jogar jogos em conjuntos. Hoje são várias as plataformas que nos permitem interagir e jogar, estando cada qual no conforto da sua casa.

8. Jogar contra o COVID-19

Jogos caseiros para crianças: jogar online

O jogo STOP Contágio criado pela Direção Geral de Saúde pode ser jogado em família e permite que as crianças aumentem o conhecimento acerca do novo coronavírus e diminuam a preocupação que possam estar a sentir.

Atividades para fazer em casa em família durante a quarentena
Veja também Sobreviver ao isolamento: 10 atividades para fazer em casa em família

BRINCAR E JOGAR: QUAL A IMPORTÂNCIA?

As crianças nunca estão somente a brincar. O tempo que as crianças dedicam ao jogo e à brincadeira é fundamental para o seu desenvolvimento (linguístico, social, cognitivo, motor, físico, sensorial e afetivo) e para a construção do pensamento.

Desde cedo os bebés começam a brincar. Começam por descobrir o próprio corpo através da brincadeira e logo passam a mostrar entusiasmo por jogos de encaixe, jogos de construção, jogos de faz de conta e brincadeiras com outras crianças.

As brincadeiras influenciam a formação da personalidade das crianças (aprendem a partilhar, a serem solidárias e companheiras) e é uma via privilegiada para lançar as bases da sua autonomia. Durante as brincadeiras, as crianças começam a tomar decisões e a fazer escolhas. Tornam-se mais independentes pois terão que resolver contratempos, ultrapassar obstáculos e resolver situações sozinhas.

Quanto aos jogos, não só divertem as crianças como também permitem que as crianças aprendam as regras do jogo, os conceitos implícitos ao jogo, a saber ganhar e a saber perder e ainda a conviver democraticamente com os outros (1).

Jogar e brincar em família facilita a comunicação e a cumplicidade. Os pais aprendem a conhecer melhor os seus filhos e a sua perspetiva da realidade e as crianças sentem que os adultos lhes dedicam toda a atenção, o que reforça a relação de confiança.

Em suma, os jogos e as brincadeiras em família são uma forma de interação que para além de fomentar uma relação de confiança e amor também promove o desenvolvimento das crianças (2).

Fontes

  1. Sousa, P. (2015). A importância do brincar: brincar e jogar na infância. Disponível em: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/21557/1/Tese%20Patr%C3%ADcia%20Sousa%20-ref..pdf
  2. Ginsburg, K. (2007).The importance of play in promoting healthy child development and maintaining strong parent-child bonds. American Academy of Pediatrics Committee on Communications and Committee on Psychosocial Aspects of Child and Family Health. Pediatrics 2007;119:182-191. Doi:10.1542/peds.2006-269. Disponível em: https://pediatrics.aappublications.org/content/pediatrics/119/1/182.full.pdf
  3. Baratina, I. (2012). A importância do Jogo no desenvolvimento da Criança. Disponível em: http://recil.ulusofona.pt/bitstream/handle/10437/3254/Dissertacao.pdf?sequence=1
Veja também