Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
26 Mai, 2020 - 08:05

Cães e gatos podem contrair COVID-19? Conheça a realidade atual

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Patrocinado por:

Com a situação de pandemia, muitos tutores se questionam se os cães e gatos podem contrair COVID-19. Saiba a resposta a esta questão.

Cães e gatos podem contrair COVID-19: mulher com máscara e com o gato ao colo

A COVID-19 é uma doença respiratória que afeta os humanos, altamente transmissível através de partículas infeciosas, entre pessoas e através de objetos contaminados. Atualmente já infetou milhões de pessoas e foi responsável pela morte de milhares. Assim, é normal que surja a questão: cães e gatos podem contrair COVID-19?

Ainda há muito para saber acerca deste novo vírus, o SARS-CoV-2, que provoca a doença COVID-19. No entanto, diariamente é descoberta nova informação.

Os cães e gatos podem contrair covid-19?

Mulher a passear o cão com máscara

Segundo a Organização Mundial de Saúde Animal, existem alguns casos reportados de cães e gatos que contraíram o vírus. No entanto, isto não significa, de maneira nenhuma, como a própria organização defende, que os cães e gatos possam desempenhar um papel na disseminação do vírus.

À medida que ocorre mais investigação acerca do SARS-CoV-2, mais informação vai sendo descoberta, e, ainda que numa fase inicial se pensasse que este vírus afetava apenas os humanos, sabe-se agora que existem alguns animais que podem ser infetados, como o caso dos cães e gatos.

No entanto, tranquilize-se, caso seja tutor de um felino ou de um cão. Não deve ficar extremamente preocupado com a possibilidade de estes serem infetados e ficarem doentes, por várias razões:

1

A maioria não desenvolve a doença

Pelos estudos realizados até à data, sabe-se que existem vários tipos de suscetibilidade nas diferentes espécies, sendo os felinos os mais suscetíveis a desenvolver doença clínica.

COVID-19 e felinos: gato na rua
Veja também COVID-19 e felinos: informações importantes a reter

No entanto, a maioria dos cães e gatos em que foi identificado o vírus não desenvolveu doença clínica, ou apenas tiveram sintomas ligeiros, tendo conseguido ultrapassar a infeção. o que demonstra uma maior capacidade e resistência ao vírus destas espécies.

Em todos os casos reportados, nenhum cão desenvolveu sintomas compatíveis com a doença. Em alguns casos, reportou-se sintomas respiratórios e gastrointestinais em gatos. Todavia, no caso dos sintomas dos gatos, não foi possível confirmar se estes sintomas estavam de facto associados à COVID-19 ou a outra doença em simultâneo.

Em Espanha, houve um caso reportado de um gato, em que foi detetado o vírus SARS-CoV-2, que acabou por ser eutanasiado, devido à gravidade dos sintomas apresentados, que se pensavam, na altura, estar associados à COVID-19.

Porém, foi possível realizar a necrópsia (exame post-mortem) e a conclusão foi de que a presença do vírus se devia a contaminação ambiental e os sintomas que o gato apresentava não se deviam à doença.

COVID-19 e animais de estimação: mulher com máscara a dar mimos ao gato
2

Existem muito poucos casos

Apesar de para já se pensar que cães e gatos podem contrair COVID-19, o facto é que vários animais foram testados até à data, especialmente na China, e os casos positivos são muito poucos, especialmente, se comparados com o alto número de humanos infetados.

Comparativamente ao número de pessoas infetadas, o número de cães e gatos que se pode infetar com este vírus é pouco significativa, pelo que para já, é considerada pouco preocupante.

3

Cães e gatos não transmitem o vírus

Já sabemos que os cães e gatos podem contrair covid-19, no entanto, os estudos realizados até agora indicam que não o transmitem para os seres humanos, portanto, não são de todo um risco para as pessoas, e não devem ser abandonados ou negligenciados devido ao receio de possível contágio.

Se tiver dúvidas sobre o assunto ou desconfiar de algum sintoma do seu animal, deve contactar o seu médico veterinário. Saiba que com o Plano Saúde Animal Vetecare, o seu animal de companhia pode beneficiar de condições preferenciais nos melhores produtos e serviços através dos parceiros da rede Vetecare, composta por consultórios, clínicas, hospitais veterinários, lojas especializadas para animais, centros de treino e reabilitação, hotéis, creches, entre outros. O maior objetivo é garantir que os cuidados, quer ao nível da prevenção, quer ao nível do tratamento, sejam acessíveis para todos.

COVID-19 e animais de estimação: mulher a brincar com o cão em casa
Veja também COVID-19 e animais de estimação: verdades e mitos

Conclusão

Pode concluir-se, portanto, que, os cães e gatos podem contrair COVI-19, no entanto, a probabilidade de serem contagiados é mínima, mesmo havendo contacto próximo entre humanos e animais.

A probabilidade de desenvolverem sinais clínicos é ainda mais baixa, sendo que, até à data, a probabilidade de os cães e gatos contagiarem as pessoas é nula.

Fontes

  1. World Health Organisation – Q&A on coronaviruses (COVID-19). Disponível em: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/question-and-answers-hub/q-a-detail/q-a-coronaviruses
  2. OIE – World Organisation For Animal Health – Questions and Answers on the COVID-19. Disponível em: https://www.oie.int/en/scientific-expertise/specific-information-and-recommendations/questions-and-answers-on-2019novel-coronavirus
  3. Information provided by the National Veterinary Services of Belgium (28/03/20). Disponível em: https://www.oie.int/fileadmin/Home/eng/Our_scientific_expertise/docs/pdf/COV-19/Belgium_28.03.20.pdf
  4. OIE – Information received on 22/04/2020 from Dr Mark Davidson, Associate Administrator, USDA-APHIS, United States Department of Agriculture, Washington, United States of America. Disponível em: https://www.oie.int/wahis_2/public/wahid.php/Reviewreport/Review?reportid=34086
  5. ProMED – International Society for Infectious Diseases. Disponível em: https://promedmail.org/promed-post/
  6. COMUNICACIÓN DE UN CASO POSITIVO A SARS-CoV-2 EN UN GATO EN ESPAÑA. Disponível em: https://www.oie.int/fileadmin/Home/eng/Our_scientific_expertise/docs/pdf/COV-19/Nota_Gato%20SARS-CoC-2_spain.pdf
  7. ABCD – European Advisory Board On Cat Diseases. Disponível em: http://www.abcdcatsvets.org/sars-coronavirus-2-and-cats/
Veja também