Enfermeira Isabel Silva
Enfermeira Isabel Silva
27 Jul, 2017 - 16:14

Dicas para lidar com a ansiedade do regresso às aulas

Enfermeira Isabel Silva

A mudança para uma nova escola, o medo de não ter amigos e o receio de não ter sucesso escolar pode provocar sentimentos de ansiedade do regresso às aulas.

Dicas para lidar com a ansiedade do regresso às aulas
O artigo continua após o anúncio

Há crianças que sofrem com ansiedade do regresso às aulas.

Após as férias, o regresso às rotinas vai se aproximando e voltam os problemas, medos e agitações associados ao regresso à escola. A mudança para uma nova escola, o medo de não ter amigos, e o receio de não ter sucesso escolar pode provocar sentimentos de medo, angústia e insegurança.

Ajudá-las na mudança suave de casa para a escola é uma ótima forma de  observar e ajudar o seu crescimento e bem-estar, desenvolvendo a sua autoconfiança e auto-estima.

Ao aproximar-se o dia de voltar para a escola, a criança pode apresentar alguns sinais:

  • Chorar;
  • Apresentar irritabilidade e mau-humor;
  • Ter pesadelos;
  • Ter diminuição ou aumento do apetite;
  • Isolar-se ou agarrar-se aos pais;
  • Queixar-se de dores de cabeça ou de barriga.

Uma experiência positiva durante os anos escolares é fundamental para o desenvolvimento de um adulto confiante e seguro de si mesmo. Por isso, é de extrema importância fazer com que esta fase seja passada de forma saudável, contribuindo para o desenvolvimento cognitivo e psicológico da criança.

Para ultrapassar esta ansiedade há algumas dicas que os pais podem usar.

Ansiedade do regresso às aulas nas crianças mais pequenas

Em primeiro lugar é essencial adaptar-se à linguagem e imaturidade da criança. Quando falar para o seu filho pequeno é importante que se baixe ou se sente para ficar ao nível dele.

Use e abuse da imaginação, transmitindo confiança e segurança:

ansiedade no regresso as aulas e transmissao de confianca
  1. Pode oferecer um boneco em que a criança possa depositar os seus medos e preocupações ao longo do dia;
  2. Diga ao seu filho o quanto gosta dele e que acredita que ele vai ultrapassar os medos vai ter muitos amigos para brincar;
  3. Incentive-o a criar relações e brincar com as outras crianças;
  4. Diga-lhe que o vai buscar e que lhe poderá contar todas as coisas novas do dia.
  5. Ofereça-lhe um boneco e diga-lhe que este irá protegê-lo enquanto os pais não estiverem por perto.

Quando for buscar o seu filho:

ansiedade no regesso as aulas e buscar o seu filho
  1. Mostre curiosidade, orgulho e apreço pelas coisas que ele fez ao longo do dia;
  2. Demonstre interesse pelo que ele irá aprender nos dias seguintes;
  3. Ensine-lhe coisas novas para que possa partilhar com a turma, sentindo-se especial entre os colegas.

Conviva com “estranhos”:

ansiedade do regresso as aulas e convivio com estranhos
  1. Conviva com os pais e os meninos da turma na escola ou fora dela. Assim a criança sente que não são estranhos e aprende a agir perante as pessoas, através do nosso exemplo.

Em casa:

ansiedade do regresso as aulas e em casa
  1. Defina um momento para partilharem o dia;
  2. As crianças expressam a sua ansiedade no regresso à escola através das suas brincadeiras. Brinque com o seu filho e ajude-o a resolver os problemas demonstrados na brincadeira.

Ansiedade do regresso às aulas nas crianças mais velhas

Lembre-se que o seu filho pode nem sempre querer falar, mas ele vai registar tudo o que lhe disser. Por isso é importante ponderar as palavras utilizadas e abordar as suas dificuldades sem criticar ou demonstrar demasiada importância.

O artigo continua após o anúncio

Transmita-lhe confiança:

ansiedade do regresso as aulas e transmissao de confianca
  1. Diga-lhe que confia na sua capacidade de enfrentar a ansiedade do regresso às aulas;
  2. Lembre-o que é normal sentir-se nervoso e que é uma fase que vai passar quando se sentir mais à vontade com os colegas;
  3. Procurem soluções para este problema juntos, ajudando-o a identificar o que é que o deixaria mais confiante.

Peça ajuda:

ansiedade do regresso as aulas e praticar atividades
  1. Aproveite a relação especial que o seu filho tem com outras pessoas para que estes o ajudem a ver as coisas de outra perspetiva. Não se culpabilize por não conseguir ter uma abordagem confiante aos problemas do seu filho. Não existem pais perfeitos;
  2. Incentive-o a frequentar aulas de defesa pessoal, ou alguma atividade que goste de fazer. Isto ajudará na construção da sua auto-estima.

Veja também: