O iogurte emagrece? Descubra a resposta!

Fornece-nos cálcio e proteínas, mas também pode ser uma fonte de açúcar e gordura em excesso. Será que considerando os prós e os contras, o iogurte emagrece?

O iogurte emagrece? Descubra a resposta!
Esclareça as suas dúvidas.

O iogurte é muitas vezes considerado como um dos alimentos mais nutritivos a que temos acesso e não são poucas as pessoas que o incluem na sua dieta diária.

Um dos seus principais pontos fortes é o seu conteúdo de cálcio, o que ajuda a fortalecer os ossos. Mas o iogurte faz mais do que apenas fortalecer os ossos e por isso neste artigo vamos tentar perceber se o iogurte emagrece, tal como já se tem ouvido a falar.

Os benefícios nutricionais do iogurte


O iogurte possui um conjunto de características que o torna num alimento que deve fazer parte da rotina alimentar. Vejamos!

1. Cálcio

iogurte emagrece e calcio

O iogurte é um dos alimentos fornecedores de cálcio e os alimentos ricos em cálcio podem aumentar a degradação de gordura e ajudar a preservar o metabolismo durante uma dieta.

O cálcio é particularmente eficaz na redução da gordura abdominal: já se demonstrou que indivíduos que ingeriram a quantidade de cálcio necessária através laticínios conseguiram uma maior perda de peso e uma maior redução de gordura abdominal do que aqueles que não ingeriram a quantidade suficiente de cálcio ou a ingestão de cálcio foi feita através de suplementação.

2. Proteína

iogurte e proteina

O iogurte é rico em proteína e é essa proteína que pode ajudar a que a pessoa se sinta mais saciada do que se fizesse uma refeição com a mesma quantidade de calorias através de uma refeição rica em gordura ou hidratos de carbono. A proteína é mais saciante do que a gordura e os hidratos de carbono.

As proteínas presentes no iogurte, além de serem de alto valor biológico (contêm todos os aminoácidos essenciais) ainda apresentam uma ótima digestibilidade.

Comer iogurte ao pequeno-almoço, ou até mesmo como lanche, pode ser uma ajuda para equilibrar a ingestão de calorias total diária, além de permitir uma sensação de saciedade mais prolongada entre refeições.

Afinal, o iogurte emagrece ou não?


perda de peso

O iogurte parece ajudar a queimar gordura e reduzir o peso corporal. Quem consome mais iogurtes acaba por conseguir uma maior perda de peso e gordura corporal e uma manutenção da massa muscular, quando comparado com pessoas que não ingerem iogurtes diariamente nem atingem a dose diária recomendada de cálcio.

Mas porque é que isso acontece?

Tal como referimos acima, o poder de secar as gorduras do corpo vem, precisamente, do cálcio, que, no iogurte, tem a vantagem de estar biodisponível. Quanto mais cálcio, menor o risco da hormona calcitriol estimular a sua entrada nos adipócitos, o que impede a queima de gordura dentro dessas células.

Normalmente, a versão magra dos iogurtes, com menos gordura e calorias, tem mais cálcio. É também a que tem mais proteína. Por isso, para quem quer emagrecer, a escolha ideal é o iogurte magro.

Quando é que o iogurte não é saudável?


iogurte grego e acucarado

Nem todos os iogurtes são saudáveis. Aqueles sem adição de açúcar ou aditivos desnecessários podem ser uma boa opção na dieta, mas alguns produtos possuem elevadas quantidades de açúcar adicionado e outros ingredientes que não são assim tão benéficos.

Todos os iogurtes contêm alguns açúcares naturais, mas os consumidores são aconselhados a procurar um produto com menos de 15 gramas de açúcar por porção (usualmente 125g). Quanto menor a quantidade de açúcar melhor será o iogurte, desde que não contenha edulcorantes artificiais.

Se por um lado está presente o cálcio e as proteínas no sentido de ajudar na perda de peso, mas por outro existe açúcar e gordura em excesso, acabam por não aparecer os efeitos desejados, nomeadamente a perda de peso.

Concluindo…


O perfil nutricional exclusivo do iogurte está relacionado com a perda de peso além de ser também um alimento que ajuda na manutenção muscular. Por isso, à pergunta “O iogurte emagrece ?” diríamos que sim, mas com exceções a que já estamos habituados.

O iogurte pode ser parte integrante de um plano alimentar, desde que se saiba escolher aqueles que são mais saudáveis: maior teor de cálcio e proteína, e menos teor de açúcar e gordura.

O ideal no dia-a-dia é optar pelo iogurte natural magro e acrescentar em casa frutas frescas, cereais (como a aveia) ou um pouco de mel.

Veja também:

Cofidis