Os melhores alimentos para prevenir a enxaqueca

Sabia que existem alimentos para prevenir a enxaqueca? E outros que a potenciam? Leia o nosso artigo e fique a par de tudo.

Os melhores alimentos para prevenir a enxaqueca
A alimentação pode ser a forma mais eficaz de prevenir e até tratar a enxaqueca.

A enxaqueca é um dos tipos de cefaleia primária mais recorrente, afetando cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo e uma das formas de a prevenir é precisamente através da alimentação. Ao longo deste artigo iremos apresentar-lhe os melhores alimentos para prevenir a enxaqueca.

O que é a enxaqueca?


o que e a enxaqueca

Uma enxaqueca não é simplesmente uma enorme dor de cabeça. Tem um padrão característico, geralmente envolvendo só um dos lados da cabeça.

É uma dor latejante forte, que surge de forma intervalada, muitas vezes, acompanhada de náuseas, vómitos e sensibilidade à luz e aos sons, impedindo, na maioria dos casos, a realização das tarefas diárias, por mais simples que sejam.

A enxaqueca resulta, normalmente, de um desequilíbrio químico a nível cerebral que envolve diversas hormonas, sendo este desequilíbrio a causa dos sintomas característicos.

A alimentação assume-se como uma das possíveis causas da enxaqueca (podendo mesmo agravar os sintomas), mas pode também ajudar a preveni-la de forma eficaz.

As enxaquecas podem ser também resultantes de um estilo de vida pouco saudável, alimentação desequilibrada, sedentarismo e consumo exagerado de álcool e tabaco. Níveis elevados de stress e ansiedade também contribuem para uma maior predisposição de sofrer desta condição.

Enxaqueca e alimentação: alimentos para prevenir a enxaqueca


Existe cada vez mais evidência a apontar para uma relação entre alimentação e a ocorrência de enxaquecas. Alguns alimentos podem provocar esta condição, enquanto outros conseguem prevenir ou mesmo tratá-la.

Neste sentido, apresentamos-lhe, então, os melhores alimentos para prevenir a enxaqueca e também aqueles que a podem potenciar e agravar.

1. Alimentos ricos em vitamina B2 (vegetais de folha verde, espargos, cogumelos e quinoa)

alimentos para prevenir a enxaqueca alimentos ricos em vitamina b2

A melhor solução para prevenir a enxaqueca é ingerir riboflavina, mais conhecida por vitamina B2. Esta vitamina ajuda a melhorar o desempenho cognitivo e ajuda a manter a energia das células musculares.

Vegetais de folha verde, espargos, cogumelos e quinoa são alguns dos alimentos mais ricos nesta vitamina.

2. Alimentos ricos em ómega-3 (peixes gordos, frutos gordos, sementes)

alimentos para prevenir a enxaqueca alimentos ricos em omega 3

Os ácidos gordos ómega-3 possuem importantes propriedades anti-inflamatórias, importantes para prevenir os desequilíbrios a nível cerebral que podem levar à enxaqueca.

Peixes gordos (salmão, cavala, atum), frutos secos oleaginosos (em particular as nozes) e as sementes são alguns dos melhores alimentos para prevenir a enxaqueca.

3. Alimentos ricos em magnésio (nozes, sementes, gérmen de trigo)

alimentos para prevenir a enxaqueca alimentos ricos em magnesio

Os alimentos ricos em magnésio ajudam no relaxamento dos vasos sanguíneos e promovem a normal circulação e transmissão de impulsos entre células nervosas.

Alimentos ricos em magnésio incluem nozes, cajus, cereais e grãos integrais, gérmen de trigo, soja e vários vegetais.

4. Gengibre

alimentos para prevenir a enxaqueca gengibre

O gengibre devido à capacidade de bloquear processos inflamatórios, ajuda a prevenir e atenuar os sintomas da enxaqueca. Além disso, esta raiz tem ainda a capacidade de atenuar as náuseas que surgem no contexto da enxaqueca.

5. Cereais integrais

alimentos para prevenir a enxaqueca cereais integrais

Arroz, massa, pão integrais são bons alimentos para prevenir a enxaqueca, principalmente se forem consumidos em detrimento das respetivas versões “brancas”.

Tal facto deve-se ao seu menor índice glicémico que não eleva de forma tão abrupta a glicemia (sendo que as oscilações de glicemia podem conduzir à enxaqueca).

6. Água e Alimentos com cafeína

alimentos para prevenir a enxaqueca agua e alimentos com cafeia

A desidratação é uma das principais causas das enxaquecas. Beba pelo menos 1,5l de água ou chá sem açúcar por dia.

Além da água, bebidas com cafeína como café, chá verde e preto e alimentos como o chocolate negro, entre outros, podem ajudar a prevenir e atenuar a dor de cabeça resultante da enxaqueca.

No entanto, importa salientar que, em algumas pessoas mais sensíveis, a cafeína pode acentuar e acelerar a enxaqueca.

Alimentos que promovem a enxaqueca


alimentos que promovem a enxaqueca

Da mesma forma que há alimentos para prevenir a enxaqueca, também importa conhecer aqueles que a potenciam.
Note-se, no entanto que, nem toda a gente tem o mesmo grau de sensibilidade e que estes alimentos podem não lhe causar enxaquecas.

  • Lacticínios (principalmente nas versões não magras);
  • Frutas ácidas (maçãs, citrinos, banana);
  • Carne (inclui carne de vaca, porco, galinha, peru, peixe, etc);
  • Cereais refinados (trigo em particular)
  • Cebola;
  • Milho;
  • Bebidas alcoólicas (especialmente vinho tinto);
  • Alimentos com aspartame e nitritos.

 

Outras considerações importantes


Os alimentos que lhe causam a enxaqueca são normalmente ingeridos entre 3 a 6 horas antes do surgimento da dor. Por vezes, a enxaqueca só surge depois de ter ingerido uma grande quantidade do alimento ou após ingeri-lo durante vários dias.

Se for afetado por vários alimentos, o facto de eliminar só um pode não fazer nenhuma diferença. A sua tolerância pode variar em diferentes alturas, principalmente no caso das mulheres em altura de menstruação.

Veja também:

Nutricionista Rita Lima Nutricionista Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.