Teresa Santos
Teresa Santos
16 Set, 2020 - 09:08

5 boas razões para usar máscara, mesmo quando não é obrigatório

Teresa Santos

Além das situações em que já é obrigatório, há boas razões para usar máscara noutros momentos e circunstâncias. Fique a saber quando e porquê.

Razões para usar máscara

Em Portugal, para já, temos de usar máscara em espaços públicos fechados. Porém, isso não significa que não haja boas razões para usar máscara noutras circunstâncias.

Sabemos que outros países já impuseram o uso de máscara na rua, por exemplo, o que, apesar de controverso, pode fazer algum sentido, principalmente quando o cumprimento do distanciamento físico recomendado não é possível.

Reunimos as visões do Centers for Disease Control Prevention e da Organização Mundial de Saúde e selecionámos algumas razões para usar máscara, mesmo em circunstâncias em que o seu uso ainda não é obrigatório.

o que diz a evidência científica até agora

Mulher com máscara a andar de bicicleta pela cidade

Centers for Disease Control Prevention

O Centers for Disease Control Prevention (CDC) explica que uma das principais razões para usar máscara é o facto desta ser uma barreira que permite evitar o contacto com partículas de saliva que “viajam” pelo ar, de uma pessoa para a outra.

Quando alguém tosse, espirra, fala ou grita, é normal expelir essas partículas, mesmo que não dê conta, atingindo as superfícies e as pessoas que lhe estão mais próximas. Caso essa pessoa esteja infetada com o novo coronavírus, a probabilidade de contaminar quem está perto é grande. Assim, o uso de máscara pode reduzir esse risco.

De acordo com o CDC, a evidência científica até agora disponível sobre o novo coronavírus  demonstra que as partículas de saliva têm um papel crucial na transmissão da COVID-19. Ao mesmo tempo, as pesquisas e estudos têm concluído que o uso de máscara (a tapar o nariz e a boca) é uma medida super eficaz na redução do risco de contaminação, através dessas partículas.

O uso de máscara reveste-se de ainda mais importância quando o distanciamento físico recomendado é mais difícil de manter e respeitar1.

Organização Mundial da Saúde

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as máscaras fazem parte de um conjunto de medidas que visa limitar a transmissão de uma infeção viral respiratória, neste caso em particular a COVID-19. Além do uso de máscara, é importante adotar outras medidas de contenção do contágio, como lavar bem e regularmente as mãos e manter o distanciamento físico.

De acordo com a OMS, as máscaras têm uma dupla função: tanto protegem alguém saudável de ficar doente, como evitam que alguém doente transmita o vírus a outra pessoa 2.

O que dizem os estudos?

As investigações sobre vírus, como o influenza, ou acerca de outros coronavírus (que não o SARS-CoV-2), indicam que o uso de máscara pode mesmo evitar a transmissão de partículas de saliva infetadas para outras pessoas ou para o ambiente.

Alguns estudos de caso têm mostrado que estas mesmas conclusões se verificam quer em indivíduos que usam máscaras cirúrgicas, quer em pessoas que usam máscaras reutilizáveis. Estas mesmas pesquisas concluíram que a eficácia do uso da máscara só fica comprometido, quando o distanciamento físico recomendado não é cumprido 2.

Exemplar de máscaras P2 em cima de uma mesa
Veja também Máscaras P2: o que são? Podem ser reutilizadas se desinfetadas?

5 razões para usar máscara, segundo a OMS

A OMS reuniu uma lista de benefícios e vantagens relacionados com o uso de máscara, pela generalidade das pessoas saudáveis, sobretudo em situações em que o distanciamento físico recomendado e/ou o arejamento do espaço em que nos encontramos não conseguem ser totalmente cumpridos 2.

1.

Reduz o risco de exposição a pessoas infetadas

Duas mulheres a conversar no parque com máscara

Já todos sabemos que, antes de se manifestar, o novo coronavírus passa por um período de incubação, findo o qual ele pode permanecer sem provocar qualquer sintoma. Isso significa que podemos estar com uma pessoa infetada, sem ela exibir qualquer sinal da doença.

Especialmente nestes casos, a máscara pode ter um papel crucial na prevenção e proteção do indivíduo saudável.

2.

Diminui a estigmatização de quem usa máscara

O uso frequente de máscara ainda é uma novidade e, por isso, em certas situações, a sua utilização pode ser motivo de preconceito. Contudo, é mais do que evidente que esta é uma ferramenta de grande utilidade no momento presente. Logo, usar máscara é uma forma de nos protegermos e combatermos esse mesmo estigma.

3.

Contribui para o combate à COVID-19

Estudantes com máscara a cumprimentarem-se com o braço

Perante uma pandemia e um vírus como o SARS-CoV-2, muitos de nós podemos sentir-nos impotentes, principalmente se não formos profissionais de saúde e não tivermos “armas” para estar na “linha da frente desta guerra”.

Porém, usar máscara é um gesto muito simples, mas com muito impacto no controlo da transmissão desta doença, pelo que é uma forma de nos sentirmos mais úteis e interventivos no combate a esta pandemia.

4.

Recorda outras medidas de prevenção de contágio

Assumir o uso de máscara como uma rotina, contribui para uma mais fácil adesão a outras práticas essenciais como a higienização e a desinfeção das mãos, por exemplo. Além disso, usar máscara evita que as pessoas caiam na tentação tão frequente de tocarem no nariz e/ou na boca.

5.

Apoia a economia social

Mulher a manusear máscara reutilizável

Num momento em que as economias de todo o mundo já dão sinais negativos, fruto da pandemia e, em muitos países, do período de confinamento associado a ela, o negócio das máscaras, nomeadamente das comunitárias, pode ser uma belíssima forma de fazer nascer ou impulsionar pequenas empresas e, assim, conseguir imprimir algum dinamismo à economia.

Além disso, as máscaras podem constituir uma forma de expressão, refletindo a moda, a cultura e os gostos de cada um, assumindo-se cada vez mais como um acessório.

Convém ainda lembrar que o uso de máscaras reutilizáveis – nos indivíduos e nas situações em que isso está recomendado – é uma maneira de reduzir custos, evitar desperdício e contribuir para a sustentabilidade do planeta, enquanto se previne a sua poluição.

como colocar e retirar corretamente a máscara?

Convém sublinhar que só há boas razões para usar máscara, se ela for colocada e retirada corretamente, tapando o nariz e a boca, ajustando-a bem ao rosto e manipulando-a o menos possível. Para isso, cumpra as seguintes recomendações da Direção-Geral da Saúde 3.

Colocar a máscara

  • Lavar bem as mãos, antes de pôr a máscara
  • Colocar a máscara com o lado branco/interno voltado para o rosto e o lado colorido/externo voltado para o exterior
  • Adaptar a máscara ao rosto, de maneira a cobrir a boca e o nariz
  • Tentar não tocar na máscara, enquanto a usa
Como usar máscara corretamente: mulher a colocar máscara de proteção na face

Remover a máscara

  • Lavar bem as mãos, antes de tirar a máscara
  • Remover a máscara a partir de trás, ou seja, segurando os seus atilhos ou elásticos, evitando sempre tocar na frente da máscara
  • Se a máscara não for reutilizável, deve descartá-la de imediato no lixo
  • Lavar novamente bem as mãos

Fontes

  1. Centers for Disease Control Prevention. Considerations for Wearing Masks. Help Slow the Spread of COVID-19. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/cloth-face-cover-guidance.html
  2. World Health Organization. Advice on the use of masks in the context of COVID-19. Disponível em: https://apps.who.int/iris/rest/bitstreams/1279750/retrieve
  3. Direção-Geral da Saúde. Orientação Covid-19: Fase de mitigação. Utilização de Equipamentos de Proteção Individual por Pessoas Não Profissionais de Saúde. Disponível em: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/orientacoes-e-circulares-informativas/orientacao-n-0192020-de-03042020-pdf.aspx
Veja também