Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
27 Abr, 2020 - 10:54

Sabe como limpar as patas do seu cão quando chega a casa?

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Patrocinado por:

Limpar as patas do seu cão quando chega a casa deve ser sempre uma prioridade, especialmente numa altura em que se exigem cuidados redobrados devido à COVID-19.

Limpar as patas do seu cão quando chega a casa: lavar com água e sabão

A maioria das pessoas que leva o seu cão a passear à rua não tem por hábito ou rotina limpar as suas patas após o passeio. Mas não será importante limpar as patas do seu cão quando chega a casa? Saiba por que razões o deve fazer, que produtos utilizar e como o fazer, sobretudo neste momento de emergência de saúde pública.

Porquê limpar as patas do seu cão quando chega a casa?

exercícios que pode fazer com o seu cão em casa: ensinar truques

As pessoas quando saem à rua saem calçadas e, dessa forma, protegem os seus pés de pisarem possíveis contaminantes, como fezes de outros animais, saliva ou outras secreções. Quando chegamos a casa, temos por hábito trocar os sapatos por uns chinelos, e desta forma, evitamos a propagação destes contaminantes no interior da casa.

Os nossos cães não saem à rua com qualquer proteção nas suas patas, e, especialmente aqueles que passam grande tempo no interior de casa, ir à rua e não limpar as patas pode ser uma grande falta de higiene, sendo que podem contaminar tanto o chão da casa, como espaços mais íntimos como o sofá ou a nossa cama (se tiver o hábito de dormir consigo).

Assim, em situações normais, deve sempre limpar as patas para retirar a sujidade. Ainda mais cuidados deve ter nestes tempos de pandemia, sendo que, nesta altura, os cuidados de higiene, tanto para humanos como para os nossos animais, devem ser redobrados.

Coronavírus em cães e gatos: cuidados a ter
Veja também COVID-19: cuidados a ter com o seu animal

Como limpar as patas do seu cão quando chega a casa?

Como limpar as patas do seu cão quando chega a casa: limpar com toalhitas

Como vimos, deve limpar sempre as patas do seu cão quando chega a casa após os passeios.

No dia-a-dia, a limpeza das patas pode ser feita com uma toalha humedecida ou com toalhitas adequadas, apenas para retirar a sujidade.

Se, por algum motivo, o seu cão pisou terra, lama ou qualquer outra coisa que fez com que se sujasse demasiado, pode lavar as suas patas com sabão ou com um champô adequado para cães, e depois secar bem as patas com uma toalha seca, ou se necessário, com o secador.

Com a situação atual de pandemia devido ao SARS-Cov-2 que provoca a doença COVID-19, tanto as pessoas como os animais devem ter cuidados de higiene redobrados.

Até à data, não existe qualquer evidência científica de que os animais possam ter um papel como transmissores do vírus, pelo que o contágio ocorre de pessoa para pessoa. No entanto, o contágio de pessoa para pessoa ocorre por partículas pequenas que são transmitidas pelo ar e podem ser passadas diretamente para um pessoa, ou ficarem alojadas em superfícies, sendo que o tempo de permanência do vírus em cada tipo de superfície é diferente.

Assim, desta forma, os nossos cães, ao irem passear à rua podem pisar com as suas patas locais que contenham essas pequenas gotículas, e, chegando a casa, caso as suas patas não sejam limpas e desinfetadas, podem “espalhar” essas pequenas gotículas infeciosas pela casa, podendo eventualmente infetar quem vive em casa.

1.

Limpeza com água e sabão

Como limpar as patas do seu cão quando chega a casa: água e sabão

A recomendação para as pessoas é que lavem as mãos em casa com sabonete ou sabão, e o mesmo se pode fazer aos nossos animais.

O sabão e sabonete não destroem o vírus, mas garantem uma remoção mecânica, ou seja, com a espuma e lavagem das mãos o vírus é eliminado da superfície da pele.

É importante esfregar bem as patas, na zona das palmas e regiões interdigitais. Depois remover a espuma com água e garantir uma boa secagem, para evitar que estas zonas fiquem húmidas e se possa formar uma dermatite.

Se verificar que já há feridas ou infeções nas patas, contacte o seu médico veterinário. Saiba que na Vetecare, desde 13€ por mês para dois animais de estimação, pode ter acesso a uma vasta rede de clínicas veterinárias e serviços que podem ajudar.

Plano de Saúde Animal Vetecare: cão no veterinário
Veja também Plano de Saúde Animal Vetecare: tudo o que precisa de saber
2.

Soluções alcoólicas

Familiar em casa com Covid-19: desinfetar as mãos

As soluções alcoólicas são uma boa opção para eliminar o vírus das superfícies e da pele das pessoas, porém, o álcool nas patas dos cães pode não ser a melhor escolha, por várias razões.

Em primeiro lugar, o álcool desidrata muito a pele, o que também acontece nas pessoas, mas uma vez que as almofadas plantares já são locais com a pele mais seca e espessada por si só, o álcool vai tornar essa região ainda mais seca, podendo levar a formação de feridas.

Também o álcool ficando na superfície das patas pode leva a que os cães se lambam, por sentirem um cheiro desagradável, e podem acabar por ingerir um produto que pode ser nocivo. Para além de que, por vezes, devido ao cheiro intenso, os cães lambem intensamente podendo formar feridas nessa zona por lambedura.

Se, em último caso, optar por utilizar alguma solução à base de álcool opte por soluções com glicerina pois a pele do seu cão não fica tão ressequida. Ou então, em alternativa, após a colocação de álcool pode hidratar a pele com cremes apropriados.

No entanto, saiba que este não é o produto ideal para utilizar no seu melhor amigo, apesar do álcool em si conseguir atuar na membrana e cápsula viral, destruindo o vírus.

3.

Lixívia

Como limpar as patas do seu cão quando chega a casa: lavar com lixívia

A lixívia pode provocar dermatite por queimadura química na pele do animal, portanto, não deve em nenhuma circunstância ser utilizada para limpar as patas do seu cão quando chega a casa.

As queimaduras por lixívia podem ser bastante graves e precisam de tratamento médico urgente, com antibiótico, anti-inflamatórios e analgésicos, sendo que estando magoados na zona das patas os cães podem inclusive não conseguir andar.

Assim, o melhor a fazer é tomar as devidas precauções e medidas de higiene e limpeza consigo e com o seu melhor amigo. Antes e depois de mexer no seu cão deve lavar bem as mãos e desinfetá-las, e quanto ao patudo o melhor é lavar as patas com água e sabão esfregando bem as zonas mais escondidas para garantir que qualquer partícula viral à superfície da pele desapareça.

Fontes

  1. Journal of Veterinary Emergency and Critical Care. Management of a facial partial thickness chemical burn in a dog caused by bleach. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/vec.12569
Veja também