Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
13 Abr, 2020 - 08:00

Covid-19: cuidados a ter quando leva o seu cão à escola ou ao hotel

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Patrocinado por:

Devido ao novo coronavírus, saiba o que deve ter em conta quando leva o seu cão para a escola ou ao hotel.

Cuidados a ter quando leva o seu cão à escola ou ao hotel: cão no banho

A COVID-19 é uma doença provocada pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2, que é altamente contagioso e de fácil propagação.

Apesar de afetar os humanos, não afeta os animais de companhia (pelo menos, até à data, não há nenhuma evidência disso). No entanto, ao realizar o nosso dia-a-dia, seja na nossa vida ou com os nossos animais de estimação devemos tomar algumas precauções. Saiba, então, quais os cuidados a ter quando leva o seu cão à escola ou ao hotel.

Cuidados a ter quando leva o seu cão à escola ou ao hotel canino

Levar o cão à escola ou ao hotel canino pode ser uma necessidade, e especialmente durante esta pandemia pode tornar-se mesmo necessário fazê-lo, por exemplo, no caso de ficar impossibilitado de o tratar.

Fique também a saber que, com o plano de saúde animal da Vetecare, desde 13€ por mês para dois animais de estimação, pode ter acesso a uma vasta rede de escolas, hotéis e centros caninos por todo o país, para que o seu melhor amigo fique bem entregue e protegido.

Saiba mais sobre o plano de saúde animal Vetecare

Marcação de hora

Em primeiro lugar, devido à situação que vivemos, é necessário confirmar se, de facto, a escola ou o hotel estão a funcionar, uma vez que várias empresas optaram por fechar voluntariamente para que os funcionários cumpram isolamento, ou em alguns casos, por estarem mesmo de quarentena.

A primeira coisa a fazer será então ligar para esses serviços, de forma, tanto assegurar o seu funcionamento como também fazer a sua marcação e agendamento. Desta forma, irá evitar aglomerados de pessoas no mesmo espaço.

Questione acerca das medidas de segurança e desinfeção

COVID-19: mulher a desinfetar as mãos com gel desinfetante

Questione o hotel ou a escola acerca das medidas que estão a implementar para garantir a segurança das pessoas e animais. Segundo a Organização Mundial de Saúde, os animais não transmitem o vírus, mas o contacto entre os tutores quando vão deixar e buscar os animais com os funcionários deve ser limitado ao máximo.

Deve também ser disponibilizada solução desinfetante para que possa desinfetar as suas mãos à entrada e saída do estabelecimento.

Relativamente a escolas para cães, é importante perceber se as aulas com outros cães e tutores vão decorrer em segurança, em ambiente fechado ou ao ar livre, o que será preferível, e em que espaço, garantindo que é possível manter a distância social entre os tutores e treinadores.

Pode também ser exigido por parte da escola que, durante as aulas, os tutores sejam obrigados a levar material de proteção, como máscaras e luvas e que não haja trocas de animais entre os tutores, o que muitas vezes acontece em aulas de socialização.

Coronavírus em cães e gatos: cuidados a ter
Veja também COVID-19: cuidados a ter com o seu animal

Questione a possibilidade de aulas individuais (Facetime ou Skype)

As aulas individuais de treino nas escolas poderiam ser uma medida para diminuir o risco de contágio entre as pessoas, pois apenas estaria um tutor e o treinador. De qualquer forma, seria necessário ainda assim tomar medidas de higienização e proteção individual, sempre mantendo a distância social.

Uma outra possibilidade, e atendendo a que nos dias de hoje, mesmo longe é possível “estar perto” através de videochamada, pode também questionar o treinador acerca da possibilidade de as aulas, durante este período mais critico, se realizarem por essa via.

Questione a possibilidade de lhe entregarem e receberem o animal em casa

Tanto algumas escolas de cães como os hotéis dispõem de serviço, normalmente extra, em que fazem o transporte do animal para as suas instalações e depois novamente em casa.

Esta é uma ótima possibilidade no que se refere a menos risco de exposição entre pessoas, e portanto menos risco de contágio. De qualquer forma, é importante tomar algumas medidas quando entregar ou for buscar o seu cão:

  • receber o seu animal à porta de casa, sem permitir que a pessoa que faz o transporte entre em sua casa, para diminuir o risco de contágios
  • utilizar trelas diferentes (uma para ir com o animal e outra para utilizar e casa) e posteriormente fazer a sua desinfeção
  • utilizar luvas e máscara se tiver que manter um contacto próximo com a outra pessoa quando receber ou entregar o animal
  • limpar o animal à chegada a casa

Desinfetar todos os objetos que vêm com o animal

6 brinquedos para cansar os cães

Caso o animal fique num hotel, é normal que deixe ficar com ele alguns dos seus pertences, como bonecos, camas, mantas, gamelas, entre outros. Uma vez que este novo coronavírus tem a capacidade de permanecer em superfícies durante várias horas, em alguns casos dias, deve ter o cuidado de colocar tudo dentro de um saco, lavar e desinfetar tudo.

Para lavar e desinfetar pode utilizar lixívia diluída a 1:50 com tempo de contacto de 1 minuto ou álcool a 70% dependendo do tipo de material, e ao manusear os objetos utilize luvas.

Limpar e desinfetar o seu cão

Em qualquer circunstância, é importante manter boas práticas de higiene com o seu animal de companhia, especialmente se está dentro de casa e tem acesso a carpetes sofás e cama.

Portanto as medidas de higiene e limpeza das patinhas e superfície corporal do animal devem manter-se e reforçar-se sempre que o animal saia à rua e ainda mais quando vai para locais como hotéis ou escolas.

Não é necessário dar banho ao seu cão constantemente, mas limpá-lo com uma toalhita desinfetante apropriada, normalmente à base de clorexidina, e lavar as patinhas com água e sabão são boas soluções de higiene.

Fontes

  1. Persistence of coronaviruses on inanimate surfaces and their inactivation with biocidal agents. Disponível em: https://www.journalofhospitalinfection.com/article/S0195-6701(20)30046-3/fulltext
Veja também