Ana Correia
Ana Correia
03 Jun, 2020 - 13:25

A COVID-19 transmite-se pela água? É seguro mergulhar na piscina ou no mar?

Ana Correia

A Drª. Ana Correia de Oliveira, Médica Especialista em Medicina Geral e Familiar, esclarece esta questão.

COVID-19 transmite-se pela água: mulher a mergulhar numa piscina

A COVID-19 veio alterar as rotinas dos portugueses. O uso de etiqueta respiratória, distância física entre as pessoas e uso de máscara em ambientes fechados são hábitos já adotados pela população.

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), o novo coronavírus é transmitido através de gotículas respiratórias, produzidas quando uma pessoa infetada tosse, espirra ou fala, podendo atingir as pessoas com distância inferior a 2 metros. Pode também ser transmitido através de contacto das mãos com uma superfície ou objeto contaminados e tocar de seguida na boca, nariz ou olhos.

Mas com o aumento do calor e início da época balnear, a ida à praia ou piscina é tentadora. Mas, será que é seguro mergulhar numa piscina ou no mar? A COVID-19 transmite-se pela água?

A COVID-19 transmite-se pela água?

Mulher a caminhar à beira-mar num fim de tarde

No mar, a diluição da carga viral na água faz com que o contágio seja muito reduzido. Assim, os banhos de mar são seguros desde que se mantenha uma distância física adequada entre as pessoas.

A Direção-Geral da Saúde recomenda uma distância de 2 metros entre as pessoas, no caso de não pertencerem à mesma família, e tal deverá ser sempre respeitado nas visitas à praia.

A procura de piscina é também mais elevada nesta altura. O cloro utilizado na piscina é suficiente para destruir a carga viral, pelo que o mergulho é seguro. Aliás, a natação é um desporto excelente e que deve ser mantido, mesmo em época de pandemia.

A DGS recomenda a utilização de óculos de proteção de modo a evitar tocar nos olhos e é importante que a pessoa desinfete as mãos antes de entrar no recinto da piscina. Na piscina tratada com sal, desconhece-se qual o efeito desta substância na destruição viral. Mas o risco de contágio é reduzido devido ao fator de diluição. O vírus não sobrevive por muito tempo na água, traduzindo segurança desde que se respeitem as medidas recomendadas.

O uso de saunas, banhos turcos, solários, hidromassagem/jacuzzi e similares devem ser evitados pois a desinfeção nestes locais é mais complicada.

Concluindo, os banhos de mar ou piscina são seguros desde que se respeite as regras definidas pela Direção-Geral da Saúde. O distanciamento físico, etiqueta respiratória e desinfeção das mãos antes da utilização destes espaços é essencial. A natação é um excelente método de exercício físico, com benefícios evidentes a nível da saúde física e mental.

Reabertura dos ginásios: homem a fazer aula de musculação no ginásio
Veja também Reabertura dos ginásios: tudo o que deve saber
Veja também