Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
06 Mai, 2020 - 08:05

Como lidar com a mentira dos mais pequenos? Estas 9 dicas vão ajudar

Psicóloga Ana Graça

Cada mentira é uma mentira e cada criança é única e especial, mas estas 9 dicas vão certamente ajudar os pais a saber como lidar com a mentira dos filhos.

Como lidar com a mentira: menino envergonhado sentado à mesa

“Não fui eu que fiz isso!”, “A culpa não é minha!” Qual é o pai ou a mãe que nunca ouviu estas pequenas mentiras ditas pelos seus filhos? Nenhum! Mentir faz parte do normal desenvolvimento da criança devido à sua grande capacidade de imaginação. Mas há mentiras e mentiras e é importante que os pais saibam como lidar com a mentira.

As crianças também mentem: aprender desde cedo a lidar com a mentira

Como lidar com a mentira: mãe a conversar a filha

Tal como os adultos, as crianças também mentem. Habitualmente é por volta dos 3 anos que começam a surgir as primeiras mentirinhas e, à medida que as crianças vão desenvolvendo as suas habilidades cognitivas e sociais, as mentiras tendem a tornar-se mais elaboradas, daí que seja importante que os pais aprendam desde logo como lidar com a mentira.

Nos primeiros anos de vida as crianças não mentem. Criam histórias e aventuras muito criativas e confundem, com muita frequência, a fantasia com a realidade. Quando a criança já tem uma noção clara do que é mentir (por volta dos 10 anos) e repete este comportamento de forma frequente, os pais devem ficar alerta

Se as pequenas mentiras são normais e inofensivas, as mentiras constantes sobre o mesmo tema (escola, grupo de amigos, consumos de substâncias) devem ser confrontadas.

Os pais devem procurar conhecer o contexto e o motivo da mentira dos filhos. Perceber se os filhos apenas mentem em casa ou também na escola, se apenas escondem informações dos adultos ou também dos colegas, se a criança mente devido à sua grande capacidade de fantasia ou com medo da reação dos pais.

Como lidar com a mentira dos mais pequenos? 9 dicas

Como lidar com a mentira: menina ansiosa

Todas as crianças mentem e, na maior parte das vezes, não é motivo de grande preocupação, desde que os pais saibam como lidar com a mentira e estimular a honestidade.

  1. Antes de mais, atente no comportamento dos adultos que rodeiam o seu filho, já que as crianças tendem a aprender através da imitação.
  2. Tente perceber porque é que o seu filho sente necessidade de mentir. Na grande maioria das vezes as crianças mentem por impulso, por recearem desiludir os adultos ou por recearem as consequências negativas de determinada ação menos boa que tenham cometido.
  3. Perante uma mentira, mantenha a calma! Torne a mentira num momento de aprendizagem e, de forma serena e assertiva, converse com o seu filho. Não dê à mentira uma dimensão exagerada nem tenha uma reação emocional desmedida, até porque, grande parte das vezes, a mentira das crianças não é premeditada.
  4. Punir e castigar a criança não deve ser a opção de eleição, sob pena de aumentar ainda mais os episódios de mentira. É preferível assegurar ao seu filho que por pior que tenha sido o seu comportamento deve partilhá-lo consigo para que o possa ajudar.
  5. Elogie o seu filho sempre que este admite que agiu mal ou que falhou em alguma coisa, afinal de contas, mesmo os adultos têm dificuldade em assumir as suas falhas.
  6. Seja honesto com o seu filho e lembre-se que as crianças estão muito atentas às incongruências dos adultos. Se promete um momento de brincadeira a dois ao final do dia, cumpra a promessa.
  7. Fomente um clima de confiança em casa. Deixe claro ao seu filho que pode partilhar tudo com os pais e que mentir e evitar a realidade não é benéfico em situação alguma.
  8. Conquiste e seja digno da confiança do seu filho. Não invada o seu espaço e a sua privacidade.
  9. Se entende que o seu filho recorre à mentira de forma recorrente e a utiliza como principal estratégia para lidar com as exigências de pais e professores, pode ser aconselhável procurar ajuda especializada.
bater em criancas para educar sera positivo
Veja também Será que bater em crianças para educar é a melhor prática a adotar?
Veja também