Nutricionista Inês Sanches
Nutricionista Inês Sanches
07 Mar, 2018 - 18:11

Como introduzir alimentos alergénios a bebés?

Nutricionista Inês Sanches

Quando e como introduzir alimentos alergénios a bebés são algumas das questões que surgem aquando da introdução alimentar. Mas se até há pouco tempo não se davam esses alimentos numa fase precoce da introdução alimentar, hoje em dia a ciência já nos diz que não há benefício em adiar a introdução de quaisquer alimentos.

Como introduzir alimentos alergénios a bebés?
O artigo continua após o anúncio

No início do processo de diversificação alimentar, a forma e a ordem como são introduzidos os novos alimentos é muito importante.

Mas será que sabe as regras de como introduzir alimentos alergénios a bebés? Se a sua resposta foi “não”, então está a ler o artigo certo e que lhe vai explicar tudo aquilo que precisa de saber sobre este tema.

Antes disso, vejamos quais são os alimentos considerados alergénios.

Alimentos alergénios: quais são?

como introduzir alimentos alergenios a bebes e ovo

A introdução alimentar por si só é muito desafiante para os pais. Descobrir os alimentos que a criança vai gostar ou não e captar as primeiras reações são algumas das principais curiosidades ao longo desta fase.

Mas essa tarefa pode tornar-se especialmente stressante na altura de dar ao bebé os alimentos que são considerados alergénicos, isso porque a resposta pode não ser a esperada.

Embora qualquer alimento tenha potencial para causar alergia, existem determinados alimentos que são autênticos gatilhos e as alergias são muito mais comuns. Na lista de alimentos alergénios encontra-se:

  • Ovo;
  • Peixe;
  • Marisco;
  • Leite de vaca;
  • Frutos de casca rija;
  • Amendoins;
  • Soja;
  • Trigo.

O risco é igual para todos os bebés?

bebe sorridente a comer

Não. O seu bebé pode ser considerado como risco baixo ou risco elevado de desenvolver uma alergia alimentar. Pode ser considerado de alto risco caso um dos parentes ou irmãos tiver uma alergia alimentar ou se tiverem eczema persistente.

Nessa situação, pode ser benéfico solicitar uma consulta do seu pediatra para determinar se é necessário um teste adicional e decidir a maneira mais segura de introduzir alergénios.

Se o bebé tolerar bem alguns dos alimentos não alergénios, os pais podem começar a introduzir alimentos alergénios de seguida. Mas seguindo algumas dicas importantes.

O artigo continua após o anúncio

Deve-se introduzir os alimentos alergénios mais tarde?

A mais recente evidência científica sugere que não há benefício em adiar a introdução de qualquer alimento sólido específico, pelo contrário.

Atrasar a introdução de alimentos sólidos na alimentação do bebé pode mesmo aumentar o risco de desenvolver alergias alimentares.

Como introduzir alimentos alergénios a bebés: dicas importantes

introduzir alimentos novos ao bebe

1. Faça-o em casa

Qualquer introdução alimentar deve ser feita no conforto do lar e com a presença da mãe e/ou pai. Escolher restaurantes ou até mesmo a creche para dar o novo alimento à criança não é a melhor opção.

De qualquer forma, e independentemente do local escolhido, deverá ter em atenção as reacções do bebé e agir rapidamente caso alguma reacção seja grave.

2. Comece com pequenas quantidades

Deve começar com pequenas quantidades de alimento e ir aumentando ao longo do tempo, a não ser que o bebé tenha tido uma reacção adversa.

3. Não dê ao bebé os alimentos todos de uma vez

Não dê ao bebé mais do que um alimento alergénio por dia e espera cerca de 3-5 dias até introduzir um alimento do género. Desta forma, é mais simples de detetar quais os alimentos que podem estar a causar alergia, caso exista.

4. Continue a dar depois da primeira vez

De modo a tolerar um novo alimento com mais facilidade, o bebé deve ser exposto regularmente ao mesmo. Se não houver reacção anormal, continue a fornecer ao bebé e não se esqueça de ir aumentando gradualmente a quantidade.

5. Registe os sintomas, caso existam

O aparecimento da reacção alérgica pode ser uma questão de minutos ou várias horas, pelo que saber tudo o que o bebé comeu durante esses dias é uma boa ideia. Os sinais comuns de alergia alimentar e que podem indicar que algo de errado se está a passar são:

O artigo continua após o anúncio
  • Comichão;
  • Formigueiro ou inchaço da boca, lábios ou língua;
  • Orelhas com prurido;
  • Urticária;
  • Problemas respiratórios;
  • Eczema;
  • Vómito;
  • Diarreia.

Se a criança apresentar algum destes sintomas após ingestão de um alimento, procure ajuda médica.

Como introduzir alimentos alergénios a bebés: alimento a alimento

1. Ovos

ovo cru

Aos 9 meses começa-se a introduzir meia gema/ refeição, apenas 1-2 vezes por semana, durante 2-3 semanas, e, posteriormente, de 1 gema/refeição, durante 2 a 3 semanas. A clara, por ser mais alergogénica, deve ser introduzida a partir dos 11-12 meses.

Certifique-se de que o ovo é cozido adequadamente, pois pode conter salmonelas, o que pode causar intoxicação alimentar grave.

2. Peixe/marisco

salmao cru em tabua de madeira

O salmão, o atum ou qualquer peixe branco podem ser cozidos e misturados com legumes ou batata-doce. Se necessário, juntar leite materno ou fórmula.

O peixe poderá ser fornecido no 7º mês, mas tenha um cuidado extra com as espinhas antes de dar a provar ao bebé.

3. Laticínios

iogurte natural em frasco de vidro

O leite de vaca deve ser introduzido após o 12º mês, no entanto, alimentos como o iogurte natural ou queijos suaves podem ser fornecidos a partir do 8º mês.

4. Frutos de casca rija

nozes com casca

Pode introduzir os frutos de casca rija triturados e misturados em compotas de frutas ou iogurte natural.

À medida que o bebé desenvolve afinidade por outras texturas, pode usar farinha de noz ou amêndoa para fazer panquecas e cortar em pedaços pequenos para o bebé ir comendo sozinho.

O artigo continua após o anúncio

5. Amendoins

amendoins sem casca

Os amendoins inteiros devem ser evitados, assim como as pastas de amendoim em grande quantidade. A melhor maneira de começar é colocar uma pontinha de uma colher de chá num puré de frutas. Caso não haja reação, pode ir aumentando um pouco a dose.

6. Soja

soja em bebida e grao

Triturar pequenos pedaços de tofu juntamente com vegetais pode ser a melhor forma de apresentar a soja ao bebé. Com o passar do tempo, pedaços maiores podem ser fornecidos, sem necessitarem de serem triturados.

7. Trigo

trigo

Os grãos são um dos primeiros alimentos a apresentar às crianças, normalmente no 7º mês, altura em que já pode haver introdução do glúten.

As papas de cereais, o pão ou bolachinhas são algumas alternativas.

Veja também: