Nutricionista Ana Neto
Nutricionista Ana Neto
16 Mar, 2017 - 12:14

Quando introduzir alimentos sólidos a bebés?

Nutricionista Ana Neto

Saber quando introduzir alimentos sólidos a bebés é essencial para que possa garantir o correto crescimento e desenvolvimento da criança.

Quando introduzir alimentos sólidos a bebés?

Durante o primeiro ano de vida, uma criança cresce mais rápido do que em qualquer outra fase da vida.

Este rápido crescimento significa que o bebé precisa de energia e nutrientes suficientes para garantir que o crescimento ocorre da melhor forma, pelo que se torna crucial saber quando introduzir alimentos sólidos a bebés.

Quando introduzir alimentos sólidos a bebés: importância

quando introduzir alimentos solidos a bebes

Inicialmente, os bebés só necessitam de leite materno ou uma pelo leite de fórmula adequado, mas à medida que ficam mais velhos, precisam de ter outras fontes de nutrição para ajudar no crescimento e desenvolvimento.

Porque é que é necessário?

Introduzir alimentos sólidos nos bebés é necessário para garantir que eles obtêm todos os nutrientes que necessitam dos alimentos que consomem.

Trincar e mastigar também ajudam a desenvolver os músculos necessários para o correto desenvolvimento do discurso.

Por volta dos 6 meses de idade, as reservas da criança de alguns nutrientes, como é o caso do ferro, começam a esgotar.

Deste modo, é importante que, quando o leite de vaca for introduzido à criança como bebida “principal”, a criança já consuma uma variedade de alimentos que satisfaçam as suas necessidades nutricionais.

A introdução de alimentos sólidos é um processo gradual – é de referir que quando o bebé atinge um ano de idade, já deve ser capaz de ingerir as refeições familiares esmagadas ou bem cortadas.

Quando introduzir alimentos sólidos a bebés: recomendações

A Organização Mundial de Saúde defende o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade como forma de alimentação preferencial.

De acordo com as atuais recomendações sobre o desenvolvimento infantil, os 6 meses são a considerados a melhor altura para introduzir alimentos sólidos a bebés.

Por volta dos 6 meses, o aparelho digestivo e os intestinos do bebé estão mais maduros e o risco de desenvolve alergias e intolerância a alimentos sólidos é menor.

Para além disso, o desenvolvimento da boca e da língua permite que os alimentos sejam engolidos em vez de cuspidos. Assim, é aconselhado aguardar até esta idade para começar a oferecer os primeiros alimentos sólidos.

Até lá, todas as necessidades nutricionais do bebé são satisfeitas pelo leite materno ou, na impossibilidade de amamentar, pelo leite de fórmula na quantidade indicada pelo pediatra.

Os primeiros alimentos sólidos

puré de batata doce e quando introduzir alimentos sólidos a bebés

Os alimentos ideais para introduzir ao bebé são alimentos de textura e sabor agradáveis, de fácil digestão e de preparação fácil.

Entre os favoritos dos bebés encontram-se puré de banana, pêra, abacate, abóbora, batata-doce, compota de maçã e arroz.

Um processo gradual

O método ideal para testar o paladar do bebé consiste em começar por oferecer uma pequena quantidade, aumentando gradualmente a quantidade.

Dado que o estômago dos bebés nesta fase ainda é pequeno, resulta melhor oferecer uma pequena quantidade de alimentos, distribuído por várias refeições diárias.

É importante ter em conta que este é um processo gradual e que exige tanto tempo como paciência.

As refeições vão ser mais demoradas em comparação com a altura em que eram apenas constituídas por leite, uma vez que os bebés precisam de tempo para mastigar, saborear e engolir os alimentos.

Variação de texturas

Sendo um processo gradual, é natural que haja uma progressão das texturas a ser consumidas pelo bebé ao longo do tempo. As primeiras papas devem ser cremosas e consistentes e vão evoluindo para papas com mais textura, com grumos e apenas parcialmente desfeitas.

É importante haver esta variação para que o bebé se habitue a novas formas de comer os alimentos e adquira o gosto pelos alimentos sólidos.

Leite como alimento principal

Apesar de o bebé poder contar com novos alimentos para suprir as suas necessidades nutricionais e energéticas, o leite continua a ter um papel predominante na sua dieta.

No início, muitas refeições ainda são de leite e isso é importante para que o sistema digestivo se adapte aos novos alimentos.

A introdução apressada de alimentos sólidos pode levar a desconforto abdominal e prisão de ventre.

É de igual importância oferecer água às refeições para ajudar na hidratação e na digestão dos alimentos.

Alimentação saudável

legumes

A melhor altura para introduzir alimentos sólidos a bebés é igualmente uma altura crucial para começar a educar o paladar do bebé para uma alimentação saudável.

Deste modo, idealmente a comida do bebé deve ser feita em casa com alimentos frescos, de modo a permitir que o bebé experimente sabores e texturas diversificados.

Posto isto, além de os 6 meses serem a melhor altura para introduzir alimentos sólidos a bebés, são igualmente a melhor altura para lhes “apresentar” os legumes e a fruta.

Por exemplo, a sopa de legumes é indiscutivelmente um alimento nutricionalmente rico e de fácil digestão.

Refeições fora de casa

Mesmo quando a alimentação do bebé tem que ser feita fora de casa, o ideal é preparar as refeições em casa e acondicioná-las bem, de modo a que possam ser transportadas e posteriormente oferecidas ao bebé.

Contudo, existem várias opções disponíveis no mercado apropriadas a esta fase da vida que podem ser utilizadas em situações esporádicas em que a preparação caseira não seja possível – devem, contudo, ser a exceção e não a regra.

Alimentos a evitar

fast food e quando introduzir alimentos sólidos a bebés

Nos primeiros anos de vida, o paladar do bebé está em formação. Deste modo, alimentos processados, ricos em açúcar, gordura e sal, “fast-food” e sumos industriais devem ser evitados.

Deve ainda ser evitado o consumo de mel até aos 12 meses de idade.

Nota final

As recomendações e dicas mencionadas neste artigo são recomendações gerais, contudo, é de notar que existem outras abordagens como o Baby-Led Weaning no que concerne a introdução alimentos sólidos a bebés.

Veja também: