Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
07 Set, 2020 - 09:45

Como ajudar o seu filho no regresso às aulas após ano instável?

Psicóloga Ana Graça

A pandemia mudou a vida das escolas e das famílias. Saiba como ajudar o seu filho no regresso às aulas após um ano instável!

Como ajudar o seu filho no regresso às aulas

A pandemia por COVID-19 exige o cumprimento rigoroso de algumas medidas, como forma de conter a propagação do vírus. Estas medidas implicam mudanças e adaptações no regresso à escola, depois de um final de ano letivo abrupto e inesperado. Saiba como ajudar o seu filho no regresso às aulas após um ano instável.

A pandemia e o ensino

Crianças numa aula com máscaras

A pandemia por COVID-19 obrigou a enormes alterações nos contextos educativos e nos processos de ensino-aprendizagem, provocou mudanças nas dinâmicas relacionais e de aprendizagem, pelo que é natural que, na preparação e início deste novo ano letivo, as famílias e toda a comunidade educativa estejam a vivenciar um processo de transição, enfrentando desafios excepcionais.

O regresso ao contexto escolar terá, naturalmente, mudanças e diferenças face ao cenário pré-pandemia, que se somam aos desafios que habitualmente surgem em todos os inícios de ano letivo.

Assim sendo, há que ter especial atenção à forma como crianças e adolescentes enfrentam este período de incerteza, garantindo-lhes toda a ajuda necessária para que sejam capazes de realizar uma adaptação e reintegração escolar presencial bem-sucedida e promotora do bem-estar e da saúde física e psicológica1 .

Ano letivo 2020/2021: alunos em aula do ensino básico com máscaras
Veja também Ano letivo 2020/2021: orientações excecionais de organização e funcionamento

Como ajudar o seu filho no regresso às aulas após um ano instável?

Pai levar filho à escola

Parece claro que o regresso à escola será, este ano, mais desafiante, exigindo medidas específicas de suporte, pelo que há algumas estratégias que os pais podem colocar em prática. Assim, se não sabe como ajudar o seu filho no regresso às aulas após um ano instável, estas dicas poderão ser uma boa ajuda:

1.

Transmitir segurança

Como ajudar o seu filho no regresso às aulas? Comece por preparar, em família, o regresso à escola tendo por base a premissa de que a escola é um espaço seguro, cuidador e de apoio ao desenvolvimento das crianças e jovens.

2.

Focar nos aspetos positivos

O reencontro presencial entre alunos, famílias e professores é um desafio, mas também uma oportunidade de aumentar a confiança, a noção de segurança e de matar as saudades que há muito se prolongam no tempo.

3.

Conhecer o plano de contingência do estabelecimento de ensino

É importante que a família, para se sentir mais segura e confiante, procure conhecer e compreender o plano de contingência e esclarecer possíveis dúvidas junto da escola.

4.

Monitorizar o estado emocional e as alterações de comportamento

Os pais devem estar especialmente atentos ao estado emocional e físico que os mais pequenos manifestam neste período de adaptação (por exemplo, se manifestam medo, tristeza, frustração, angústia ou alterações de comportamento).

O diálogo familiar deve ser uma prioridade diária. Os pais devem procurar manter uma comunicação positiva, mostrar disponibilidade para os filhos e interesse pelas suas necessidades.

5.

Dialogar com educadores/professores

É importante que os pais procurem estabelecer um diálogo franco com educadores/professores, informando-os acerca das necessidades expressas pelos filhos e da forma como deocrreu este período de afastamento presencial.

As informações dadas pelos pais são fundamentais para que os profissionais consigam avaliar o ponto de desenvolvimento de crianças/adolescentes (podem ter evoluído positivamente ou regredido) e planear atividades ajustadas.

6.

Estar vigilante

Importa vigiar as reacções das crianças pequenas às mudanças que ocorrerão no contexto escolar e social. Para que tal seja possível, é fundamental que os pais planeiem, sempre que possível, uma integração gradual no estabelecimento de ensino.

7.

Doses reforçadas de paciência e tolerância

Crianças e adolescentes viveram nos últimos meses enormes alterações nas rotinas, nos limites impostos e no convívio familiar e com os amigos. O regresso às aulas, com as exigências que a pandemia implica, será outra enorme mudança. Não sabe como ajudar o seu filho no regresso às aulas após um ano instável? Com doses reforçadas de paciência e tolerância e respeitando o seu ritmo de readaptação.

8.

Cuidar de si

Para estarem disponíveis e pacientes para os filhos, os pais devem, antes de mais, cuidar de si mesmos e gerir as suas próprias inseguranças e preocupações. Devem prestar atenção ao seu estado emocional e físico e respeitar os seus limites1 .

Fontes

  1. Ordem dos Psicólogos Portugueses. (2020). Disponível em: https://www.ordemdospsicologos.pt/ficheiros/documentos/transicoes_escolares.pdf
Veja também