Nutricionista Inês Sanches
Nutricionista Inês Sanches
09 Jun, 2017 - 15:27

Os melhores alimentos para aumentar a concentração nas crianças

Nutricionista Inês Sanches

Cada vez mais as crianças apresentam-se com falta de concentração. Ter uma alimentação saudável pode ser uma mais-valia na melhoria deste problema.

Os melhores alimentos para aumentar a concentração nas crianças

Seja na escola, em casa ou até em tarefas da vida quotidiana, as crianças apresentam-se cada vez mais desconcentradas daquilo que estão a fazer.

Hoje em dia existe uma grande oferta de atividades especialmente direccionadas para as crianças e elas ocupam-se de muitas, sejam elas curriculares ou extracurriculares. No entanto, o que acontece é que ficam com a atenção muito dispersa, acusam cansado e consequentemente aparece a falta de atenção.

Uma das formas que pode ajudar neste sentido são os alimentos para aumentar a concentração nas crianças, e nós vamos dar a conhecer quais são os melhores e que devem fazer parte da alimentação dos mais novos, principalmente daqueles que se apresentam cansados e com défice de atenção.

Continue a ler o nosso artigo…

Alimentação e capacidade de concentração nas crianças

É extremamente importante ter uma alimentação saudável e equilibrada, principalmente por se tratar de jovens em fase de desenvolvimento e que estão a desenvolver ainda os seus hábitos alimentares.

Existem alguns alimentos para aumentar a concentração nas crianças devido a um ou vários dos seus nutrientes.

As refeições são importantes momentos que têm um papel ativo na melhoria da concentração das crianças, sendo fundamental que as mesmas tirem partido dos alimentos que lhes são apresentados.

Dê estes alimentos às crianças para aumentar a concentração

1. Peixe gordo

peixe gordo

Os ácidos gordos de cadeia longa, habitualmente encontrados em peixe gordos, marisco e em algumas algas, são essenciais para a estrutura e função cerebral assim como para a manutenção da saúde cardíaca e do sistema imunitário.

Os ácidos gordos ómega-3 influenciam a capacidade de concentração e de aprendizagem das crianças, e os peixes gordos são uma boa fonte de zinco e selénio que estimulam a atividade cerebral, impedindo que se instale o cansaço.

Muitos estudos sugerem que as crianças não ingerem ácidos gordos polinsaturados em quantidades suficientes. No entanto, as recomendações dizem-nos que devemos ingerir peixe gordo, pelo menos, duas vezes por semana, nomeadamente o salmão, a cavala, a sardinha e o atum.

2. Frutos secos

frutos secos

Os frutos secos apresentam um perfil de ácidos gordos que, além de serem muito saudáveis, melhoram as funções de concentração.

Também contêm triptofano, um aminoácido muito importante que ajuda a manter os níveis de atenção e concentração. As crianças com deficiência deste aminoácido, tendem a ser mais desatentas com dificuldade em manter o foco num assunto durante muito tempo.

A partir dos 4 anos de idade, recomenda-se a ingestão de 15 gramas por dia de frutos secos, como por exemplo, nozes, amêndoas, avelãs, amendoins ou pinhões.

3. Ovo

ovo

Alimentos ricos em colina e acetilcolina, como é o caso do ovo, melhoram a sinapse nervosa e o trabalho dos neurotransmissores, o que, consequentemente, ajuda na concentração.

O ovo é também uma boa fonte de vitaminas do complexo B que facilitam a comunicação entre os neurónios, e ácidos gordos ómega-3 que ajuda a melhorar a capacidade de concentração.

O consumo de ovos é considerado adequado até 1 ovo por dia, desde que integrados numa alimentação saudável. No caso das crianças, pode ser implementado noo pequeno-almoço, para uma melhor absorção dos nutrientes e para que a criança comece bem o seu dia.

4. Frutas e legumes

frutas e legumes

É do conhecimento geral que as crianças consomem cada vez menos quantidades de frutas e legumes, o que não só está relacionado com o crescente número de crianças e adolescentes com excesso de peso e obesidade, mas também tem ligação com a falta de atenção e concentração presente nos mais novos.

Não devemos esquecer a importância que as frutas e os legumes têm para a saúde do corpo e do cérebro. Os vegetais ajudam a melhorar a capacidade de concentração e de aprendizagem. Deve-se incentivar o consumo destes alimentos desde cedo, para ajudar no crescimento e desenvolvimento saudável.

Uma criança deve consumir, diariamente 3 peças de fruta e ainda 4 porções de legumes.

Veja também: