A influência das novas tecnologias no desenvolvimento da criança

As novas tecnologias são essenciais na sociedade em que vivemos e as crianças manifestam grande curiosidade pelos dispositivos eletrónicos desde cedo. A relação das crianças com a tecnologia desperta algumas dúvidas aos pais. Neste artigo vamos conhecer qual o impacto das novas tecnologias no desenvolvimento da criança.

A influência das novas tecnologias no desenvolvimento da criança
Novas tecnologias: um risco ou uma oportunidade para as crianças?

As atividades recreativas e os brinquedos tradicionais estão cada vez mais em desuso e a ser substituídos pela tecnologia. A utilização recorrente da tecnologia por parte das crianças tem sido alvo de grande debate e investigação, mas a influência positiva das novas tecnologias no desenvolvimento da criança não pode ser ignorado.

A influência das novas tecnologias no desenvolvimento da criança


As crianças do século XXI já nascem num mundo onde a tecnologia está na base da aprendizagem e das relações sociais. Pais e crianças já não vivem sem a tecnologia nem sem os seus variados dispositivos eletrónicos.

Mas qual é o impacto das novas tecnologias no desenvolvimento da criança?

Impacto das novas tecnologias no desenvolvimento social da criança

novas tecnologias no desenvolvimento da crianca e menina no telemovel

As novas tecnologias podem ser excelentes aliados no desenvolvimento da criança, desde que o acesso aos aparelhos eletrónicos seja mediado de forma consciente pelos pais, dado que há alguns cuidados a ter em consideração de forma a não perturbar o desenvolvimento social da criança.

O problema acontece quando a criança substitui os hábitos tradicionais de interação física com as outras pessoas e o meio ambiente pela interação exclusiva com os dispositivos eletrónicos.

Para além disso, convém não esquecer que os tablets/telemóveis/computadores permitem um acesso facilitado à internet, 24h por dia, o que pode favorecer a criação de uma dependência.

A dependência das novas tecnologias deve ser evitada, já que a sua utilização de forma indiscriminada pode destruir o vínculo afetivo entre os membros da família.

Em resumo, os computadores e os telemóveis não tomam, necessariamente, o lugar da interação humana, nem a substituem, podendo contribuir para a estimular. Como em tudo, o importante é utilizar com moderação.

Impacto das novas tecnologias na saúde física e mental da criança

menin triste a jogar consola

A substituição de brincadeiras tradicionais que envolviam exercício físico pela interação com aparelhos eletrónicos, pode comprometer a saúde das crianças, propiciando não só o isolamento social mas também o sedentarismo e a obesidade infantil.

Utilizar a tecnologia sem mediação parental e de forma indiscriminada, potencia o isolamento social, que por sua vez pode causar problemas de saúde psicológicos bem mais preocupantes: ansiedade; depressão; dificuldade em expressar emoções e sentimentos.

Impacto das novas tecnologias na aprendizagem da criança

aulas com computadores

Apesar de poderem existir consequências negativas da presença das novas tecnologias na vida das crianças, também podem potenciar a aprendizagem e o desenvolvimento cognitivo.

Permitem que a criança não seja apenas espectadora da sua aprendizagem. A criança não se limita a ver, pode interagir e compreender os efeitos da sua interação e receber uma estimulação multifacetada (movimento; luminosidade; cor).

Mais uma vez, para que as novas tecnologias sejam grandes aliadas da aprendizagem a sua utilização deve ser monitorizada de perto por pais, professores e educadores. Utilizada de forma correta, a tecnologia pode estimular a leitura, aumentar o vocabulário, despertar a curiosidade sobre o mundo, dar sensação de controlo, aprender a qualquer hora e em qualquer lugar e motivar para a aprendizagem dentro e fora da escola.

Como escolher os jogos educativos digitais do seu filho?


jogos virtuais

Os jogos educativos digitais permitem que a criança se divirta ao mesmo tempo que potenciam a aprendizagem de novos conteúdos e habilidades. São, portanto, um ambiente de aprendizagem rico e complexo.

Contudo, nem todos os jogos digitais são adequados ao seu filho e na hora de escolher quais os jogos mais indicados é natural que lhe surjam dúvidas. Para o ajudar, deixamos aqui algumas características importantes que os jogos devem ter para que o impacto das novas tecnologias no desenvolvimento da criança seja positivo:

  1. As instruções dos jogos devem estar claras para os participantes e os objetivos do mesmo devem ser compreendidos pelas crianças;
  2. Os jogos devem atrair e manter o interesse e o entusiasmo;
  3. Os jogos devem explorar efeitos auditivos e visuais, para manter a curiosidade e a fantasia e facilitar o alcance do objetivo educacional proposto;
  4. Explorar a competição;
  5. Permitir ao jogador controlar a interação e a continuação do jogo, o nível de dificuldade desejado e a possibilidade de repetir segmentos;
  6. Deve oferecer reforço positivo nos momentos adequados;
  7. Incorporar o desafio, através da utilização de diferentes níveis para solucionar um determinado problema, pontuação, velocidade de resposta, feedback do progresso, entre outros aspetos;
  8. Deve manter as crianças informadas do nível do seu desempenho durante o jogo;
  9. Utilizar mecanismos para corrigir possíveis erros das crianças;
  10. Fornecer instruções claras, exceto quando a descoberta de regras for parte integrante do jogo;
  11. Propiciar um ambiente rico e complexo para resolução de problemas, através da aplicação de regras lógicas, da testagem de hipóteses e antecipação de resultados e planeamento de estratégias.

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].