Publicidade:

Funcho: propriedades de um alimento aromático da cultura mediterrânica

O funcho é conhecido não só pelas suas propriedades nutricionais e digestivas, mas também pelas aromáticas, sendo, muitas vezes, apelidado de erva doce.

Funcho: propriedades de um alimento aromático da cultura mediterrânica
Além de ter dado o nome ao Funchal, o funcho é um dos aromas da alimentação mediterrânica.

O funcho é uma planta originária da região do Mediterrâneo, norte da África e oeste da Ásia, sendo por isso um alimento muito utilizado na alimentação mediterrânica. É uma planta herbácea que pertence à família das Apiaceae, da qual fazem parte alimentos como a cenoura, os coentros, a salsa, a pastinaca, e a raiz de aipo.

No caso português, em particular, o funcho é extremamente relevante, dada a sua abundância na Madeira, dando, inclusive o nome ao Funchal.

Além de um alimento comestível é também um alimento aromático na cultura mediterrânica, sendo muitas vezes confundido com a erva doce ou anis. Das sementes ao bolbo passando pelas folhas, o funcho é um alimento em que tudo se aproveita.

Existem duas variedades dominantes no mercado: a redonda e a oblonga, conhecida por funcho bravo ou amargo. A primeira caracterizada por caules mais suculentos e doces e menor concentração de óleos essenciais, o que a torna facilmente comestível em fresco.

Propriedades nutricionais do funcho


planta funcho

O funcho é uma excelente fonte de fibra e vitamina C, concentrados no seu bolbo e folhas, assim como cálcio, potássio e ferro, concentrados, em particular, nas suas sementes.

Além disso, é rico em flavenoides, compostos com propriedades antioxidantes.

Benefícios do funcho para a saúde


1. Redução do colesterol

funcho reducao do colesterol

Outro dos benefícios do funcho para a saúde é a sua influência positiva na redução dos níveis de colesterol e na melhoria do perfil lipídico, devido ao elevado teor de fibra.

2. Propriedades antioxidantes

funcho capsula com vitaminas

O funcho é também um alimento com propriedades antioxidantes consideráveis, derivadas do seu riquíssimo teor de flavonóides e vitamina C, que auxiliam no combate aos radicais livres, responsáveis pelo stress oxidativo e doenças que dele advêm.

3. Propriedades digestivas

funcho comprimidos para a digestao

Um dos benefícios mais conhecidos do funcho para a saúde são as suas propriedades digestivas, que derivam das suas características calmantes e anti-espásmicas.

O anetol, composto responsável pelas vantagens sensoriais e pelo aroma inconfundível deste alimento, tem também propriedades terapêuticas, em particular nas medicinas alternativas, exercendo um papel protetor de vários problemas digestivos como a indigestão, flatulência, obstipação, problemas respiratórios, disfunções menstruais, entre outros.

4. Propriedades laxantes e diuréticas

funcho transito intestinal

Devido ao elevado teor de fibra, este alimento ajuda a regular o trânsito intestinal e a prevenir a obstipação, atenuando a sensação de barriga inchada e o aumento de peso.

Além disso, quando consumido sob a forma de chá, ajuda no combate à retenção de líquidos, exercendo uma ação diurética.

Funcho: interações com medicamentos


O funcho quando presente no organismo pode interferir com alguns medicamentos visto que tem a capacidade para inibir uma isoenzima do citocromo P450, levando a que muitos fármacos não sejam metabolizados da forma prevista.

Dentro desses fármacos salientam-se a finasterida (medicamento anti-androgénico), sinvastatina (medicamento utilizado para a diminuição do colesterol), verapamil (medicamento para prevenir arritmias) e a ciprofloxacina (antibiótico).

Assim sendo, não é muito aconselhado utilizar este tipo de medicamentos juntamente com a ingestão de funcho pois podem sofrer alterações farmacocinéticas no organismo, podendo provocar efeitos indesejáveis.

Como consumir o funcho?


cha de funcho

1. Chá

A forma mais comum de consumir funcho é sob a forma de infusão. Pode optar por comprar em saquetas ou em folhas e preparar em casa da seguinte forma:

  1. Adicione 1 colher de chá de sementes (ou 5g de folhas de funcho) numa chávena com água a ferver, cubra a infusão e deixe repousar até que fique morna.
  2. Em seguida, basta coar e ingerir a bebida antes que arrefeça.

Tenha, no entanto, em atenção que consumo indicado é de até duas chávenas por dia, durante um período máximo de uma semana, isto porque a toma do chá por períodos prolongados pode alterar o sistema digestivo.

Além disso, importa referir que as mulheres grávidas não devem beber o chá de funcho, pois esta bebida pode provocar reações graves, como um aborto espontâneo.

2. Saladas, peixe e receitas doces

Além de chá, este alimento também pode ser adicionado como tempero de saladas, como erva aromática para salientar o sabor do peixe ou incluído em receitas doces ou pão.

Na Madeira, são muito típicos os “rebuçados de funcho”, de fabrico geralmente artesanal, destinados ao tratamento da tosse.

3. Sopa

Por último, a sua inclusão em sopas, em particular sopas frias, é também bastante comum. A sopa de funcho dos Açores é uma das suas aplicações gastronómicas mais conhecidas deste alimento.

Veja também:

Nutricionista Rita Lima Nutricionista Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.