Colite: o que não comer em caso de presença desta doença

A colite é uma doença que afeta o cólon e pode ter sintomas dolorosos. Em caso de colite, saber o que não comer é importante para evitar o aparecimento desses sintomas.

Colite: o que não comer em caso de presença desta doença
Saiba que alimentos podem provocar uma crise.

A colite é uma doença crónica e inflamatória do cólon e do reto. É uma das duas principais doenças inflamatórias intestinais, sendo a outra a doença de Crohn.

Quando uma pessoa tem colite ulcerosa, existe a formação de feridas chamadas úlceras que se desenvolvem dentro do cólon. Para evitar o aparecimento dos sintomas associados à colite, saber o que não comer é importante para o atraso do aparecimento dos mesmos.

Alguns dos sintomas desta doença incluem:

  • Dor abdominal
  • Sangue ou pus nas fezes
  • Diarreia
  • Náusea
  • Sangramento retal
  • Fadiga
  • Perda de peso

Numerosos fatores podem desencadear uma crise, incluindo certos alimentos.

Colite: o que não comer


1. Pães, cereais e massas de grãos inteiros

Colite o que nao comer e Pao, cereais, massas de graos inteiros

Alimentos que contêm muita fibra tendem a ser difíceis de digerir em pessoas com colite ulcerosa. A farinha de grãos inteiros possui uma boa quantidade de fibras porque não teve o germe removido.

Com colite, deve-se evitar comer alimentos feitos com farinhas integrais, tais como:

  • Pão
  • Cereais
  • Massas

Durante as crises, escolha pães e massas brancas feitas de farinha branca enriquecida, a não ser que seja intolerante ao glúten. A farinha é “enriquecida” quando os nutrientes perdidos durante o processo de remoção de germe e farelo são substituídos.

2. Arroz integral e outros amidos integrais

quinoa numa colher de madeira

Assim como os cereais acima mencionados, também estes alimentos integrais devem ser evitados caso sofra de colite ulcerosa:

A melhor opção para indivíduos que estão a sofrer uma crise é comer arroz branco bem cozinhado.

3. Frutos secos

frutos secos variados

Os frutos secos, incluindo aqueles existentes noutros alimentos ou transformadas em farinha, devem estar na lista daquilo que se deve evitar. A fibra presente nos frutos secos pode ser bem difícil de digerir pelo organismo.

Dentro deste grupo de frutos secos inclui-se:

  • Nozes
  • Avelãs
  • Noz pecan
  • Castanha de caju
  • Amêndoas
  • Nozes de macadâmia
  • Amendoins
  • Pistáchios

4. Sementes

sementes variadas

Como os frutos secos, as sementes também podem agravar os sintomas da colite ulcerosa. As sementes são um tipo de fibra insolúvel, que pode causar inchaço, diarreia, gases e outros efeitos colaterais incomodativos.

Algumas das sementes a evitar são:

5. Leguminosas

leguminosas em tigela de madeira

As leguminosas, incluindo feijão, lentilhas e ervilhas, entre outros, são alimentos ricos em fibras e proteína. Os seus hidratos de carbono também são causadores de gases. Quem está com sintomas de crise de colite, deverá evitar estes alimentos.

6. Sulfato e sulfetos

uvas de duas qualidades

O sulfato é um nutriente necessário na alimentação humana que auxilia em muitos processos corporais, no entanto, também pode alimentar certas bactérias que criam gás tóxico, H2S, nos indivíduos com colite ulcerosa.

Os alimentos ricos em sulfato e sulfeto a serem reduzidos incluem carne vermelha, produtos lácteos, cerveja e vinho, sumo de maçã e uva, vegetais crucíferos, ovos e frutos secos.

7. Produtos lácteos

produtos lacteos

Uma intolerância alimentar comum entre os indivíduos com colite ulcerosa é a intolerância à lactose.

Se sofre desta doença e suspeita que algum destes alimentos pode desencadear alguma resposta menos positiva no organismo, remova-os da sua alimentação durante algum tempo.

8. Alimentos com glúten

alimentos com gluten

Uma intolerância alimentar que está se tornando mais comum entre aqueles que sofrem de sintomas digestivos é a intolerância ao glúten. O glúten é uma proteína encontrada em trigo, centeio e cevada.

O glúten não é encontrado apenas em alimentos comuns como pão e a massa, mas também é adicionado a produtos preparados como molhos e sopas.

Se você suspeita que o glúten pode ser um fator que desencadeia sintomas mais desagradáveis, remova-os da sua dieta por algum tempo 

Nota importante


Existem formas de saber se está a fazer uma alimentação adequada ou não, caso sofra desta doença e consequentemente tem algumas restrições na alimentação.

Uma delas é procurar um profissional especializado para lhe dizer aquilo que deve ou não inserir na alimentação diária, assim como dar alternativas àquilo que está na lista dos alimentos a evitar.

Veja também: