Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
27 Jul, 2020 - 10:58

Úlcera no olho do cão: o que é, causas e tratamento

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária

Sabe o que é uma úlcera no olho do cão? É importante reconhecer este tipo de problema que, se não tratado, pode levar à cegueira.

Úlcera no olho do cão

Uma úlcera no olho do cão é uma das patologias oculares mais frequentes em cães, e deve ser identificada e tratada o quanto antes pois em casos mais graves pode levar à perda de visão. Assim é muito importante conhecer os sinais mais frequentes para que o animal seja tratado numa fase inicial.

Causas de úlcera no olho do cão

Veterinária a examinar olhos do cão

As causas das úlceras na córnea podem ser várias, sendo a mais comum por trauma. Outros exemplos de causas de úlceras no olho do cão são as seguintes:

  • Trauma, por exemplo uma unhada de outro animal
  • Infeções oculares por vírus, bactérias, fungos, protozoários
  • Corpos estranhos, por exemplo, praganas
  • Queimaduras por substâncias químicas
  • Deficiência na produção de lágrima (queratoconjuntivite seca)
  • Cílios ectópicos, ou seja pestanas que nascem fora do lugar e podem roçar na córnea ferindo-a
  • Malfomações das pálpebras (entropion)
  • Paralisia do nervo facial
  • Tumores
  • Por contacto das pregas de pele com a córnea, comum em braquicéfalos

O que é uma úlcera no olho do cão?

Uma úlcera no olho do cão corresponde a uma ferida na camada mais superficial do olho, a córnea. Estas feridas podem ser mais ou menos profundas e consoante isso mais ou menos graves.

Podemos então classificar a úlcera no olho do cão em 2 diferentes formas:

  1. Úlcera da córnea simples: são úlceras mais superficiais (nas camadas mais superficiais da córnea), cuja causa é conhecida e não apresentam infeção bacteriana secundária.
  2. Úlcera da córnea complicada: úlceras em que o mecanismo de cicatrização está alterado, sem causa identificada, ou que afeta mais de metade da espessura da córneas (mais profunda). Estas úlceras normalmente apresentam também infeção bacteriana secundária.

Sinais de úlcera no olho do cão

Cão a esfregar olhos

As úlceras sem sempre são perceptíveis pelos tutores, e podem apresentar um conjunto de sinais inespecíficos. De qualquer maneira, caso o animal apresente algum dos seguintes sinais deve sempre ser levado a uma consulta com o médico veterinário, a fim de identificar o que está a desencadear tais sintomas:

  • Blefarospasmo (espasmo dos músculos perioculares, resultando num piscar dos olhos involuntário e fechamento ocular)
  • Epífora (lacrimejamento) que pode ser notório pelo tutor ou ser perceptível pela a acumulação de mais remelas
  • Perda de transparência do olho (opacidade da córnea que resulta da inflamação e edema da córnea)
  • Neovascularização, ou seja, aparecimento de pequenos vasos na córnea que não estavam presentes anteriormente
  • Dor
  • Fotofobia (evitam a luz)
  • Prurido e ardência nos olhos que levam o animal a coçar e, em alguns casos, a piorar ainda mais a úlcera com as próprias unhas, ou então a roçar a cara em tapetes ou outras superfícies, na tentativa de aliviar a comichão
  • Inflamação ao redor dos olhos

Estes são alguns sinais que podem ser comuns a várias patologias não só oculares como sistémicas. No entanto, é muito importante que na presença de algum destes sintomas o cão seja levado ao médico veterinário o mais depressa possível.

Diagnóstico de úlcera no olho do cão

O diagnóstico de uma úlcera no olho do cão é realizado através da história, sinais clínicos e exame oftalmológico completo durante uma consulta com o médico veterinário.

Dependendo da profundidade da úlcera pode ser possível observá-la espontaneamente. No entanto, para além do referido anteriormente, o médico veterinário pode realizar um teste que se denomina por “teste da fluoresceína” em que utiliza um corante que apenas mostra o local da lesão, se a houver. Assim é possível avaliar a existência de lesão e a sua extensão.

Tratamento de úlcera no olho do cão

Veterinária a tratar olho de cão

O tratamento de úlcera no olho do cão é variável dependendo de fatores como extensão da lesão e grau de lesão (úlcera simples ou complicada).

O médico veterinário é o único profissional habilitado a prescrever qualquer tipo de medicamento. Nunca medique o animal em casa ou pode correr sério risco de perda de visão ou até mesmo perda da viabilidade do olho.

Normalmente, numa úlcera da córnea simples, o tratamento é feito à base de colírios várias vezes ao dia, antibióticos, analgésicos e anti-inflamatórios. Em casos mais complicados, de úlceras muito profundas, pode ser necessário recorrer a cirurgia de urgência para impedir que o animal perca a visão.

Para impedir que o animal aumente a dimensão da úlcera ou prejudique a sua cicatrização é recomendável a utilização de um colar isabelino durante todo o tratamento, ainda que os tutores não vejam com frequência o animal a coçar. O risco de traumatismo é elevado, e para melhorar o prognóstico o animal deve usar este acessório.

Veja também