Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
01 Jun, 2020 - 19:14

Reabertura dos ginásios: tudo o que deve saber

Mónica Carvalho

Ainda que a reabertura dos ginásios não constasse no calendário de desconfinamento, o que é certo é que o dia 1 de junho traz a desejada abertura de portas. Conheça as regras.

Reabertura dos ginásios: homem a fazer aula de musculação no ginásio

Mais de dois meses depois, acontece a reabertura dos ginásios, ainda que muito diferente do que estávamos habituados. A Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Associação de Ginásios e Academias de Portugal (AGAP) chegaram a acordo quanto às regras a cumprir e quanto à data de reabertura.

A DGS elaborou o guia “Procedimentos de Prevenção e Controlo para Espaços de Lazer, Atividade Física e Desporto e Outras Instalações Desportivas” (1), onde constam todas as regras a cumprir pelos ginásios e também por quem os frequenta.

“Os espaços onde decorre prática de atividade física, pelas suas características, podem ser locais de potencial transmissão da infeção por SARS-CoV-2, quer por contacto direto e/ou indireto. Por isso, medidas adicionais devem ser tomadas para assegurar a minimização da transmissão da doença nestes contextos”, pode ler-se no documento.

Se já estava ansioso por este momento, então, poderá finalmente voltar à sua rotina de treinos. Atente aos cuidados a ter.

Regressar aos treinos e aulas em ginásios: medidas gerais

Senhora da limpeza a desinfetar máquinas de ginásio

O cumprimento das regras de etiqueta respiratória e a lavagem frequente das mãos é algo a não esquecer, bem como “outras medidas de higienização e controlo ambiental”. Destacam-se ainda os seguintes aspetos:

  1. Os ginásios têm de implementar um plano de contingência próprio, que deve ser partilhado com todos os colaboradores.
  2. Deve ser garantida a existência de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários aos funcionários.
  3. Afixar, em locais acessíveis, as regras de etiqueta respiratória, as regras da lavagem correta das mãos e normas de funcionamento das instalações.
  4. Colocação de solução antissética de base alcoólica ou solução à base de álcool, junto às receções, entradas e saídas de casas de banho, salas ou espaços de atividade física ou lazer, de uso obrigatório por todos os funcionários e clientes à entrada e saída desses espaços e após o contacto com superfícies comuns..
  5. Criação de circuitos de circulação.
  6. Aumentar a frequência de limpeza e desinfeção – várias vezes por dia e com recurso a agentes adequados – de todas as zonas de contacto frequente.

Regras dentro dos ginásios: tome nota

1.

Organização do espaço

  • Deve ser respeitado o distanciamento físico de pelo menos dois metros entre pessoas nas áreas de receção, bar/cafetaria, espaços de circulação, entre outros, que não os locais de realização de desporto; e de três metros entre pessoas durante a prática de exercício físico
  • Privilegiar o uso de marcações online para treinos e aulas
Sala de máquinas de ginásio
2.

Uso de máscara

  • Obrigatório por parte de todo o staff, exceto durante as sessões de treino que impliquem realização de exercício físico
  • Todos os clientes devem igualmente usar máscara à entrada e à saída das instalações
Usar máscaras: mulher a usar máscara de proteção no metro
Veja também Uso de máscaras: onde e quando o deve fazer
3.

Espaços e equipamentos para prática de exercício físico e de massagens

  • É obrigatória a desinfeção das mãos à entrada e saída de cada espaço
  • Poderá haver lugar à marcação de lugares no chão, de modo a respeitar o distanciamento físico indicado
  • Reconfigurar os espaços, vedar o acesso a equipamentos ou removê-los, de modo a garantir o espaçamento necessário
  • Não é permitido o contato físico quer entre os profissionais e os clientes, exceto em situações de emergência
  • Evitar o uso de colchões
  • Nos gabinetes ou salas de massagem, a marquesa e demais equipamentos utilizados devem ser devidamente desinfetados entre utilizadores
4.

Espaços para local de treino individualizado

  • Deve estar assegurado o espaçamento mínimo de três metros entre os clientes
  • Os equipamentos para uso de treino individual devem estar posicionados para o mesmo lado, de forma a evitar um “frente a frente” com outros equipamentos ou corredores de circulação, mesmo quando existem os três metros de distância
  • As pegas de equipamentos e demais superfícies porosas semelhantes deverão ser revestidas com película aderente diariamente, ao início do dia e substituídas sempre que estiverem degradadas
Mulher a levantar pesos no ginásio
5.

Aulas de grupo

  • As aulas de grupo, seja em sala ou piscina têm lotação reduzida, devendo haver sempre três metros de distância entre pessoas, ao longo de todos os exercícios
  • A DGS não aconselha que grávidas, idosos, ou pessoas com doenças crónicas frequentem aulas de grupo
  • Preceder à ventilação dos espaços entre as diferentes aulas, durante, pelo menos 20 minutos
  • Entre cada sessão, deve também ser feita a limpeza e higienização dos espaços e equipamentos utilizados
6.

Piscinas e similares

  • A limpeza e desinfeção da piscina deve ser realizada com o procedimento habitual, devendo-se substituir a água e proceder à cloragem ou outro tipo de desinfeção química
  • Testar a qualidade da água frequentemente e manter registos atualizados
  • É obrigatório desinfetar as mãos antes e depois de sair da piscina
  • Os clientes devem usar óculos de natação, de modo a evitar tocar com as mãos nos olhos
  • Saunas, banhos turcos, solários, hidromassagem/jacuzzi e equipamentos similares permanecem encerrados
Piscina de ginásio
7.

Balneários, chuveiros, sanitários e bebedouros

  • Não é permitida a utilização dos balneários, exceto para aceder a cacifos e casas de banho
  • Não devem ser disponibilizados bebedouros, mas sim dispensadores de água com copo de plástico ou para enchimento da própria garrafa do cliente, sem haver contacto com o bocal do dispensador
  • Privilegiar o uso de papel de mãos descartável, ao invés de aparelhos de secagem das mãos

E se os treinos forem ao ar livre?

No caso de sessões de treino que decorram ao ar livre deve ser mantido o distanciamento físico de pelo menos 3 metros entre praticantes.

Além disso, não pode ser esquecida a limpeza e higienização de equipamentos e materiais entre sessões.

Três pessoas a treinar fora de casa
Veja também Treinar fora de casa: como variar o treino e cuidados a ter

Fontes

  1. Direção-Geral da Saúde – “Procedimentos de Prevenção e Controlo para Espaços de Lazer, Atividade Física e Desporto e Outras Instalações Desportivas”: https://www.dgs.pt/directrizes-da-dgs/orientacoes-e-circulares-informativas/orientacao-n-0302020-de-29052020-pdf.aspx
Veja também