Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
27 Mar, 2020 - 11:00

Como dar o primeiro banho ao cão em 7 passos

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária

Sabe como dar o primeiro banho ao cão? Aprenda alguns truques para tornar este momento mais relaxante para o seu melhor amigo e para si.

Primeiro banho ao cão: cuidados a ter

Depois de adotar um novo membro da família as preocupações com a sua saúde e higiene são várias, sendo que a maioria dos tutores anseia o momento de dar o primeiro banho ao cão, por diversas razões. Mas nem sempre esta é uma tarefa fácil, por isso se não sabe como dar o primeiro banho ao cão vamos dar-lhe alguns dicas para tornar este momento mais fácil e divertido.

Quando e como dar o primeiro banho ao cão?

Primeiro banho ao cão: tutora a dar banho na banheira

Idealmente os cachorros só devem tomar banhos após a vacinação. O banho pode causar stress e baixar as defesas do organismo do animal, para além de que, principalmente em alturas de temperaturas mais frias, é difícil garantir uma boa secagem, e o animal jovem é mais suscetível a doenças respiratórias como pneumonias.

Assim, os médicos veterinários aconselham a que deixe o seu cachorro crescer um pouco até ao banho, e levar pelo menos uma a duas doses de vacinas. Entretanto, pode limpar o cão com toalhitas adequadas ou um champô seco para retirar a sujidade.

Se for mesmo necessário um banho antes da idade recomendada, consulte o seu médico veterinário, considere a hipótese de o levar a um centro de estética animal para garantir uma boa secagem, ou se o fizer em casa, garanta que o consegue secar bem, em todas as camadas de pelo sem restar humidade e o manter sempre num local quente.

Como dar o primeiro banho ao cão em 7 passos?

1.

Coloque-o num local elevado

É bom que tenha um local elevado, como por exemplo uma mesa, onde possa colocar o cão. Desta forma ele vai sentir-se mais vulnerável e ficar mais quieto, tal como acontece, muitas vezes no médico veterinário.

Este é o local ideal para começar a preparar o seu cão para o banho, podendo escová-lo ou aparar o pelo. Será também aqui que depois o irá secar com a toalha e secador.

Aproveite nesta preparação para o banho para proteger os ouvidos do seu cão, pois é muito comum que, depois do banho, ficando com o canal auditivo húmido, possam desenvolver uma otite, ou seja infeção / inflamação do ouvido.

As otites são mais frequentes em raças de cães de orelhas pendulares, como o cocker spaniel, no entanto, deve sempre proteger os ouvidos do cão utilizando algodão, de forma a fazer um tampão.

Primeiro banho ao cão: tutora a escovar cão
2.

Escolha uma escova adequada e ensine-o a ser escovado

A escovagem é independente do primeiro banho do cão. Todavia, escovar o seu cão antes de lhe dar banho facilita a saída de pelo morto, portanto é aconselhável fazê-lo.

É bom que o cão seja habituado desde pequenino a ser escovado de forma a sentir-se calmo enquanto o penteia. Mesmo antes do seu cachorro ter idade para tomar banho, pode começar a escová-lo e utilizar reforços positivos, ou seja, recompensas, para que associe a escovagem a algo positivo.

A escolha da escova mais adequada para o seu cão também é importante, pois deve ter em consideração o seu tipo de pelo. Algumas escovas podem provocar lesões e magoar o seu patudo, e dessa forma fazer com que ele não deixe ser escovado.

Depois de estar habituado à escovagem, escovar o cão antes do primeiro banho pode ser uma boa ideia, pois ajuda o cão a sentir-se mais calmo e relaxado, e também a compreender o que se vai passar de seguida.

3.

Coloque-o na banheira calmamente

Muitos cães podem não se sentir confortáveis na banheira. Primeiro, porque é um local desconhecido e não sabem o que vai acontecer; segundo, porque, com as unhas, os cães tendem a escorregar, o que faz com que tentem fugir e escorreguem, causando ainda mais pânico no animal.

Assim, colocar um tapete aderente apropriado na banheira, pode ajudar o seu cão a sentir-se mais confiante e a facilitar todo o processo durante o banho.

Se o cão tiver medo de estar na banheira não o force. Opte por tranquilizá-lo e oferecer-lhe recompensas, para se distrair e sentir relaxado na banheira.

Outra dica importante, é, mesmo antes do cão ter permissão do médico veterinário para tomar banho, começar a habituar o cão à banheira, colocando-o no interior e recompensando-o. Desta forma, quando for dar o primeiro banho ao cão este sentir-se-à mais relaxado pois já não será uma novidade.

4.

Ligue a água com cuidado

Esta talvez seja a etapa que causa mais stress e desconforto aos animais, principalmente aos que não estão habituados à água.

É importante verificar a temperatura da água antes de molhar o seu cão. A água não deve estar fria nem demasiado quente, sendo que morna é o mais indicado. Coloque o chuveiro por cima do dorso do animal calmamente e deixe a água ir correndo.

Nunca encha a banheira como “banho de imersão” pois o cão pode assustar-se. É também de evitar numa primeira fase colocar a água a cair diretamente na cabeça do cão, pois esta é a zona mais sensível e, caso o faça pode começar a abanar-se molhando tudo e as pessoas que estão a dar banho.

Primeiro banho ao cão: tutora a aplicar champô
5.

Aplique o champô gentilmente

Depois de ligar a água e molhar o cão segue-se a aplicação do champô que deve ser cuidadosamente escolhido. Os champôs de pessoas não devem ser utilizados no seu cão, pois as características da pele dos cães são diferentes das da pele das pessoas.

Assim, antes de pensar em dar banho ao seu melhor amigo deve informar-se com o seu médico veterinário ou com um profissional habilitado acerca do champô mais adequado para o seu cão, que pode encontrar em clínicas veterinárias e petshops.

Depois do cão estar já molhado, pode aplicar o champô na sua mão ou numa esponja adequada e começar a esfregar o cão. Tenha atenção para que o champô não vá para os olhos do cão pois pode causar uma reação alérgica/ inflamatória.

6.

Enxague a água calmamente

Depois de ter esfregado todo o corpo do cão com o champô deve novamente ligar a água, verificar a sua temperatura, e começar a retirar o champô do corpo do animal.

O ideal é deixar a cabeça para último, e quando retirar o champô dessa zona, mais uma vez, proteja os olhos do cão.

Primeiro banho ao cão: tutora a enxaguar cão
7.

Seque o cão com tranquilidade

A secagem do cão consiste, basicamente em dois passos. A primeira secagem pode ser feita ainda no interior da banheira, com toalhas. Tente utilizar a toalha para secar o pelo do cão ao máximo, assim minimiza o tempo que necessita de o secar com secador.

O segundo passo é a secagem com o secador, e é nesta fase que a maioria dos problemas ocorrem.

Os cães têm ouvidos muito sensíveis, portanto o barulho do secador perto deles pode causar um grande pânico. O seu cão pode tentar fugir, morder o secador ou até mesmo mordê-lo a si.

O ideal é habituá-lo ao barulho do secador. Pode começar por o levar consigo quando seca o seu cabelo. De seguida, quando o cão estiver mais à vontade com o barulho, comece a habituá-lo ao ar que o secador liberta, de uma forma gradual.

Comece pela extremidade mais caudal, zona da cauda e dorso, até chegar à zona do focinho, e evite que o ar do secador vá diretamente para os olhos, nariz e boca, pois o cão pode sentir-se atrapalhado. Verifique a temperatura do secador, de preferência utilize o secador no morno, para não provocar frio nem queimar o seu animal.

Para a secagem ser mais rápida e o pelo ficar mais brilhante, pode aproveitar para secar e escovar ao mesmo tempo.

Fontes

Puppy socialisation programs: short and long term behavioural effects. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0168159198002329

Veja também