var adUnitName = 'web_top_page'; window.adcAdsManager.activateAdUnit(adUnitName, 'false');
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
05 Jan, 2023 - 14:37

Ainda não sabe qual é a palavra do ano 2022? Já foi desvendada

Catarina Milheiro

A palavra do ano 2022 foi escolhida. Entre as hipóteses, estavam abusos, ciberataque, guerra, juros, inflação, rainha, seca e urgências.

A votação para escolher a palavra do ano 2022 terminou no dia 31 de dezembro de 2022. Na corrida para a seleção da palavra eleita para o ano de 2022 estavam 10 vocábulos que reuniram mais votos: guerra, inflação, urgências, abusos, ciberataque, energia, juros, nuclear, rainha e seca.

Trata-se de uma iniciativa da Porto Editora que tem como principal objetivo “sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, património vivo e precioso de todos os que nela se expressam, acentuando, assim, a importância das palavras e dos seus significados na produção individual e social dos sentidos com que vamos interpretando e construindo a própria vida”.

Assim, depois de ter sido feita uma vasta observação, análise de frequência de uso das palavras e do alcance das mesmas, a Porto Editora teve ainda a consideração dos portugueses relativamente ao assunto.

A palavra do ano 2022: guerra

Depois de algum tempo à espera para sabermos qual o termo que sucederia a palavra “vacina” (escolhida em 2021), a palavra do ano eleita para melhor descrever o ano de 2022 foi “guerra”.

A lista das 10 palavras candidatas, permitiu-nos traçar um pequeno retrato dos acontecimentos que têm vindo a marcar a vida do país. Para além disso, esta lista refletiu o resultado de mais de 7 mil sugestões de palavras recebidas no site da iniciativa.

Ao mesmo tempo, foram também recolhidas as palavras pesquisadas online ao longo de todo o ano, no Dicionário da Língua Portuguesa, somando ainda todo o trabalho de observação e acompanhamento da realidade atual feito pela Porto Editora.

De facto, não poderíamos estar mais de acordo com a palavra eleita para melhor descrever o ano de 2022. Um ano repleto de emoções, inseguranças, medos e mudanças, em muitos aspetos das nossas vidas, devido à guerra.

A verdade é que a invasão da Ucrânia pela Rússia deu início ao maior conflito militar na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. Foram várias as notícias sobre o assunto, as pesquisas feitas pelos portugueses e os debates entre amigos e família sobre o tema, que continuará a ser uma preocupação para todos.

Uma análise às 10 palavras candidatas para 2022

1.

Abusos

A escolha da palavra “abusos” derivou do facto de a Igreja Católica ter constituído uma comissão independente para investigar casos de abusos sexuais nas suas instalações.

Foram mais de 400 as denúncias recebidas e, como tal, trata-se de um acontecimento que marcou a vida coletiva do nosso país.

2.

Ciberataque

Esta foi a segunda palavra candidata. É justificada pelo facto de os “ciberataques [terem alcançado] este ano uma dimensão sem precedentes e afetaram gravemente diversos organismos e empresas”.

3.

Energia

O terceiro termo escolhido para esta lista, foi “energia”. E por que motivo? Devido à crise energética que foi causada pela escassez, bem como pela dificuldade de acesso a fontes de energia e que teve impacto na vida das empresas e famílias.

4.

Guerra

A 4ª palavra da lista de finalistas foi “guerra”, conhecida hoje como a palavara eleita para o ano de 2022. A justificação é, claro, a invasão da Ucrânia pela Rússia que “deu início ao maior conflito militar na Europa desde a Segunda Guerra Mundial”.

5.

Inflação

No meio da lista das palavras candidatas surgia a palavra “inflação”. De facto, esta também não parece ser uma palavra estranha para os portugueses em 2022.

Afinal, a taxa de inflação subiu bastante, comparativamente com a dos anos anteriores, acabando por atingir o valor mais elevado desde 1992 (um argumento também utilizado pela Porto Editora para justificar esta escolha).

6.

Juros

Na 6ª posição da lista das palavras do ano 2022, estava o termo “juros”. Sendo que a justificação está relacionada com o aumento das taxas de juros que fez subir o valor das prestações dos empréstimos bancários e que criou dificuldades quer para as famílias, como para as empresas.

7.

Nuclear

O risco de um desastre nuclear esteve na ordem do dia em 2022. Por esse mesmo motivo, esta palavra foi também uma das mais pesquisadas e escolhida para melhor descrever o ano passado em Portugal.

8.

Rainha

Como sabemos, a “morte da rainha Isabel II terminou um dos mais longos reinados da história”. Por isso mesmo, esta palavra foi também uma das eleitas para o concurso.

9.

Seca

Em 2022 o nosso país enfrentou “uma das piores secas dos últimos 100 anos”. Foram várias as notícias dos media e as comunicações realizadas nas redes sociais.

10.

Urgências

Em 2022 foram frequentes os “casos de urgências encerradas em hospitais de todo o país, em especial nos serviços de obstetrícia e pediatria”. Por estes motivos, esta foi a palavra eleita para terminar a lista que foi a concurso.

Estas foram as palavras eleitas desde a criação da iniciativa, em 2009

  • 2009: esmiuçar
  • 2010: vuvuzela
  • 2011: austeridade
  • 2012: entroikado
  • 2013: bombeiro
  • 2014: corrupção
  • 2015: refugiado
  • 2016: geringonça
  • 2017: incêndios
  • 2018: enfermeiro
  • 2019: violência doméstica
  • 2020: saudade
  • 2021: vacina
  • 2022: guerra

Como podemos observar, todas estas palavras retratam a realidade vivida no nosso país em cada um dos anos. No fundo, servem para que cada um de nós reflita um pouco sobre o que de melhor e pior aconteceu em cada época a fim de recordar, no futuro, os temas mais falados e pesquisados.

Veja também