Nutricionista Hugo Canelas
Nutricionista Hugo Canelas
30 Jun, 2020 - 10:05

Frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Nutricionista Hugo Canelas

Embora o frigorífico seja sinónimo de segurança alimentar, há frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico. Saiba quais.

Frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Os frigoríficos são tão comuns e essenciais no nosso dia a dia que poucos sabem que outrora não passavam de caixas onde um bloco de gelo era colocado como fonte de ar fresco.

No entanto, somos rapidamente lembrados da sua importância quando há falhas elétricas ou avarias, comprometendo a segurança dos alimentos lá armazenados.

frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Variedade de alimentos no interior de um frigorífico

Hoje em dia, praticamente todos os frutos e vegetais estão disponíveis em qualquer altura do ano, graças à descoberta da refrigeração. No entanto de acordo com algumas pesquisas, a prevenção da contaminação dos alimentos através do frio pode alterar o conteúdo em compostos fitoquímicos presentes nestes alimentos (1).

Como o nome indica, estes compostos são sintetizados pelas plantas no sentido de as ajudarem a prosperar, funcionando ainda como mecanismos de defesa contra predadores, e incluem os compostos fenólicos e as vitaminas antioxidantes, entre outros.

O papel dos fitoquímicos está bem documentado e é uma das razões pelas quais o consumo de frutas e vegetais é tão importante para a saúde humana.

Os carotenóides, por exemplo, são importantes para o normal funcionamento do sistema imunitário e para a saúde ocular. De acordo com estudos, a luteína e a zeaxantina contribuem para reduzir o risco de degeneração macular e por isso, cegueira (2).

Estes fitonutrientes podem sofrer alterações na sua atividade, quando armazenados no frio.

Investigadores relataram alterações na atividade e conteúdo dos compostos fenólicos presentes na batata após armazenamento no frio (3).

Por outro lado, outros estudos verificaram que embora compostos como antocianinas, flavenonas e ácido hidroxicinâmico presentes nas laranjas possam aumentar durante o armazenamento a 6ºC, o teor de vitamina C diminui bastante (4).

Outro estudo relata uma redução rápida da atividade antioxidante dos brócolos armazenados a 1ºC, após comprometimento da quantidade de vitamina C e compostos fenólicos totais (5).

O armazenamento no frio não afeta apenas as características químicas e bioquímicas dos frutos e vegetais. Um estudo elaborado com maçãs relatou pioria em grande parte dos parâmetros de qualidade, incluindo firmeza, peso e teor de sumo (6).

Neste sentido, deixamos uma lista de frutas e legumes que, por todas estas razões, não devem de ser armazenados no frigorifico.

Frutas que não deve guardar no frigorífico

Prato com fatias de melancia
  • Maçãs e peras
  • Abacate
  • Banana
  • Meloa e melancia
  • Manga
  • Nectarinas e pêssegos
  • Ameixas
  • Papaia
  • Ananás

Legumes que não deve guardar no frigorífico

Taça com cebolas inteiras
  • Cebolas
  • Alho
  • Batata (doce, inglesa e outros tipos)
  • Abobora
  • Tomate

A importância da refrigeração

O processo de refrigeração atrasa sobretudo o crescimento bacteriano. As bactérias existem naturalmente e estão presentes no solo, ar, água e alimentos que consumimos. Quando há disponibilidade de nutrientes e condições apropriadas de humidade e temperatura, elas proliferam rapidamente ao ponto de poder causar doenças.

As bactérias “crescem” rapidamente em temperaturas entre 4ºC e 60ºC, algumas estirpes duplicando o seu número nos primeiros 20 minutos. Um aparelho como o frigorífico, que é capaz de manter a temperatura abaixo dos 4ºC, é eficaz no controlo do crescimento bacteriano.

Fontes

  1. USDA. (2010). Refrigeration and Food Safety. Disponível em: https://www.fsis.usda.gov/shared/PDF/Refrigeration_and_Food_Safety.pdf
  2. Torrey, G. (n.d.). Lutein May Decrease Your Risk of Macular Degeneration. Disponível em: https://www.macular.org/lutein
  3. Külen O, Stushnoff C, Holm DG. (2013). Effect of cold storage on total phenolics content, antioxidant activity and vitamin C level of selected potato clones.https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23400895/
  4. Rapisarda, P., et.al. (2008). Effect of cold storage on vitamin C, phenolics and antioxidant activity of five orange genotypes [Citrus sinensis (L.) Osbeck]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/223366778_Effect_of_cold_storage_on_vitamin_C_phenolics_and_antioxidant_activity_of_five_orange_genotypes_Citrus_sinensis_L_Osbeck
  5. Nath, A., Mandal, S., Singh, R. K., Deka, B. C., & Ngachan, S. V. (2015). Ascorbic Acid, β-Carotene and Antioxidant Activity of Broccoli During Short-Term Refrigerated Storage. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/B9780124046993000044
  6. Susaj, E., et.al. (2014). Effects of Cold Storage and Post-cold Storage Duration on Several Fruit Quality Parameters and Shelf Life of “Golden Delicious” Apples. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/265221357_Effects_of_Cold_Storage_and_Post-cold_Storage_Duration_on_Several_Fruit_Quality_Parameters_and_Shelf_Life_of_G
Veja também