Nutricionista Hugo Canelas
Nutricionista Hugo Canelas
14 Jun, 2022 - 10:23

Frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Nutricionista Hugo Canelas

Embora o frigorífico seja sinónimo de segurança alimentar, há frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico. Saiba quais.

Frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Somos rapidamente lembrados da sua importância quando há falhas elétricas ou avarias, comprometendo a segurança dos alimentos lá armazenados. Por isso, há frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico.

São eletrodomésticos tão comuns e essenciais no nosso dia a dia que poucos sabem que outrora não passavam de caixas onde um bloco de gelo era colocado como fonte de ar fresco.

frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Variedade de alimentos no interior de um frigorífico

Hoje em dia, praticamente todos os frutos e vegetais estão disponíveis em qualquer altura do ano, graças à descoberta da refrigeração. No entanto de acordo com algumas pesquisas, a prevenção da contaminação dos alimentos através do frio pode alterar o conteúdo em compostos fitoquímicos presentes nestes alimentos (1).

Como o nome indica, estes compostos são sintetizados pelas plantas no sentido de as ajudarem a prosperar, funcionando ainda como mecanismos de defesa contra predadores, e incluem os compostos fenólicos e as vitaminas antioxidantes, entre outros.

O papel dos fitoquímicos está bem documentado e é uma das razões pelas quais o consumo de frutas e vegetais é tão importante para a saúde humana.

Os carotenóides, por exemplo, são importantes para o normal funcionamento do sistema imunitário e para a saúde ocular. De acordo com estudos, a luteína e a zeaxantina contribuem para reduzir o risco de degeneração macular e por isso, cegueira (2).

Estes fitonutrientes podem sofrer alterações na sua atividade, quando armazenados no frio.

Investigadores relataram alterações na atividade e conteúdo dos compostos fenólicos presentes na batata após armazenamento no frio (3).

Por outro lado, outros estudos verificaram que embora compostos como antocianinas, flavenonas e ácido hidroxicinâmico presentes nas laranjas possam aumentar durante o armazenamento a 6ºC, o teor de vitamina C diminui bastante (4).

Outro estudo relata uma redução rápida da atividade antioxidante dos brócolos armazenados a 1ºC, após comprometimento da quantidade de vitamina C e compostos fenólicos totais (5).

O armazenamento no frio não afeta apenas as características químicas e bioquímicas dos frutos e vegetais. Um estudo elaborado com maçãs relatou pioria em grande parte dos parâmetros de qualidade, incluindo firmeza, peso e teor de sumo (6).

Neste sentido, deixamos uma lista de frutas e legumes que, por todas estas razões, não devem de ser armazenados no frigorifico.

Frutas e legumes que não deve guardar no frigorífico

Prato com fatias de melancia
  • Maçãs e peras
  • Abacate
  • Banana
  • Meloa e melancia
  • Manga
  • Nectarinas e pêssegos
  • Ameixas
  • Papaia
  • Ananás

Legumes que não deve guardar no frigorífico

Taça com cebolas inteiras
  • Cebolas
  • Alho
  • Batata (doce, inglesa e outros tipos)
  • Abobora
  • Tomate

A importância da refrigeração

O processo de refrigeração atrasa sobretudo o crescimento bacteriano. As bactérias existem naturalmente e estão presentes no solo, ar, água e alimentos que consumimos. Quando há disponibilidade de nutrientes e condições apropriadas de humidade e temperatura, elas proliferam rapidamente ao ponto de poder causar doenças.

As bactérias “crescem” rapidamente em temperaturas entre 4ºC e 60ºC, algumas estirpes duplicando o seu número nos primeiros 20 minutos. Um aparelho como o frigorífico, que é capaz de manter a temperatura abaixo dos 4ºC, é eficaz no controlo do crescimento bacteriano.

Fontes

  1. USDA. (2010). Refrigeration and Food Safety. Disponível em: https://www.fsis.usda.gov/shared/PDF/Refrigeration_and_Food_Safety.pdf
  2. Torrey, G. (n.d.). Lutein May Decrease Your Risk of Macular Degeneration. Disponível em: https://www.macular.org/lutein
  3. Külen O, Stushnoff C, Holm DG. (2013). Effect of cold storage on total phenolics content, antioxidant activity and vitamin C level of selected potato clones.https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23400895/
  4. Rapisarda, P., et.al. (2008). Effect of cold storage on vitamin C, phenolics and antioxidant activity of five orange genotypes [Citrus sinensis (L.) Osbeck]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/223366778_Effect_of_cold_storage_on_vitamin_C_phenolics_and_antioxidant_activity_of_five_orange_genotypes_Citrus_sinensis_L_Osbeck
  5. Nath, A., Mandal, S., Singh, R. K., Deka, B. C., & Ngachan, S. V. (2015). Ascorbic Acid, β-Carotene and Antioxidant Activity of Broccoli During Short-Term Refrigerated Storage. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/B9780124046993000044
  6. Susaj, E., et.al. (2014). Effects of Cold Storage and Post-cold Storage Duration on Several Fruit Quality Parameters and Shelf Life of “Golden Delicious” Apples. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/265221357_Effects_of_Cold_Storage_and_Post-cold_Storage_Duration_on_Several_Fruit_Quality_Parameters_and_Shelf_Life_of_G
Veja também