Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
10 Ago, 2020 - 09:30

Guia de trilhos: Frecha da Mizarela para descobrir a Serra da Freita

Mónica Carvalho

Exercício físico, ar puro e a natureza no seu estado mais bonito: vários motivos para percorrer o trilho de Frecha da Mizarela. Venha conhecê-lo.

Trilho da Frecha da Mizarela

Férias à vista e não sabe o que fazer? Então, pegue na mochila e parta em direção a mais uma aventura, desta feita para descobrir o trilho de Frecha da Mizarela, inserido no Geopark de Arouca.

Percorrer um trilho é algo que faz bem ao corpo e à alma. É uma excelente oportunidade de aproveitar os benefícios de uma caminhada pela natureza e deixar de lado os pensamentos e problemas do dia a dia. De igual modo, os trilhos assumem-se como um desafio a si próprio, às suas capacidades.

No final por muito cansado que esteja, verá como se sentirá revitalizado, como se tivesse sido invadido por uma nova onda de energia.

Onde fica o trilho de Frecha da Mizarela?

O trilho de Frecha da Mizarela pertence ao Geopark de Arouca, localiza-se em plena Serra da Freita e é conhecido pela cascata da Frecha da Mizarela com 75 metros – considerada a mais alta de Portugal e uma das mais altas da Europa.

Como chegar?

O trilho inicia-se junto ao parque de campismo do Merujal, através de um caminho que se destina à Mizarela. Quando aí chegar, passará por um miradouro e depois descerá até à aldeia da Ribeira. 300 metros abaixo do miradouro, vire à esquerda e encontrará uma vista incrível sobre a cascata da Frecha da Mizarela.

Segue um carreiro que dá acesso à aldeia da Ribeira e continua a descer por entre escarpas, com a bonita cascata da ribeira da Castanheira a servir de cenário.

Quando encontra o ponto de confluência da ribeira com o rio Caima, o caminho fica mais tranquilo e suave e deverá seguir pela margem esquerda do rio até chegar efetivamente à aldeia da Ribeira.

Depois atravesse o rio por um pequeno pontão – que deve ser percorrido por duas pessoas no máximo, de cada vez – e continue pela esquerda, apanhando um trilho que começa a subir até à ribeira da Castanheira e, uns metros à frente, até à ribeira dos Cabeças, onde existe uma escola de escalada.

Aí, o trilho de Frecha da Mizarela toca noutro trilho, o PR15, que conflui com a aldeia do Merujal. Irá, então, retomar o caminho de acesso ao parque de merendas e de campismo onde iniciou esta aventura – exatamente, este trilho tem um percurso circular.

Que distância vai percorrer?

Este trilho estende-se ao longo de 8 quilómetros, chegando, por vezes, a atingir altitudes entre os 650 metros e os 960 metros.

Características do trilho

O trilho tem um formato circular, com ponto de partida e chegada no parque de campismo do Merujal, em plena Serra da Freita.

Possui um grau de dificuldade alto, visto que o caminho é algo acidentado e com subidas íngremes, o que pode ser mais difícil para quem não está habituado a este tipo de exercício.

Qual a melhor altura do ano para visitar?

Durante o inverno, a zona da Serra da Freita é marcada por baixas temperaturas com queda de neve e formação de gelo – muitas vezes de imprevisto, pelo que deverá ir em épocas do ano com temperatura mais amena, até pela própria dificuldade do trajeto.

Pontos de interesse

Mulher a fazer trekking

Aldeia da Mizarela

Trata-se de uma pequena aldeia pertencente à freguesia de Albergaria da Serra e local da bonita Frecha da Mizarela, que aí se forma. É uma das mais bonitas cascatas do país, completamente merecedora da sua visita, por proporcionar um cenário de excecional beleza.

Os mais aventureiros poderão fazer escalada nas escarpas ao redor da aldeia.

Aldeia da Ribeira

Na margem direita do rio Caima, encontra-se a centenário e meio escondida aldeia da Ribeira, também pertencente à freguesia de Albergaria da Serra.

Lá, é possível contemplar alguns moinhos de água, que nos transportam até ao passado, aos momentos em que estes equipamentos eram mais do que objeto de admiração: trabalhavam dia e noite para dar alimento aos habitantes do planalto.

Serra da Freita

A Serra da Freita é predominantemente rodeada de plantas e arbustos rasteiros, cercados de linhas de água, o que lhe confere características multicolores, destacando-se ainda mais como se fosse um gigante que habita a vila de Arouca.

É um local de fácil encantamento e com vários pontos de paragem obrigatória – como é o caso deste trilho. Mas há muitos outros, e, cada um deles, possui características muito específicas que retratam as zonas por onde passam.

Rio Caima

O rio Caima tem o seu início na Serra da Freita e resulta da junção de vários riachos e linhas de água que nascem de forma algo misteriosa até confluírem no rio.

Tem uma extensão de cerca de 50 quilómetros e deixa a sua marca por vários pontos da região, nomeadamente as escarpas da Mizarela, lugar da Ribeira, até chegar a Vale de Cambra e Oliveira de Azeméis, culminando no Rio Vouga, em Albergaria-a-Velha.

O que deve levar para fazer o trilho de Frecha da Mizarela?

Equipamento desportivo para trilho

Poderá aproveitar o parque de campismo para ficar alojado e, assim, realizar umas miniférias em plena natureza, dedicando um período do dia para percorrer o trilho de Frecha da Mizarela.

Quando iniciar esta exigente caminhada, faça-se acompanhar de:

  • Fruta rica em água e hidratos de carbono simples e que sejam fáceis de transportar
  • Barritas de cereais / granola / cereais integrais
  • Bolachas simples e secas
  • Água – cerca de 2 litros por pessoa

O caminho é exigente, por isso, não leve coisas pesadas nem desnecessárias, para não se sentir em esforço excessivo.

Acessórios para fazer o trilho de Frecha da Mizarela

Para fazer o percurso da forma mais cómoda e segura possível, deve levar:

  • Mochila leve e confortável, que não seja excessivamente grande e com alças almofadadas, para se sentir bem durante todo o percurso
  • Calçado adequado a caminhadas de montanha. Poderá escolher entre sapatilhas ou botas e, para tal, experimente nas lojas de desporto os modelos que mais gosta e com os quais se sente mais à vontade
  • Protetor solar, chapéu / boné e óculos de sol
  • Saco para guardar o lixo
  • Máquina fotográfica para registar os momentos mais marcantes do trilho

Quantas calorias vai gastar a fazer o trilho de Frecha da Mizarela?

O trilho tem 8 km de Frecha da Mizarela e pode percorrê-lo em diferentes passadas:

  • Passada lenta – vai demorar 2h40
  • Passada moderada – vai demorar 1h40
  • Passada rápida – vai demorar 1h26
  • Passada muito rápida – vai demorar 1h15

Agora, para calcular as calorias que vai gastar a fazer este trilho, na nossa calculadora, só tem de:

  • Selecionar o seu peso
  • Selecionar a passada da caminhada
  • Selecionar o tempo que vai demorar a fazer a caminhada
Calculadora de calorias gastas em exercícios

Saiba quantas calorias gasta
por atividade física

Peso (Kg)

 
 

Duração Atividade (horas)

 
 

Escolha uma actividade:

Nível estimado de calorias consumidas:

 

Nível estimado de calorias consumidas

Saiba mais sobre o trilho DA FRECHA DA MIZARELA

As escarpas da Mizarela têm muito para nos ensinar sobre a fauna e a flora da encantada Serra da Freita.

Se não é grande fã da natureza, este trajeto vai fazê-lo mudar de ideias rapidamente. Não só pela beleza ao longo do todo o percurso, mas também porque o grau de dificuldade elevado irá provar-lhe que é tão capaz de muito mais do que imagina.

Deixamos ainda alguns cuidados que deve ter ao percorrer este trilho:

  • Percorra só os caminhos sinalizados
  • Não se aproxime do gado que possa encontrar pelo caminho
  • Não afete de forma alguma fauna e flora locais
  • Não faça lume
  • Não retire amostras de plantas ou rochas
Veja também