Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
07 Mar, 2018 - 18:11

O seu filho não gosta de estudar? Existem 12 formas de mudar isso

Psicóloga Ana Graça

O seu filho não gosta de estudar? Então é natural que esteja preocupado, dado que são as aprendizagens do presente que definirão o adulto que o seu filho será no futuro. Para além da preocupação, é importante que saiba como agir para fomentar no seu filho o gosto pelo estudo e uma cada vez maior autonomia de aprendizagem.

O seu filho não gosta de estudar? Existem 12 formas de mudar isso

Para ter sucesso na vida escolar é importante dominar e utilizar estratégias eficazes para uma boa aprendizagem e motivação. Se o seu filho não gosta de estudar aproveite as dicas que se seguem!

Mais do que apenas conhecer e compreender quando e como utilizar as adequadas estratégias de aprendizagem, é essencial que o aluno tenha motivação para as colocar em prática.

A motivação é o que nos faz agir, batalhar por um objetivo ou persistir na atividade.

O seu filho não gosta de estudar? Existem 12 formas para mudar isso

filho nao gosta de estudar e pai a estudar com filho

Estas 12 dicas para ajudar se o seu filho não gosta de estudar, são essenciais para que o consiga fazer da forma mais simples possível.

  1. Escute e discuta: entenda as razões pelas quais o seu filho não gosta de estudar e a partir daí tente encontrar o melhor caminho para o ajudar; permita que o seu filho expresse as suas angústias escolares; reflita conjuntamente com o seu filho sobre a importância de estudar;
  2. Reforce posturas ativas: reforce positivamente sempre que o seu filho investe e se empenha nas tarefas escolares; garanta que os professores realizam também este reforço;
  3. Sucesso: crie oportunidades para que o seu filho experiencie o sucesso e evite persistir nos fracassos e dificuldades; estimule a auto estima e auto confiança; valorize mais o esforço que o resultado;
  4. Feedback: informe sempre que a resposta dada a determinada tarefa for correta e reveja todo o processo de raciocínio até à resposta final; sugira ações de melhoria; estimule o seu filho a refletir sobre seu próprio desempenho; ajude-o a refletir sobre o quanto já evoluiu;
  5. Sentimento de pertença: garanta, juntamente com os professores, que o seu filho se sente integrado na sala de aula e que as suas dúvidas e pedidos de ajuda são atendidos; assegure que o relacionamento com os colegas é positivo e não representa um entrave à motivação; estabeleça contacto frequente com os professores;
  6. Seja um modelo: adote um postura motivada; as crianças tendem a imitar o comportamento dos pais; se ainda tiver, mostre os seus antigos livros e cadernos escolares;
  7. Dê significado: ajude o seu filho a dar significado e utilidade prática aos conteúdos escolares; relacione os conteúdos com a vida diária; descubra quais os interesses atuais e futuros objetivos de carreira do seu filho; tente realçar a importância de estudar os conteúdos escolares, como forma de alcançar esses desejos; torne o conteúdo apelativo de acordo com os interesses pessoais do seu filho;
  8. Nível de dificuldade: adapte os exercícios às capacidades atuais do seu filho; tarefas demasiado simples ou complexas tornam-se frustrantes;
  9. Métodos de estudo: melhores estratégias de estudo rentabilizam o tempo e promovem uma melhor aprendizagem e maior motivação; o local de estudo deve ser agradável, bem ventilado e iluminado; elabore um horário de estudo semanal equilibrado, com períodos de descanso; ensine a fazer esquemas e a sublinhar o conteúdo importante; alterne entre a disciplina favorita e aquela que o seu filho não gosta de estudar; garanta que o seu filho recebe um ensino explícito, bem organizado, com revisões constantes;
  10. Estimule a curiosidade: ensine e incentive o seu filho a pesquisar; leve-o a museus e outros locais onde possa aprender de forma interativa; veja as novas tecnologias como importantes aliados na motivação para o estudo; torne os conteúdos mais interativos e apelativos; inove nos materiais utilizados;
  11. Seja o aluno: mostre interesse em aprender com o seu filho aquilo que ele aprendeu na escola; peça que lhe dê uma aula sobre a matéria que sai para o teste e mostre interesse genuíno em escutar;
  12. Diversão: crie uma rotina de estudo com o seu filho e tente que esse seja também um momento divertido, em que se sentem bem a desfrutar do tempo em conjunto; criem jogos relacionados com o tema a estudar.

Conclusão…

Cada aluno é único e, assim sendo, devem ser encontradas as estratégias mais adequadas e eficazes para cada um.

Não existem receitas ideais nem poções mágicas, mas as estratégias aqui deixadas podem ser realmente úteis quando o seu filho não gosta de estudar.

Pedir ajuda não é vergonha e de certeza terá uma rede de ajuda perto de si, desde familiares e amigos a professores e profissionais de saúde especializados.

Veja também: