Nutricionista Inês Sanches
Nutricionista Inês Sanches
02 Abr, 2018 - 14:35

Farinha de araruta: boa para a saúde e para a cozinha

Nutricionista Inês Sanches

Pouco conhecida mas muito útil para a culinária, a farinha de araruta possui vários benefícios para o organismo, como a melhoria da saúde do coração.

Farinha de araruta: boa para a saúde e para a cozinha
O artigo continua após o anúncio

A araruta é uma erva cujo caule é esbranquiçado e é normalmente usada sob a forma de fécula ou polvilho. No entanto, também pode ser usado para fazer farinha. A farinha de araruta não é das mais conhecidas em Portugal, mas tem vindo a ser usada para substituir as farinhas mais comerciais, nomeadamente por quem é intolerante ao glúten.

Possíveis benefícios da farinha de araruta

1. Estimula a circulação sanguínea

farinha de araruta corrente sanguinea

A composição nutricional da araruta inclui níveis significativos de cobre e ferro.

Estes dois minerais são parte importante dos glóbulos vermelhos, ajudando a reduzir a fraqueza, fadiga e distúrbios cognitivos.

2. Melhora o metabolismo

A alta concentração de vitamina B na araruta torna-a uma importante substância enzimática e metabólica.

As vitaminas do complexo B são muito importantes na regulação do organismo, desde a libertação hormonal até ao ritmo circadiano.

3. Reduz problemas no estômago

farinha de araruta dores de estomago

A doença celíaca é uma doença autoimune crónica do intestino delgado causada pela intolerância ao glúten.

A prevalência desta doença assim como a nova sensibilidade a esta proteína faz com que se procurem alternativas sem glúten aos amidos e trigo tradicionais. Por ser isenta de glúten, pode evitar o desconforto gastrointestinal.

4. Ajuda na perda de peso

A araruta tem menos calorias em comparação com outros amidos como o inhame, batata ou mandioca. Por esta razão, as pessoas que estão a tentar manter uma dieta de emagrecimento podem obter aqui hidratos de carbono complexos, fibras, vitaminas e minerais.

O artigo continua após o anúncio

5. Melhora a saúde do coração

farinha de araruta saude do coracao

Os níveis significativos de potássio encontrados na corrente sanguínea podem ser uma linha de defesa contra problemas relacionados ao coração.

O potássio é um vasodilatador, o que significa que relaxa a tensão nos vasos sanguíneos e artérias, reduzindo assim a pressão arterial e reduzindo seu risco de arterosclerose, ataques cardíacos e derrames. 

6. Melhora a digestão

A fibra é uma das partes mais importantes do processo digestivo, pois ajuda a movimentar os alimentos através dos intestinos de forma eficiente, ao mesmo tempo que estimula a absorção de nutrientes.

A farinha de araruta nas artes culinárias

A araruta é uma forma de amido derivada da raiz de uma planta que cresce em regiões tropicais. Quando é transformada em farinha ou em pó, a araruta é útil como agente espessante para sopas e molhos, por exemplo, e pode ser um ingrediente utilizado em bolos e tartes.

É muitas vezes utilizada em detrimento do amido de milho, contudo existem diferenças entre ambos os alimentos. Uma delas é que a farinha de araruta não deve ser combinada com produtos lácteos, uma vez que pode deixar a mistura numa textura desagradável.

Outra diferença é que a farinha de araruta tem um sabor mais neutro do que o amido de milho, mas tende a quebrar mais facilmente quando aquecido e permite fazer molhos muito elásticos.

Por outro lado, proporciona um bom brilho e translucidez às preparações, o que às vezes é desejável (e nem sempre é possível com outras farinhas), particularmente em recheios de tortas e molhos de frutas.

Receita de Bolo de Araruta

farinha de araruta bolo araruta

– Ingredientes –

O artigo continua após o anúncio
  • 4 ovos (separar as claras e as gemas)
  • 2 chávenas de chá de açúcar
  • 250g de farinha de araruta
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • Essência de baunilha, a gosto

– Modo de preparação –

  1. Em primeiro lugar, bater as claras em castelo.
  2. De seguida, juntar as gemas, o açúcar e a farinha de araruta e bater.
  3. Depois, inserir o fermento e a essência de baunilha e mexer novamente.
  4. Entretanto, untar uma forma com manteiga.
  5. Inserir a massa na forma e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 50 minutos. Ir verificando se está cozido e não deixar queimar.
  6. Retirar do forno e deixar arrefecer. Enfeitar a gosto.

Bom apetite!

Veja também