Personal Trainer Sara Tomás
Personal Trainer Sara Tomás
18 Mai, 2017 - 17:02

Exercícios para diminuir o stress: a sua terapia

Personal Trainer Sara Tomás

O stress representa a doença dos tempos modernos, mas pode controlá-lo realizando exercícios para diminuir o stress. Conheça as nossas sugestões.

Exercícios para diminuir o stress: a sua terapia

O stress parece fazer parte dos nosso dias torna-se importante encontrar ferramentas para lidar com as diferentes tarefas diárias mantendo um equilíbrio físico e emocional.

O exercício físico pode ser o seu anti-stress e os exercícios para diminuir o stress são uma grande ajuda para descontrair e livrar-se das preocupações.

Stress: a doença dos tempos modernos

stress

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o stress atinge cerca de 90% da população mundial.

É o conjunto de sintomas físicos e psíquicos que ocorrem devido a um evento específico, externo ao indivíduo, caracterizando-se como qualquer mudança na homeostase do indivíduo que requer uma resposta adaptativa que, quando exagerado, pode provocar o surgimento e desenvolvimento de várias doenças.O stress bom ou o positivo ajuda-nos a manter o foco no objetivo que pretendemos alcançar, favorecendo a energia e o estado de alerta.

É útil, por exemplo, antes de uma competição, durante uma apresentação na escola ou no trabalho. Este stress estimula a nossa concentração e foco, e ajuda a ter energia para concretizar o proposto.

No entanto o stress tem de ser controlado, tem que existir equilíbrio entre casa, trabalho, vida pessoal e não deixar chegar ao limite.

Dormir bem, ter uma alimentação adequada, atividades físicas e horas de relaxamento e diversão aparecem como fatores essenciais para o controlo do stress.

Exercícios para diminuir o stress: benefícios

energia e exercicio para diminuir o stress

As pessoas que têm um estilo de vida ativo apresentam melhor qualidade de vida e estão a contribuir para melhorar a sua saúde física e mental.

A prática de exercício físico realizado com uma frequência, intensidade e duração adequadas contribui de forma decisiva para o bem-estar de qualquer indivídeo quer a nível fisiológico quer a nível mental, funcionando mesmo como terapia.

O exercício físico liberta a chamada hormona “da felicidade” responsável pela sensação de prazer, melhorando também o auto-controle e, quando praticado regularmente pode mesmo ajudar a controlar as dependências.

Exercícios para diminuir o stress: o que fazer?

caminhar

É importante que encontre uma atividade desportiva que goste e que realmente lhe proporcione prazer ao realizar, de forma a que vá com vontade e que não se torne mais uma tarefa em que se sinta obrigado a fazer.

Sejam caminhadas, corridas, ir ao ginásio, jogar paddle, pilates, yoga… as atividades vão depender dos gostos e personalidades de cada um e só saberá o que será prazeroso e vantajoso para si depois de tomar a iniciativa de experimentar.

A prática de exercício com várias pessoas, sejam elas modalidades desportivas de grupo ou aulas de grupo no ginásio podem ajudar a sentir-se mais motivado. Para começar, pode sempre desafiar um amigo ou companheiro para os treinos.

Os exercícios para diminuir o stress são, por isso, de carácter individual, sendo o mais importante procurar aquele que mais lhe proporciona prazer e bem-estar.

Trabalhe para a sua saúde e qualidade de vida!

6 Exercícios para libertar o stress

1.  Exercícios de respiração

exercicios de respiracao

É uma técnica simples e eficaz que pode ser feita em qualquer local.

  1. Sente-se confortavelmente no chão ou numa cadeira, mantendo a coluna ereta.
  2. Os olhos podem ficar abertos ou fechados, como preferir.
  3. Inspire pelo nariz o ar lenta e profundamente, procurando expandir apenas o tórax.
  4. Expire lenta e suavemente pela boca como se estivesse a soprar.

A respiração profunda reduz a frequência cardíaca, melhora a oxigenação das células do corpo e cérebro, liberta a tensão muscular, proporcionando sensação de calma.

2. Rode a Cabeça

rodar a cabeca
  1. De pé, com os pés à largura dos ombros, joelhos levemente fletidos, braços ao longo do corpo, faça movimentos circulares lentos com a cabeça, 10 movimentos para cada lado.

3. Movimentos circulares com os ombros

  1. De pé, com os pés à largura dos ombros, joelhos levemente fletidos, braços ao longo do corpo, mantenha a cabeça neutra e faça movimentos circulares com os ombros para trás e depois para a frente.
  2. De seguida eleve os ombros como se quisesse encostá-los nas orelhas e relaxe, repita o movimento 10 vezes.

4. O exercício do gato

exercicio do gato
  1. Coloque-se num colchão em quatro apoios, com as mãos alinhadas com os ombros, joelhos alinhados com os quadris e as pernas afastadas à distância destes, mantenha a pelve e coluna em posição neutra.
  2. A cabeça deve seguir o alinhamento da coluna torácica.
  3. Inspire e contraia o abdominal, imagine que está a puxar o umbigo em direção à coluna, puxando os músculos abdominais e arredondando a coluna para cima, iniciando na lombar  como se fosse um gato zangado. O pescoço encontra-se relaxado.
  4. De seguida reverta o movimento iniciando pelo pescoço, parte superior das costas, média e lombar, voltando á posição inicial, sempre a contrair a região abdominal.

5. Respiração profunda abdominal

respiracao profunda abdominal
  1. Deitada de barriga para cima, pernas estendidas, braços ao longo do corpo.
  2. Expanda o tórax na sua porção inferior, este exercício pode favorecer devido ao rebaixamento do diafragma, prisões de ventre e estímulo das funções renais e intestinais. Favorecendo também também o relaxamento. 
  3. Inspire pelo nariz lenta e profundamente,  procurando dilatar o abdominal.
  4. De seguida expirar pela boca como se estivesse a soprar, sentindo o movimento apenas na região abdominal e não na torácica. 

Este padrão respiratório deve ser adotado numa base diária, relaxando e melhorando a sua oxigenação sanguínea.

Quanto mais lenta e profunda for a respiração, mais relaxamento vai proporcionar. É possível fazer a respiração profunda noutras posições e momentos, quando se sentir em momentos específicos de tensão, stress.

6. Lombar

lombar
  1. Deitado de costas na cama ou no chão, abrace os joelhos e fique nessa posição durante 20”, irá relaxar-lhe a zona lombar.

Veja também: