Enfermeira Isabel Silva
Enfermeira Isabel Silva
13 Set, 2017 - 17:27

As principais mudanças no corpo de uma grávida

Enfermeira Isabel Silva

Com o avançar da gravidez, vão surgindo alterações no corpo da mulher, que muitas vezes podem não ser agradáveis. Fique a conhecer as principais mudanças no corpo de uma grávida.

As principais mudanças no corpo de uma grávida
O artigo continua após o anúncio

A gravidez é uma fase especial e única na vida de cada mulher e provoca várias alterações corporais. As principais mudanças no corpo de uma grávida são fisiológicas e têm repercussão nas atividades diárias da mulher.

As alterações corporais vão surgindo gradativamente, e têm como objetivo o desenvolvimento correto do bebé dentro do útero.

Quais são as principais mudanças no corpo de uma grávida?

principais mudancas no corpo de uma gravida

Muitas vezes, a mulher nem desconfia que está grávida até ao atraso da menstruação. Durante as primeiras 2 a 3 semanas de gravidez não se verificam mudanças físicas evidentes no corpo da mulher.

No entanto, os primeiros sinais corporais de uma gravidez começam a surgir a partir da 4ª ou 5ª semana de gestação:

  • Sono e fadiga;
  • Náuseas e vómitos;
  • Aumento do volume e sensibilidade mamária;
  • Obstipação e aumento da frequência urinária;
  • Dor pélvica;
  • Sensibilidade aos odores;
  • Pressão arterial diminuída;
  • Corrimento vaginal;
  • Irritabilidade.

A partir do 4º ou 5º dia de gravidez é produzida uma hormona, a HCG, responsável por inibir a libertação de um novo óvulo após a fecundação.

1. Aumento do volume uterino

Durante a gravidez, o útero consegue aumentar de volume rapidamente e regressar ao normal poucas semanas após o parto.

Com o progredir da gestação, este órgão passa a ser uma cavidade de paredes finas e com capacidade para suportar o bebé, a placenta e o líquido amniótico. No final da gravidez pode aumentar cerca de 500 a 1000 vezes o seu tamanho, podendo chegar a pesar 1100 gramas.

2. Corrimento vaginal

Para evitar a entrada de microorganismos provocadores de infeções, o corpo da mulher produz o rolhão mucoso. Esta espécie de rolha que tapa a entrada do útero, é um muco espesso e esbranquiçado, produzido pelas glândulas vaginais e colo do útero.

O artigo continua após o anúncio

3. Aumento do volume e sensibilidade mamária

Um dos primeiros sintomas de gravidez é o surgimento de tensão mamária e dor. A partir do segundo mês de gestação, as mamas aumentam de volume, e os mamilos tornam-se mais escuros.

Com o avançar da gravidez, ao espremer o mamilo pode haver exteriorização de colostro. Este líquido tem uma consistência espessa e cor amarelada e será o primeiro “leite” do bebé.

4. Aumento de peso

Durante a gravidez, a mulher engravida uma média de 12 a 13 kg, principalmente no segundo e terceiro trimestres.

Isto deve-se ao aumento do volume do útero e seus conteúdos, aumento do volume mamário, aumento do volume sanguíneo, retenção de água e aumento das reservas de gordura da mulher.

as principais mudancas do corpo de uma gravida e aumento de peso

5. Alteração da circulação sanguínea

A retenção de líquidos é um problema que pode surgir desde cedo na gravidez. Acontece porque o aumento de volume e peso do útero dificulta a circulação sanguínea dos membros inferiores. Contribui também para o surgimento de varizes.

Também pode haver aparecimento de hemorróidas devido ao aumento da pressão sanguínea nas veias abaixo do útero e à obstipação.

6. Anemia

Durante a gravidez há um grande aumento do volume de sangue da mulher. Como o aumento de volume de sangue é bastante superior ao aumento dos glóbulos vermelhos, ocorre a chamada hemodiluição. Isto provoca uma diminuição dos níveis de hemoglobina e consequentemente das reservas de ferro. É a chamada anemia fisiológica da gravidez.

7. Diminuição da pressão arterial

É comum que haja uma diminuição da pressão arterial logo desde as primeiras semanas de gestação. Estes valores baixos de pressão arterial normalizam perto da data de termo da gravidez.

O artigo continua após o anúncio

8. Sensação de falta de ar

Desde que não hajam outros sintomas, a sensação de falta de ar é normal na gravidez.

Com o crescimento do bebé e consequente aumento do volume do útero, o diafragma e pulmões da grávida vão sendo comprimidos e há uma diminuição da capacidade de expansão da caixa torácica.

9. Aumento da frequência urinária

Conforme o volume do útero vai aumentando, este vai provocando compressão na bexiga, fazendo com que a mulher tenha necessidade de urinar mais frequentemente.

As grávidas também têm uma maior propensão para as infeções urinárias, uma vez que a anatomia dos seus rins e ureteres são alterados na gravidez, fazendo com a circulação da urina seja mais lenta.

10. Mau-estar geral

Os sintomas mais famosos de gravidez são as náuseas e vómitos, que ocorrem devido às bruscas alterações hormonais.

Outro problema é a sensação de enfartamento. Isto ocorre porque os alimentos permanecem mais tempo no estômago, fazendo com que a digestão seja mais lenta.

Para além disto, as gengivas têm tendência a aumentar de volume e a sangrar com mais facilidade.

as principais mudancas no corpo de uma gravida e mau estar

11. Alterações cutâneas

Durante a gravidez podem surgir manchas escuras no rosto da mulher, que acontece devido a uma alteração da hormona responsável pela pigmentação da pele. Além disso, também é comum o aparecimento de uma linha vertical no abdómen, chamada linea nigra.

O artigo continua após o anúncio

Também pode haver aparecimento de estrias na zona das coxas, nádegas, barriga e mamas.

12. Dor lombar

Devido ao aumento de volume do útero durante a gravidez, ocorre uma alteração na curvatura da coluna. Este facto, juntamente com a diminuição da rigidez das articulações dos ossos da bacia, provoca alteração na postura de marcha e consequente dor lombar.

Veja também: