Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
24 Jan, 2020 - 10:35

Como antecipar o comportamento de um cão?

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Patrocinado por:

Sabe como antecipar o comportamento de um cão? Em algumas situações saber interpretar a linguagem dos cães pode ser útil para perceber qual a reação que o animal irá ter.

Sinais para antecipar o comportamento de um cão

Através de vários sinais é possível interpretar a linguagem corporal dos cães e tendo em conta a sua postura e sons que ele produz, é possível evitar situações desagradáveis como confrontos e agressividade. Saiba como antecipar o comportamento de um cão.

Como antecipar o comportamento de um cão agressivo ou com medo?

Quando o cão está agressivo ou prestes a reagir de uma forma agressiva, transmite alguns sinais aos quais devemos estar atento, tanto a nível de linguagem corporal como sons.

Um cão, ou qualquer animal, nunca reage de forma agressiva sem que esteja a sentir que está a ser atacado e não existe outra alternativa se não o “ataque”.

Muitas vezes alguns sinais que o cão transmite são mal interpretados, o que pode levar o cão a reagir mordendo ou atacando, sem que a pessoa se aperceba de que o cão já deu vários sinais de que vai atacar.

Quando um cão está com ansiedade pode também reagir de uma forma agressiva, portanto, também deve estar atento a sinais de ansiedade em cães.

Assim, se está perante um cão que não conhece, ou até mesmo um cão conhecido, sentindo-se ameaçado pode atacar, deve estar atento aos seguintes sinais mais comuns e facilmente mal interpretados:

Rosnar

Rosnar, este é o sinal mais conhecido que transmite que o cão está numa posição agressiva, e uma das maneiras de antecipar o comportamento de um cão, pois ouvindo-o a rosnar é difícil que a pessoa ou outro animal se cheguem ao cão. No entanto, existem outros sinais menos percetíveis e menos óbvios que são mais comuns do que uma “rosnadela” e aos quais deve estar atento.

Como antecipar o comportamento de um cão agressivo

Pelo eriçado e dorso arqueado

Um cão quando está em posição de ataque costuma ficar com o seu pelo levantado, ou eriçado, principalmente na zona do dorso.

A sua postura também muda e fica com o dorso arqueado, evidenciando ainda mais os pelos eretos.

Mostrar os dentes

Se quer saber como antecipar o comportamento de um cão agressivo então atente na sua boca. É normal que um cão que esteja em posição de ataque eminente tenha os seus lábios mais tensos e mostre os dentes.

Algumas vezes, este “mostrar de dentes” é muito pouco percetível. Porém, se o cão não for compreendido e se sentir ameaçado pode passar do aviso ao ataque.

Antecipar o comportamento de um cão com outros animais

Bocejar

O bocejo é interpretado normalmente como um reflexo involuntário do corpo que surge quando o individuo está cansado, com sono. No entanto, um bocejo também pode ocorrer em situações de tensão e stress.

Os cães, em situações de ameaça podem demonstrar comportamentos estranhos, entre eles, o bocejar que, neste caso, não significa que o cão esteja cansado, mas sim que está perante uma ameaça e quer evitar o conflito.

Neste tipo de situações duas coisas podem ocorrer: o estímulo que provoca stress no cão é afastado e o animal não ataca, ou, caso o estímulo persista ou se torne mais intenso o cão, sente-se ameaçado e vai atacar, em sua defesa.

Um exemplo prático desta situação é, por exemplo, o cão numa consulta com o médico veterinário, começa a bocejar, pois sente-se ameaçado. Caso o médico veterinário insista na abordagem, sem tomar medidas de proteção, ou tentar cativar o animal, este pode reagir mordendo.

Lamber os lábios

Este é outros dos sinais de stress que o cão pode transmitir quando se sente encurralado, e portanto, a qualquer momento pode tornar-se agressivo se o seu espaço não for respeitado.

Se o seu cão ou outro cão do qual se tenta aproximar tem este tipo de comportamento é melhor que se afaste, se não quer correr o risco de ser mordido.

Como antecipar o comportamento de um cão que é amigável?

Tal como existem cães mais desconfiados e que se podem sentir facilmente ameaçados e tornarem-se agressivos, existem também cães que são bastante sociáveis com outros animais e pessoas, e portanto, transmitem, através da sua postura que se pode aproximar e ter contacto.

Abanar a cauda

Como educar o cão a não puxar a trela? 7 dicas

Abanar a cauda nem sempre é sinal de um cão que quer brincadeira, no entanto, se quer saber como antecipar o comportamento de um cão, a cauda é um dos locais do corpo do animal para os quais deve olhar de imediato.

Um cão que quer brincar e está descontraído pode abanar a sua cauda, mas de uma forma descontraída e com a cauda alta. Cães que abanam a cauda num movimento tenso e mantém a cauda baixa podem estar desconfortáveis com a situação em que estão, portanto deve atentar na posição da cauda.

Baixar a parte da frente do corpo

Esta é uma posição típica de cães que querem brincar: baixam apenas a parte da frente do corpo, como se fossem deitar, mas a parte posterior mantém-se de pé.

Se o cão corre e salta e se coloca nesta posição, muito provavelmente significa que quer brincar consigo.

Mostrar a barriga

Como antecipar o comportamento de um cão amigável

Deitarem-se de barriga para cima pode ter vários significados, mas se o cão dá sinais contínuos de brincadeira e se coloca de barriga para cima e rebola, muito provavelmente está com vontade de brincar e sente-se confortável consigo.

Se, por outro lado, o cão manifesta sinais de agressividade ou medo e se coloca de barriga para cima, está perante um cão submisso.

Como antecipar o comportamento de um cão sem correr riscos?

Estar atento aos vários sinais sonoros e linguagem corporal do cão é importante para prevenir que seja atacado pelo animal, ou que ocorra um confronto entre dois ou mais cães.

Assim, se está perante um cão, deve sempre tentar compreender se este se sente ou não confortável com a sua presença e sobretudo com o que lhe pretende fazer. Caso os sinais sejam sugestivos de medo ou agressividade mais vale não se aproximar.

Idealmente, consultar um profissional do comportamento animal pode ajudar, não só a prever determinadas ações do seu cão, mas também de outros. Neste sentido, a Vetecare dispõe de uma rede de profissionais de treino e comportamento animal que poderão ajudá-lo a si e ao seu patudo.

Com este plano de saúde animal, por apenas 13€ por mês, pode ter acesso a todos os serviços e cuidados Vetecare para dois animais de estimação.

Fontes

American Veterinarian. “Canine Body Language Basics”. Disponível em: https://www.americanveterinarian.com/journals/amvet/2018/february2018/canine-body-language-basics

Veja também