Gingko Biloba: um "poço" natural de benefícios

O ginkgo biloba é uma das plantas mais antigas do mundo, sendo as suas propriedades terapêuticas desde há muito exploradas, em particular pela medicina Chinesa. A medicina moderna também descobriu os seus benefícios nomeadamente no combate a problemas circulatórios. Conheça melhor esta planta, experimenta-a e ganhe saúde.

Gingko Biloba: um
Dos problemas de circulação até ao emagrecimento, passando pelos antioxidantes, esta planta tem inúmeros benefícios para a saúde.

ginkgo biloba é uma planta usada para fins medicinais há mais de 1000 anos, sendo atualmente uma das 10 ervas medicinais mais usadas em todo mundo.

Obtida a partir das folhas da árvore do Ginkgo, esta planta é nativa da China, Coreia e Japão, sendo, atualmente, utilizada em todas as partes do mundo, devido às suas propriedades antioxidantes e terapêuticas.

De folhas verdes e brilhantes e em forma de leque, o extrato desta planta é também muito utilizado na industria da cosmética.

Ginkgo Biloba: benefícios para saúde


O extrato de ginkgo biloba tem vindo a ganhar fama devido às interessantes propriedades que apresenta para a saúde, em particular devido à presença de compostos antioxidantes, mais precisamente flavonoides e terpenos.

1. Melhora problemas de circulação

gingko biloba e melhoria da circulacao

Os compostos ativos presentes no ginkgo biloba atuam nos vasos sanguíneos, promovendo a vasodilatação, um processo que facilita a fluidez da circulação sanguínea e evita problemas de má circulação.

É também muito utilizado em casos de má circulação sanguínea nas pernas, ajudando a reduzir a sensação de pernas inchadas e cãibras.

Além disso, esta planta tem ainda a capacidade de diminuir a agregação plaquetária, evitando a formação de coágulos sanguíneos.

Os benefícios de ginkgo biloba a nível da circulação estendem-se também a casos de frieiras, varizes, úlceras varicosas e hemorróidas.

2. Proteção de doenças neurológicas

cerebro

O cérebro necessita de cerca de 25% do oxigénio consumido pelo organismo para funcionar em pleno. Daqui se depreende que a falta de oxigénio pode comprometer a comunicação entre neurónios e afetar a memória, concentração e fluidez cognitiva.

Neste contexto, como o Ginkgo biloba estimula a vasodilatação e a circulação sanguínea, maximiza o transporta de oxigénio e nutrientes para o cérebro, melhorando as funções cognitivas.

Além disso, a vasodilatação é de particular relevância nos vasos sanguíneos cerebrais, visto que o aumento da circulação do sangue nas zonas do cérebro, previne também a formação de coágulos e otimiza a oxigenação de neurónios, diminuindo a probabilidade de diversas doenças neurológicas.

Além disso, a presença de antioxidantes na sua composição ajuda ainda a prevenir doenças neurodegerativas, nomeadamente a doença de Alzheimer, visto que combate os radicais livres responsáveis pelo dano às membranas dos neurónios.

De acordo com evidências recentes, o extrato das folhas da árvore de Ginkgo além de atuar de forma preventiva, ajuda também a melhorar a lucidez e as capacidades cognitivas das pessoas que sofrem de demência.

Além de problemas de demência, o ginkgo biloba parece ajudar também em casos de depressão, distúrbios de ansiedade e falta de energia mental.

3. Melhoria da memória e concentração

memoria e concentracao

De acordo com a evidência científica, a administração de ginkgo biloba sob a forma de suplemento parece melhorar os níveis de concentração, memória e resultados académicos em jovens estudantes, contribuindo para um aumento da atenção e estado de alerta.

4. Emagrecimento

perda de peso verificada

Um dos flavonoides do gingko biloba, a quercetina, aumenta o gasto energético em repouso e a oxidação de gordura, auxiliando em processos de emagrecimento.

5. Ajuda na recuperação muscular

recuperacao muscular

Os flavonoides presentes nesta planta ajudam a reduzir os marcadores inflamatórios que estão na origem das dores musculares após exercícios mais intensos ou prolongados, promovendo uma recuperação pós-treino mais rápida.

6. Promove maior elasticidade da pele

elasticidade da pele

Como referido anteriormente, o extrato desta planta é muito utilizado pela indústria dos cosméticos, visto que promove a elasticidade da pele e a sua renovação celular.

Além disso, como possui vitamina E, ajuda ainda a prevenir o envelhecimento cutâneo e a favorecer um aspeto luminoso da pele.

Como consumir Gingko Biloba?


suplementos alimentares gingko biloba

A forma mais comum de consumir o ginkgo biloba é através de suplementos alimentares, os quais podem ser encontrados em ervanárias, grandes superfícies comerciais e lojas dietéticas.

Contra-indicações de Gingko Biloba


mulher gravida

Apesar de todos os benefícios enumerados, a utilização do gingko biloba não é isento de efeitos colaterais, sendo crucial a sua toma na dose correta.

A toma deste suplemento não é aconselhada a mulheres grávidas ou que estejam amamentar, assim como pessoas que estejam prestes a ser submetidos a cirurgias, em particular, dentárias devido ao aumento da probabilidade sangramento.

No caso das mulheres grávidas e à semelhança de outros suplementos, trata-se de uma medida de precaução devida à ausência de estudos que tenham verificado a sua segurança para o feto.

Por outro lado, importa ainda referir que o ginkgo biloba pode também alterar o metabolismo e a eficiência de alguns medicamentos que estejam a ser tomados em simultâneo, nomeadamente medicamentos anticoagulantes, sendo essencial aconselhar-se previamente com um profissional de saúde quando a toma dos mesmos coincidir.

Veja também:

Nutricionista Rita Lima Nutricionista Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.