Farmacêutica Cátia Rocha
Farmacêutica Cátia Rocha
16 Nov, 2018 - 12:33

Tratamentos para a queda de cabelo: qual o mais eficaz?

Farmacêutica Cátia Rocha

A queda de cabelo é um problema muito comum. Saiba quais os melhores tratamentos para a queda de cabelo, protegendo-o das agressões e mantendo-o saudável.

Tratamentos para a queda de cabelo: qual o mais eficaz?
O artigo continua após o anúncio

Não damos por isso, mas todos os dias nos caem cabelos. O problema é quando tal acontece em excesso. A queda de cabelo é especialmente frequente no início do outono. 100 é o número de fios de cabelo que se perde por dia. O problema é que alguns não voltam a crescer.

A desregulação do ciclo de crescimento do cabelo é o principal fator para a queda de cabelo e crescimento mais fraco, por isso, vai poder conhecer quais os melhores tratamentos para a queda de cabelo, de forma a conseguir travar este processo, mantendo o cabelo forte e saudável.

O CABELO ESTÁ SEMPRE EM CONSTANTE RENOVAÇÃO

tratamentos para a queda de cabelo

Dos 100 mil a 150 mil cabelos que possuímos, em média, todos os dias perdemos entre 50 a 100. Trata-se do processo natural de renovação capilar:

  • Anagénese – fase de crescimento ativa: dura entre dois a seis anos. Cerca de 90% dos cabelos estão nesta fase;
  • Catagénese – fase de transição, em que o crescimento para: dura uma a duas semanas.
  • Telogénese – fase de repouso: dura dois a três meses, após os quais os cabelos começam a cair, empurrados, por novos fios em crescimento.

Estas três fases coexistem em todas as pessoas: a cada momento, há sempre cabelos em crescimento, repouso e queda.

Quando existem mais cabelos em queda do que em crescimento, estamos perante um problema que deve ser tratado, pois está em causa a renovação capilar.

QUAIS AS CAUSAS PARA A QUEDA DE CABELO?

inicio de gravidez

São muitos os fatores que podem contribuir para a queda de cabelo transitória:

  • Hormonas – a gravidez e a toma de contracetivos orais podem influenciar a queda de cabelo nas mulheres;
  • Medicamentos – como alguns usados na depressão, doenças cardíacas e no tratamento do cancro, entre outros;
  • Doenças – como a diabetes, doenças de pele, infeções no couro cabeludo ou lúpus;
  • Ambiente – como a exposição excessiva ao vento, ao calor, ao cloro das piscinas;
  • Atrito – pelo uso intensivo de adornos (elásticos, ganchos), penteados elaborados e escovagem excessiva;
  • Agressividade química de alguns produtos usados na higiene capilar e/ou uso de produtos inadequados;
  • Alimentação inadequada e pouco variada, pobre em proteínas, vitaminas e sais minerais.

QUAIS OS TRATAMENTOS PARA A QUEDA DE CABELO?

SUPLEMENTOS ALIMENTARES

suplementos alimentares para a queda

Um dos tratamentos para a queda de cabelo mais comum é, a toma de suplementos alimentares compostos por vitaminas, minerais e proteínas. Os comprimidos ou pós solúveis, têm como função complementar a carência de nutrientes e vitaminas essenciais ao crescimento e fortalecimento do cabelo.

Os suplementos alimentares com vitaminas e minerais na sua composição, nomeadamente, Vitamina H (D-Biotina), Selénio e Zinco, contribuem para a manutenção de um cabelo saudável. A sua atividade está relacionada com determinadas funções biológicas que desempenham no nosso organismo.

O artigo continua após o anúncio

SOLUÇÕES LOCALIZADAS

solucoes localizadas

Os suplementos capilares podem ser complementados com produtos de aplicação tópica, por exemplo as ampolas ou loções, que atuam diretamente no ciclo do cabelo e aumentam a fase de crescimento.

ALOPECIA ANDROGENÉTICA

alopecia androgenetica

A queda de cabelo pode ter causa genética e, nesse caso, denomina-se de alopecia androgénica, doença hereditária que atinge tanto o sexo masculino como o feminino.

Para estas situações, a eficácia dos suplementos é bastante diminuída, sendo necessário ser visto pelo médico, que irá prescrever a medicação a seguir.

Os medicamentos mais comuns, utilizados em tratamentos para a queda de cabelo são, o Minoxidilo tópico (em espuma ou solução) e a finasterida oral, que vão permitir uma redução na queda de cabelo, visível após três a seis meses de tratamento e um aumento do crescimento capilar. No entanto, é necessário um tratamento contínuo para garantir estes resultados.

Este ponto é válido para todos os tratamentos descritos. O tratamento deve ser cumprido por um período mínimo de 3 meses.

PALAVRA DE ORDEM NA QUEDA DE CABELO: PREVENÇÃO

cuidados com o cabelo

O melhor é sempre prevenir, pondo em prática os cuidados capilares mais adequados. Para tal, deverá ser seguido o conselho de profissionais sobre os produtos mais indicados para cada tipo de cabelo.

Dicas úteis para a prevenção da queda de cabelo passam por: lavar o cabelo com água morna, moderar o recurso a tintas, permanentes e alisamentos, evitar os adornos e penteados que causem atrito ao cabelo e, por último, proteger o cabelo de agressões externas como o vento e a exposição solar em demasia.

Veja também: