Nutricionista Inês Sanches
Nutricionista Inês Sanches
17 Abr, 2020 - 09:15

Qual o tempo de congelação dos alimentos?

Nutricionista Inês Sanches

De alimento para alimento varia o tempo de congelação, mas antes de os submeter a baixas temperaturas saiba qual o tempo de congelação dos alimentos.

Lista de compras para a quarentena: congelados

É fundamental que se conheça e se respeite o tempo de congelação dos alimentos, antes que percam o seu sabor ou até mesmo se tornem inseguros.

A preservação de alimentos em temperaturas frias tem sido uma prática recorrente desde os primórdios da humanidade e, atualmente, é a técnica de conservação mais utilizada.

De seguida mostramos uma lista para o ajudar a perceber quanto tempo pode deixar a carne, peixe, lacticínios e ovos, frutas e vegetais, pão e sobremesas a congelar.

Tempo de congelação dos alimentos

Tempo de congelação dos alimentos: mulher a congelar legumes

1. Tempo de congelação da carne e peixe

  • Carne de frango e peru: 12 meses (inteiro) ou 9 meses (partido)
  • Carne de frango e peru (cozinhada): 4 a 6 meses
  • Carne de vaca: 6 a 12 meses
  • Carne de borrego e vitela: 8 meses
  • Carne de porco: 6 meses
  • Carne picada de porco e peru: 3 a 4 meses
  • Carne cozinhada: 2 a 3 meses
  • Hambúrguer (não cozinhado): 3 a 4 meses
  • Fiambre e bacon: 1 a 2 meses
  • Peixe magro (pescada, cherne, dourada, etc.): 6 meses
  • Peixe gordo (salmão, sardinha, atum, etc): 2 a 3 meses
  • Peixe cozinhado: 4 a 6 meses
  • Lagosta: 12 meses
  • Crustáceos: 2 a 3 meses

2. Tempo de congelação de laticínios e ovos

  • Manteiga: 6 a 9 meses
  • Margarina: 12 meses
  • Requeijão: 1 mês
  • Queijo: 6 meses
  • Gelados: 2 meses
  • Iogurtes: 1 a 2 meses
  • Ovos (sem casca): 1 mês

3. Tempo de congelação de frutas e vegetais

  • Frutas cítricas: 3 meses
  • Outras frutas: 9 a 12 meses
  • Vegetais*: 8 a 12 meses
  • Sopa de vegetais: 2 a 3 meses

É necessário branquear alguns vegetais para conservar cor, sabor e textura. Um método que consiste em mergulhar os legumes em água a ferver durante poucos segundos e de seguida passar por água fria.

4. Tempo de congelação de pão e sobremesas

  • Pão (cozido): 2 a 3 meses
  • Pão (não cozido): 1 mês
  • Bolachas/biscoitos: 6 a 8 meses
  • Bolo (congelado): 1 mês
  • Bolos (não congelados): 2 a 3 meses
  • Tartes de fruta: 6 a 8 meses
  • Panquecas: 3 meses
  • Cheesecake: 2 a 3 meses
Armazenamento de alimentos no frigorífico: legumes numa gaveta
Veja também Como fazer um correto armazenamento dos alimentos no frigorífico

Regras a considerar para o tempo de congelação dos alimentos

Como conservar alimentos congelados: procedimentos

Há outros fatores que são fundamentais ter em consideração quando colocamos os alimentos no congelador, nomeadamente:

  1. Devemos congelar apenas alimentos no seu pico máximo de maturação e frescura.
  2. Não devemos colocar no frio alimentos cuja congelação não é recomendada.
  3. Os líquidos vão ganhar volume se forem congelados, por isso é importante deixar espaço suficiente para congelar bebidas, por exemplo.
  4. Ter em atenção os vegetais, pois é necessário branqueá-los antes de os congelar.
  5. Manter os alimentos em recipientes fechados para evitar que fiquem queimados pelo frio ou que haja contaminação do exterior.
  6. Os congeladores devem ter uma temperatura de -18ºC  para uma congelação adequada.
Como conservar fermento de padeiro em casa
Veja também Como conservar fermento de padeiro em casa

Vantagens da congelação

Tempo de congelação dos alimentos: vantagens

Congelar alimentos traz diversas vantagens, a saber:

  • Já que é uma das melhores maneiras de ajudar a reduzir o desperdício de alimentos
  • Para quem procura poupar tempo ao confeccionar refeições para vários dias, esta pode ser uma excelente alternativa
  • Pode ser uma forma de se manter um stock grande de alimentos em casa se prefere não ir frequentemente às compras ao supermercado
  • Mais sustentável, pois os alimentos podem vir de qualquer lugar sem se estragarem;
  • Há alimentos sempre disponíveis, principalmente aqueles cujo tempo de vida pode ser reduzido, tal como os legumes

Em suma

Hoje em dia, não existem razões para que não se utilize o congelador para conservar alimentos, à exceção daqueles que é recomendado não congelar.

Há até materiais que ajudam a conseguir uma melhor conservação quando os alimentos são submetidos a baixas temperaturas, como as que existem no congelador. Referimo-nos a sacos, recipientes de plástico ou até etiquetas específicas.

Veja também