Teresa Santos
Teresa Santos
12 Jun, 2022 - 17:43

Pressoterapia: tudo o que precisa de saber

Teresa Santos

A pressoterapia é um tratamento não invasivo, seguro e indolor que funciona como drenagem linfática mecânica. Fique a saber mais.

Mulher em sessão de pressoterapia

A pressoterapia pode ser descrita como uma drenagem linfática mecânica. Ajuda a eliminar a sensação de inchaço, pois ajuda a diminuir a retenção de líquidos e ativar a circulação sanguínea.

Embora com desvantagens e contraindicações, a pressoterapia pode ser um tratamento benéfico para o bem-estar de algumas pessoas, em determinadas condições.

O que é a pressoterapia?

Mulher a fazer tratamento de pressoterapia nas pernas, barriga e braços

A pressoterapia é como uma massagem que faz uso de bombas de insuflar. Para isso, é utilizado um sistema de compressão e de descompressão mecânico, ligado a um computador. 

As câmaras envolvidas em torno dos membros insuflam e comunicam com o aparelho. São estas câmaras que contribuem para a melhoria da circulação sanguínea e do fluxo venoso linfático, reduzindo assim a retenção de líquidos.

Como é feita a pressoterapia?

Para fazer este tratamento, é necessário vestir umas calças próprias, de tecido muito fino, e uma espécie de “botas” com fecho, além de uma cinta, na zona do abdómen. Cada uma das câmaras de insuflação é inflada individualmente, dos tornozelos até à região superior do corpo (pés, pernas, abdómen e braços). 

Este exercício de compressão e descompressão é capaz de reativar o sistema circulatório e linfático. Os resultados e efeitos deste procedimento são visíveis e sentidos após a realização da 2ª/3ª sessão de tratamento. São aconselhadas 1 a 2 sessões semanais. Cada sessão dura entre 30 a 40 minutos.

Quem é ou não candidato ao tratamento?

Este é um tratamento particularmente eficaz e útil:

  • Depois de uma cirurgia plástica ou tratamento estético;
  • Para combater a celulite, desinchar e/ou modelar o corpo;
  • Quando há linfedemas (acumulação de líquido linfático no tecido adiposo, causando edema);
  • Para quem faz retenção de líquidos e tem insuficiência venosa crónica, sofrendo de inchaço, dor, cansaço e peso nas pernas;
  • Quando há desconforto muscular.

Apesar de não possuir efeitos secundários, este procedimento não está livre de contraindicações. No geral, não é recomendado em caso de:

  • Cardiopatias;
  • Flebites;
  • Alterações de tensão arterial, renais e dermatológicas;
  • Infeções;

situações específicas em que este tratamento não é de todo aconselhado, a saber:

  1. Estar com febre;
  2. Ter alguma infeção ou ferida na região alvo do tratamento;
  3. Ter varizes de grande calibre;
  4. Sofrer de alterações cardíacas, como insuficiência cardíaca ou arritmia;
  5. Sentir sensação de formigueiro na zona alvo do tratamento;
  6. Sofrer de trombose venosa profunda, com dor na zona dos gémeos;
  7. Estar grávida (caso pretenda fazer o tratamento na região da barriga);
  8. Ter cancro;
  9. Usar pacemaker;
  10. Ter uma infeção nos gânglios linfáticos;
  11. Sofrer de erisipela (infeção causada por uma bactéria – estreptococo -, que atinge a pele);
  12. Ter uma fratura ainda não curada, no local a ser tratado.

Benefícios da pressoterapia

Mulher a sorrir numa sessão de pressoterapia

Pode considerar-se que a pressoterapia atua em três sistemas principais do nosso corpo: o sistema circulatório; o sistema linfático; e o sistema muscular. Deste modo, este tratamento pode ajudar a atenuar a celulite, a modelar o corpo e a desintoxicar o organismo.

Sistema Circulatório

Através da massagem ao corpo, a circulação sanguínea é ativada e melhorada, havendo uma maior oxigenação do organismo. Este procedimento ajuda ainda a eliminar resíduos metabólicos e a baixar a pressão arterial.

Sistema Linfático

Ao aumentar a circulação linfática, este procedimento ajuda a remover os resíduos metabólicos.

Sistema Muscular

Este tratamento pode ajudar a atenuar a tensão muscular favorecendo o relaxamento muscular. Ao ser realizada frequentemente com eletroestimulação em simultâneo, esta combinação de tratamentos pode ajudar a tonificar os músculos.

As Vantagens da pressoterapia para os atletas

Atletas em sessão de pressoterapia

Este tratamento pode ser particularmente vantajoso para os desportistas, pois ajuda os atletas a recuperarem mais rapidamente de lesões ou operações. Isto, porque o processo de drenagem linfática e vascular ajuda na redução dos edemas causados, por exemplo, pela prática mais intensa de exercício físico.

Além de diminuir o tempo de recuperação, é reduzida a ação dos agentes inflamatórios e da lesão muscular.

Como prolongar os resultados da pressoterapia?

Qualquer tratamento só surte efeitos se, juntamente com ele, se praticar um estilo de vida saudável. Assim, independentemente do motivo que o levar a fazer pressoterapia, deve durante e depois deste procedimento:

  • Fazer uma dieta equilibrada, respeitando a roda dos alimentos;
  • Cozinhar de forma saudável, evitando as gorduras e os fritos;
  • Praticar, diariamente, cerca de 30 minutos de atividade física;
  • Beber cerca de 1,5 litros de água por dia;
  • Evitar o consumo de café, álcool e tabaco.

Drenagem linfática manual vs pressoterapia

Uma das grandes diferenças entre a drenagem linfática manual e a pressoterapia é o facto deste último procedimento fazer pressão sempre sobre a mesma a região do corpo que está a tratar. Por outro lado, a drenagem linfática manual trabalha o corpo por partes, podendo incidir por mais tempo em regiões que precisem de mais atenção.

Por isso, é recomendado fazer 10 minutos de drenagem linfática manual, antes de iniciar a sessão de pressoterapia, insistindo principalmente em zonas como pescoço, joelhos e virilhas. Esta massagem irá melhorar a eficácia da pressoterapia.

Assim, pode concluir-se que ambos os tratamentos são complementares e que a pressoterapia pode apresentar melhores resultados e efeitos, se for antecedida pela drenagem linfática manual.

Veja também