Liliana Lima
Liliana Lima
26 Jul, 2017 - 15:51

Porta-bebés: quais os que existem e qual o mais adequado para si

Liliana Lima

Os porta-bebés são um meio de transporte de bebés mais acolhedor e afetivo, estando o bebé sempre em contato com os pais. Conheça os 8 existentes.

Porta-bebés: quais os que existem e qual o mais adequado para si
O artigo continua após o anúncio

No mundo do Babywearing existem alguns porta-bebés ergonómicos comummente recomendados, pano, sling de argolas, mei tai ou mochila.

Fora do mundo do babywearing existe um sem fim de porta-bebés, marsúpios, pouch sling, hip seat, etc,. Em todos eles existem variantes, cores, modelos e feitios.

Babywearing: os porta-bebés existentes

1. Panos elásticos

panos elasticos

  • bons para recém nascido, contudo a maioria apenas serve até aos 7/8kg
;
  • para uma boa estabilidade necessitam, quase todos, de 3 camadas de tecido pelas costas do bebé;
  • o que não é muito amigo das temperaturas de verão ou das pessoas mais calorentas.

2. Panos não elásticos ou tecido

Panos nao elasticos ou tecido
  • bom desde sempre e para sempre
;
  • super versátil e duradouro
;
  • é mais fácil de usar do que aparenta
;
  • permite colocar o bebé à frente, na anca e nas costas do portador.

3. Sling de argolas

Sling de argolas
  • idêntico ao pano tecido, mas mais curto e com duas argolas numa das extremidades;
  • bom para recém nascido e dá até sempre (com algumas reservas nos mais pesados);
  • muito prático, rápido, fresco e leve;
  • óptimo para o dia-a-dia.

4. Mei tai

Mei tai
  • é uma “evolução” do pano, quase como uma mochila
;
  • ideal para usar depois do bebé ter suporte na cabeça;
  • os evolutivos são melhores para os mais pequeninos
;
  • duram até “sempre” como as mochilas ergonómicas
;
  • o ponto de apoio das alças vai ao rabinho dos bebés, evitando colocar pressão na coluna e permitindo um melhor arredondamento
;
  • permite colocar o bebé à frente, na anca e nas costas do portador.

5. Mochila ergonómica

Mochila ergonomica
  • ideal para usar depois do bebé saber sentar;
  • permite colocar o bebé à frente, na anca e nas costas do portador
;
  • mesmo as mochilas evolutivas, para os bebés pequenos, têm o ponto de apoio das alças que vão á coluna, o que pode levar a criar uma pressão e anular a curvatura natural da coluna.

Outros porta-bebés que pode encontrar

1. Pouch Sling

Pouch Sling
  • tecido em forma de bolsa feitos por medida (o que deixa de servir com o tamanho crescente do bebé)
;
  • só para usar depois do bebé saber sentar e sempre na vertical;
  • distribuição assimétrica do peso e sem ajustes á criança;
  • exige sempre um braço de apoio ao bebé
;
  • apenas para portes à frente ou anca do portador.

2. Onhbuhimo

Onhbuhimo
  • do género da mochila mas sem cinto
;
  • geralmente usado para portes às costas;
  • ideal para as crianças 18m+.

3. Podaegui

Podaegi
  • pedaço de tecido rectangular apenas com duas alças que farão o assento
  • idêntico ao mei tai.

Existem outros porta-bebés não recomendados ou reconhecidos no mundo do babywearing por não respeitarem as regras do mesmo como é o caso dos Marsúpios ou dos hip seats.

Regras a seguir para comprar um porta-bebés seguro e adequado

  • Apoio de joelho a joelho no bebé
;
  • Assento em “M” ou sapinho – joelhos acima do rabiosque;
  • Respeito pela curvatura natural da coluna do bebé
;
  • Vias respiratórias livres (2 dedos entre o peito e o queixo);
  • Bebé firme contra o peito do carregador
, à distância de um beijinho;
  • Deve permitir ao carregador liberdade de movimentos
, mãos livres
, costas direitas e relaxadas.

Em linhas gerais existem algumas opções adequadas a cada idade do bebé:

  • Recém-nascido: panos ou sling de argolas;
  • 2 meses: pode ponderar o uso de um mei tai evolutivo;
  • 6 meses: pode ver um mei tai normal sem ajustes ou uma mochila ergonómica;
  • 12 meses: há mochilas ergonómicas próprias para quem começa a carregar “mais tarde”, tendo nestes casos o painel maior.

As opções válidas para a etapa anterior são igualmente válidas para a seguinte!

Veja também: