Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
24 Set, 2020 - 17:02

Ordem dos Nutricionistas quer profissionais em lares

Mónica Carvalho

Prevenir situações de desnutrição e desidratação dos idosos é o objetivo da presença “essencial” de nutricionistas nos lares.

ordem dos nutricionista profissionais em lares

A Bastonária da Ordem dos Nutricionistas pede urgência nos cuidados alimentares dos idosos em lares, considerando como “essencial” que as instituições sociais e solidárias “passem a integrar obrigatoriamente nutricionistas”, num rácio de um profissional para cada 40 utentes.

Além disso, de acordo com Alexandra Bento, deve ser tida em conta a gravidade das patologias dos residentes em instituições seniores, de forma a garantir “a melhor adequabilidade alimentar e nutricional a cada idoso”, numa altura em que a maioria dos lares funciona “sem apoio de nutricionistas que personalizem cuidados alimentares em função das doenças crónicas dos utentes”.

Segundo Alexandra Bento, em Portugal, existem mais de seis mil instituições de apoio aos idosos, dos quais 5.138 estão sob a alçada do Instituto da Segurança Social e desses apenas 173 contam com a presença de nutricionista.

Números elevados de idosos malnutridos

profissional de saúde a passear com idosa

Na notícia partilhada pela Ordem dos Nutricionistas, pode ainda ler-se que, de acordo com um estudo à população idosa nacional da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, “16,1% da população idosa apresenta sinais de desnutrição ou está em risco de desnutrição, apesar de 31,9% serem obesos.”

Para a bastonária, a pandemia acabou por destapar uma realidade que, na verdade, “já era conhecida”, visto que a Ordem dos Nutricionistas levou o assunto da falta de nutricionistas nos lares ao Parlamento há dois anos. Nessa altura, a Assembleia da República recomendou ao Governo (Resolução n.º 253 de 9 de agosto) a presença “obrigatória” de nutricionistas nas instituições do sector social e solidário. Porém, “até agora pouco ou nada foi feito”, lamenta Alexandra Bento.

Além disso, no passado mês de abril, em plena pandemia, a Ordem disponibilizou-se a criar uma bolsa de nutricionistas destinada, precisamente, a prestar apoio a lares, mas a procura foi escassa por “por falta de disponibilidade financeira” das instituições.

Fontes

  1. Ordem defende contratação de nutricionistas para lares de idosos. Disponível em: https://www.ordemdosnutricionistas.pt/noticia.php?id=1024
Veja também