Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
31 Ago, 2020 - 16:46

Mais nutricionistas nas escolas e cantinas em take-away

Mónica Carvalho

As propostas são da Ordem dos Nutricionistas para um ano letivo mais seguro e preparado para eventuais surtos.

Menina na cantina da Escola

Para já, são mais 15 nutricionistas a reforçar a equipa das escolas no próximo ano letivo. Uma medida já confirmada pelo Ministério da Educação, mas que, segundo a bastonária da Ordem dos Nutricionistas vem tarde.

Tal deve-se ao facto de este plano ainda não ter saído do papel. “Certamente peca por tardio, porque se estava no Orçamento do Estado, este concurso devia ter sido encetado no início do ano e já estaríamos a aproveitar os nutricionistas”, lamentou a bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento.

A bastonária acredita que a integração antecipada dos profissionais nas escolas ajudaria a criar a estratégia das mesmas para o próximo ano letivo, que se antevê desafiante. “Se uma estratégia para a alimentação das crianças nas escolas sempre foi necessária, agora, em período pandémico, consideramos que é urgente”, sublinhou.

Nesse sentido, Alexandra Bento entregou um documento ao Governo, “Alimentação escolar em tempos de COVID-19”, onde preparou um conjunto de cenários que vão desde o funcionamento dos refeitórios com horários alargados, distribuição de alunos por períodos diferentes, recurso ao regime de take-away, definindo até medidas para o caso de as escolas voltarem a encerrar.

Take-away nas cantinas escolares

Menina a almoçar na cantina da Escola

O take-away deverá ser, assim, uma opção das escolas, mas apenas se outras medidas não permitirem o respeito pelo cumprimento do distanciamento social, defende Alexandra Bento. Isto é de especial importância, sobretudo se as escolas precisarem de fechar, continuando a ficar assegurado o trabalho das cantinas.

Na gestão das ementas, Alexandra Bento alerta que, “no caso de falta de recursos humanos e seguindo as boas práticas internacionais, mais vale reduzir o número de pratos ou optar-se por pratos mais simples de preparar, sem descurar, contudo, o fornecimento de refeições equilibradas.”

O Ordem dos Nutricionistas reuniu-se na semana passada com o secretário de Estado Adjunto e da Educação, João Costa, para “assegurar uma estratégia explícita e célere” para o funcionamento das cantinas na reabertura do ano letivo 2020-2021 de forma segura.

Fontes

  1. Ordem dos Nutricionistas – “Governo reforça nutricionistas nas escolas. Ordem diz que só ‘peca por tardio’”. Disponível em: https://www.ordemdosnutricionistas.pt/noticia.php?id=1010
  2. Ordem dos Nutricionistas – “Ordem dos Nutricionistas defende refeições ‘take-away’ em cantinas exíguas ou em caso de surto”. Disponível em: https://www.ordemdosnutricionistas.pt/noticia.php?id=1011
Veja também