var adUnitName = 'web_top_page'; window.adcAdsManager.activateAdUnit(adUnitName, 'false');
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
20 Dez, 2022 - 13:51

Metas para o novo ano: já traçou as suas? Temos dicas

Catarina Milheiro

Ainda não definiu as suas metas para o novo ano? Explicamos como o deve fazer e damos alguns exemplos para que se possa inspirar.

Todo final de ano, ocorre-nos o mesmo: refletir sobre as metas para o novo ano. A verdade é que em dezembro e janeiro, os nossos corações parecem encher-se de alegria e vontade de mudar certos aspetos nas nossas vidas no ano que se aproxima.

No entanto, por vezes iniciamos o ano com 20 metas escritas num papel e antes da Páscoa já nem prestamos atenção, ou já nem nos lembramos do que escrevemos. De facto, isto é algo muito comum, mas só acontece porque não soubemos delinear as nossas metas com cabeça, tronco e membros.

Para que em 2023 consiga efetivamente concretizar algumas ou todas as suas metas, vamos ajudá-lo a defini-las de forma consciente e realista. Fique connosco e descubra tudo.

Como traçar metas para o novo ano: 4 dicas que o vão ajudar

Se também está habituado a traçar metas para o novo ano, mas nem sempre sabe qual a melhor forma para o fazer, temos algumas dicas infalíveis. O mais importante neste tipo de planeamento é ser realista.

1.

Faça uma análise do ano de 2022

Como se costuma dizer: Ano Novo, vida nova! Por isso mesmo, antes de traçar as suas metas para o novo ano é importante refletir sobre o atual. Ou seja, pense em tudo aquilo que conseguiu ou não alcançar, as coisas que que fez e que ainda não teve oportunidade de fazer ou até nas mudanças na vida pessoal e profissional que se deram ao longo do ano.

Se tiver traçado um plano com as metas a atingir em 2022, observe-o bem e veja se conseguiu concretizar todas ou algumas apenas. E não se assuste: muitas vezes, por não sabermos como traçar metas realistas e bem pensadas, é normal que não se tenham concretizado todas.

Somos seres humanos, e como tal, não podemos esperar conseguir fazer tudo de uma só vez. É essencial compreendermos que certas metas levam o seu tempo.

Reflita sobre as metas que pretende alcançar em 2023, pense bem sobre quais valerão a pena serem levadas para o planeamento do novo ano.

2.

Escreva tudo num papel e depois, seja realista e defina prioridades

Se preferir pode também fazê-lo em suporte digital. No entanto, aquilo que realmente importa é parar para pensar em tudo aquilo que deseja atingir no próximo ano – quer a nível pessoal, como profissional.

Sem medos, aponte tudo num papel e não precisa de pensar se são possíveis ou não, nem se limite a um número – escreva tudo o que lhe vier à cabeça simplesmente.

Depois de ter deixado a sua imaginação voar e de o coração ter falado mais alto, está na hora de ser realista e começar a definir prioridades. Ou seja, se escreveu 40 metas, deve enumerá-los sendo que o número 1 é o mais importante de todos.

Dessa forma, conseguirá começar a determinar quais devem ser as suas metas fulcrais para o novo ano. E não se esqueça: por vezes determinar 10 ou 20 metas para o seu ano, pode não significar que tenha tempo e recursos para as conseguir alcançar. Por isso, poderá ser melhor definir apenas 3 ou 5 e garantir que todas são atingidas no final de 2023.

3.

Utilize uma metodologia para criar as metas: o método SMART

Há uma metodologia que vai ajudá-lo a elaborar as suas metas para 2023. Tem por nome método SMART e segundo ele, para que uma meta tenha maior hipótese de ser alcançada, deve ser:

  • S (específica);
  • M (mensurável);
  • A (alcançável);
  • R (relevante);
  • T (temporal).

Ou seja, as suas metas necessitam de estar enquadradas nestes 5 critérios. Imaginando que determinou a meta “aprender um novo idioma em 2023”, damos alguns exemplos para perceber melhor como se transforma numa meta SMART.

  • Específica: aprender o idioma inglês;
  • Mensurável: fazer testes a cada 2 meses para verificar a evolução;
  • Alcançável: dedicar 5 horas por semana para aprender o idioma;
  • Relevante: viajar e descobrir Inglaterra;
  • Temporal: aprender dentro de 1 ano.
4.

Faça um planeamento pessoal para realizar cada meta

Uma vez definidas as metas para o novo ano, é necessário pensar de que forma as vai realizar. Uma boa dica passa por investir num caderno, agenda ou planner onde possa organizar o passo a passo para a realização de cada uma das metas traçadas.

Por exemplo, se a sua meta for aumentar as vendas do seu negócio em 15% pode:

  • fazer um plano de negócios;
  • concluir cursos de curta duração na área;
  • refletir sobre novas promoções e novos produtos ou serviços;
  • elaborar uma estratégia de marketing para a sua empresa.

Por outro lado, se estivermos perante uma meta mais pessoal – como a decoração da sala de estar, por exemplo – o seu passo a passo poderá ser o seguinte:

  • procurar inspirações na internet;
  • definir um estilo para a sua sala;
  • pesquisar bastante e escolher os objetos a comprar;
  • pedir vários orçamentos caso seja necessário.

Tudo depende da meta que tem estipulada. No entanto, estes exemplos servem para compreender que deve sempre haver um planeamento independentemente de se tratar de um objetivo pessoal ou profissional.

Também é importante relembrar que as suas metas devem trazer benefícios para a sua vida. Por isso, caso perceba que isso não está a acontecer e que o seu planeamento não está a trazer vantagens nenhumas, não hesite em alterá-lo.

No fundo, as metas para o novo ano são sempre resoluções positivas e que podem mesmo mudar alguns aspetos cruciais nas nossas vidas. Defina-as com cuidado e seja sempre realista.

Veja também